Rosa de Saron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rosa de Saron
Rosa de Saron em Abril de 2013 em Belo Horizonte, Minas Gerais.
Informação geral
Origem Campinas, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Rock Cristão, Metal Alternativo, Post-Grunge, Hard Rock, White Metal
Período em atividade 1988[1] - presente
Gravadora(s) Codimuc
Som Livre
Integrantes Guilherme de Sá (Vocal, violão, guitarra base)
Eduardo Faro (Guitarra, violão)
Rogério Feltrin (Baixo)
Grevão (Bateria, cajón)
Ex-integrantes Tchelão (vocal)
Sandão (bateria)
Alex Nozaki (guitarra)
Bortolatto (teclado)

Rosa de Saron é uma banda brasileira católica de rock formada dentro do movimento de Renovação Carismática Católica em 1988, na cidade de Campinas, também conhecida por ser um dos precursores do White Metal católico no Brasil.[2] [3]

Formada por Guilherme de Sá (voz), Eduardo Faro (guitarra), Rogério Feltrin (baixo) e Grevão (bateria). A banda Rosa de Saron surgiu em 1988 na cidade de Campinas/SP, dentro do movimento de Renovação Carismática da Igreja Católica.

Em pouco tempo o Rosa de Saron começava a compor suas próprias músicas e a participar de festivais, sempre garantindo as primeiras colocações, levando a banda a ser conhecida na cena musical de Campinas e, em seguida, a gravar seu primeiro álbum, “Diante da Cruz”. O segundo disco “Angústia Suprema”, desperta o interesse fora do meio religioso e é altamente elogiado por revistas especializadas.

Em 1999, a Banda grava o single “Olhando de Frente”. Em 2002, após a troca de vocalista, o Rosa de Saron lança “Depois do Inverno”, que consagra a banda. Em 2005, lança “Casa dos Espelhos”, eleito em 2006 como o 3° Melhor disco de Hard Rock Nacional. Em 2007, a banda grava o CD “Acústico” que, por meio de arranjos muito bem elaborados e de uma excelente interpretação, apresenta ao público um trabalho de altíssima qualidade.

Para celebrar 20 anos de carreira, em 2008 a banda grava seu primeiro DVD, o “Acústico e Ao Vivo”, primeiro trabalho a ser distribuído pela gravadora Som Livre, rendendo ao grupo seus primeiros DVD e CD de Ouro. Depois do enorme sucesso com o formato acústico, retornam ao formato elétrico com “Horizonte Distante”, que concedeu à banda um novo Disco de Ouro.

Em dezembro de 2010, dando continuidade a parceria com a Som Livre, a Banda lançou seu segundo DVD, Horizonte Vivo Distante, que além de registrar a bem sucedida turnê realizada durante o ano, apresentou cinco canções inéditas e a regravação da música “Mais uma Vez”, de Renato Russo e Flávio Venturini. O trabalho concedeu à banda um novo DVD de ouro.

Em 2010 e 2011 o Rosa de Saron foi indicado ao Latin Grammy Awards, um dos prêmios mais importantes da música no mundo, o que consolidou ainda mais o grupo dentro da cena musical brasileira. Também em 2011, à convite da CNBB, apresentou-se na Jornada Mundial da Juventude em Madri, Espanha, como representante oficial da juventude brasileira no evento.

O 11º trabalho, CD O Agora e o Eterno, com 17 músicas inéditas, reafirmou a vocação de boa aceitação da banda em todos os meios, religioso ou não.

Em 2013, o DVD Latitude Longitude, terceiro DVD ao vivo do grupo e 12º trabalho da carreira, saiu do papel e se tornou um projeto grandioso, gravado em abril no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte, com lotação total da casa. O repertório é composto por músicas que fizeram parte da turnê O Agora e o Eterno, além de quatro músicas inéditas: Latitude Longitude (que dá nome ao trabalho e conta com participação especial de Mauro Henrique, da banda Oficina G3), Se, Ironia S/A e Aurora (composta especialmente para ser hino da JMJ do Rio de Janeiro), esta última com participações de Jonny Voice e Renato Vianna, dividindo os vocais com Guilherme de Sá.

O lançamento do DVD Latitude Longitude aconteceu em 24 de julho, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro. Na ocasião, a banda participou ativamente da programação, reforçando seu comprometimento com o público jovem e com o evento. O destaque foi a apresentação do vocalista, Guilherme de Sá, para o Papa Francisco durante a missa de encerramento da JMJ e a apresentação da Banda, no final do evento, para cerca de 3 milhões de pessoas, na praia de Copacabana.

Com 25 anos de estrada, o Rosa de Saron contabiliza 150 mil acessos/mês no site oficial, mais de 1,5 milhão de fãs no Facebook, quase 200 mil seguidores no Twitter e mais de 14 milhões de views em seu canal do Youtube. Também alcança o topo do ranking das bandas de rock nacional mais tocadas nos sites Sonora e Vagalume. Apesar de todo reconhecimento e crescimento durante os anos, o objetivo do grupo continua o mesmo dos seus primeiros ensaios: Fazer rock com qualidade levando uma mensagem cristã de esperança, fé e amor para todos.

Em 2014 a Banda lança Cartas ao Remetente com 14 faixas.

História[editar | editar código-fonte]

1988-1999: Os primeiros anos[editar | editar código-fonte]

No final da década de 1980, o grupo inicialmente tocava durante as missas e no grupo de jovens na Comunidade católica Menino Jesus de Praga, no bairro Cambuí, em Campinas, São Paulo. Em meados dos anos 1990, os integrantes da banda Rosa de Saron decidiram usar o rock pesado para evangelizar e de certa forma alavancarem o circuito do rock católico. Nesta fase a banda era formada por Marcelo "Tchelão" Machado (vocal), Alessandro (bateria), Eduardo "Duzinho" Faro (guitarra), Alex Nozaki Mota (guitarra), Rogério "Cazuza" Feltrin (baixo) e Eduardo Bortolato (teclados).[1]

Em 1994 foi gravado Diante da Cruz, o álbum de estreia da banda. O disco tornou-se um referencial no meio religioso, por conter uma sonoridade inédita em seu segmento, mesclando o hard rock com heavy metal.[4] [1] Foi lançado de forma independente em vinil e cassete em 1995. No ano de 1996, com a fundação da Codimuc, o trabalho foi relançado.

Após o lançamento da obra, Alex Nozaki deixara a banda, e Welington Greve (Grevão) assume a bateria no lugar do Alessandro. Em 1997 a banda lançou o disco Angústia Suprema, que foi produzido por Daniel Stiling.[carece de fontes?]

Em 1998, o grupo completou 10 anos de existência, e no mesmo ano ocorreu um show no Parque do Taquaral, em Campinas, onde foi realizado o primeiro festival de rock católico da história.[carece de fontes?]

A partir de 1999, banda passou a admitir outras vertentes do rock, e no mesmo período a banda lançou o primeiro single católico, o "Olhando de Frente", que teve um pré-lançamento em um show da banda na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, em 25 de junho de 1999. Pouco tempo depois Marcelo Machado deixa o Rosa de Saron para continuar seu trabalho com o The Flanders, alegando estar difícil a conciliação dos

No dia 20 de abril de 2005, no Credicard Hall, a banda participou de um DVD em comemoração de 15 anos da gravadora Codimuc com 3 músicas: "Do Alto da Pedra", "Sangria" e "Muitos Choram". Em "Sangria", houve a participação de Marcelo Machado (o antigo vocalista). A data da gravação do disco marcava 20 dias da morte do Papa João Paulo II.

2005-2008: Outras gravações[editar | editar código-fonte]

Em 2005 é lançado Casa dos Espelhos. O lançamento do trabalho ocorreu no Hopi Hari[2] e contou com a participação de vários nomes da música católica. Foi produzido por Guilherme de Sá, e o disco rendeu uma série de shows pelo Brasil. Em 2006 seria realizada a gravação do primeiro DVD da banda, adiado e lançado anos depois.

Em fevereiro de 2007, o grupo gravou o disco Rosa de Saron Acústico pela gravadora Codimuc. Produzido por Guilherme de Sá, teve a participação especial da cantora Eliana Ribeiro, da comunidade católica Canção Nova.

Dia 16 de Abril de 2008, foi gravada em Valinhos o DVD Acústico e ao Vivo. Em julho do mesmo ano, Rogério Feltrin, baixista e fundador da banda, publicou o livro Rock, Fé e Poesia, no qual conta a história dos 20 anos do Rosa de Saron e de cada música da banda.

2009-atualmente: Som Livre, Grammy Latino e 20 anos[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2009, a Som Livre, gravadora pertencente às Organizações Globo, passou a distribuir o DVD Acústico e ao Vivo em parceria com a Codimuc, iniciando assim uma nova fase na carreira da banda, com expressiva divulgação no meio secular.

Em dezembro daquele ano foi lançado Horizonte Distante. No disco, a banda mesclou uma sonoridade próxima ao rock alternativo estadunidense. A repercussão do disco fez com que a banda fosse pela primeira vez indicada ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Cristã em português".[5]

Rosa de Saron em São Paulo, em novembro de 2010.

Em dezembro de 2010, a banda lançou o segundo álbum ao vivo na carreira, Horizonte Vivo Distante, gravado no HSBC Brasil, em São Paulo, no dia 10 de setembro de 2010. O público somou mais de 3 500 pessoas e contou com a participação de Maurício Manieri em “Rara Calma”. O disco rendeu à banda o primeiro disco de ouro da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD), sendo que tanto o CD e DVD foram certificados.[6] Ainda, o disco recebeu uma indicação ao Grammy Latino.[7]

Em 2011, a banda lançou Siete Camiños, o segundo EP da banda e que contém sete canções do grupo, sendo três em inglês e quatro em espanhol.[8] No ano seguinte, foi lançado o DVD Rosa na Estrada, um documentário produzido pela TV Século 21 sobre os bastidores e história da banda.

A banda também tocou na Jornada Mundial da Juventude de Madri em 2011

Em maio de 2012, com a produção de Guilherme de Sá, foi lançado O Agora e o Eterno.

Durante a JMJ no Rio de Janeiro de 2013, a banda tocou no palco. Também houve participação de Guilherme de Sá e Rogério Feltrin na Vigília e na Missa de Envio presidida pelo Papa Francisco. No dia 1º de Setembro de 2013 foi feito o primeiro show da turnê Latitude, Longitude, na cidade de São Gonçalo, Rio de Janeiro, no Rincão do Senhor.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Músicos de apoio[editar | editar código-fonte]

Ex-membros[editar | editar código-fonte]

  • Marcelo Machado - voz (álbum: Diante da Cruz, Angústia Suprema; EP: Olhando de Frente    1988 - 2000)
  • Alessandro "Sandão" - bateria (1988 - 1995)
  • Alex Nozaki - guitarra base (álbum: Diante da Cruz 1990 - 1995)
  • Eduardo Bortolato - teclado (álbum: Diante da Cruz, Angústia Suprema; EP: Olhando de Frente    1990 - 1998)
  • Paulo Faganello - tecladista (álbum: Depois do Inverno 2008)
  • Gustavo Leite - teclado (2008 - 2012)

Músicos convidados para tocar com a banda ou substituir algum integrante durante um show:

  • Gustavo Leite - teclado e piano (2008 - 2010)
  • Dakota - violão (2008 - 2010)
  • Diogo "Seijinho" - violão e guitarra (2010)
  • Aura Lyris - Banda Beatrix - [part. especial DVD Acútico e Ao Vivo]
  • Rafael Almeida - [part. especial DVD Acústico e Ao Vivo]
  • Eugênio Jorge - [part. especial DVD Acústico e Ao Vivo]
  • Maurício Manieri - [part. especial DVD Horizonte Vivo Distante]
  • Renato Viana e Johnny Voice - [part. especial DVD Latitude, Longitude]
  • Mauro Henrique - Oficina G3 - [part. especial DVD Latitude, Longitude]
  • Francis Botene - Anjos De Resgate - [part. especial DVD Latitude, Longitude]
  • Wellington Marques - Balu (2007)
  • Paulo Jr. Mococa (2014)
  • Luiz Marostegan - Guitarra, época em que o Marcelo Machado ainda cantava no Rosa (Limeira-SP)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Álbuns ao vivo
EPs

Videografia[editar | editar código-fonte]

DVD´S[editar | editar código-fonte]

Vídeo Clipes[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2008 - Troféu Louvemos o Senhor
    • Melhor Banda
    • Melhor Cantor (Guilherme de Sá)
    • Melhor Canção (Rara Calma)
  • 2009- Disco de Ouro
    • Pelo CD Acústico e ao Vivo
  • 2009 - DVD de Ouro
    • Pelo DVD Acústico e ao Vivo
  • 2010 - Troféu Louvemos o Senhor
    • Melhor Banda
    • Melhor Vocalista (Guilherme de Sá)
    • Melhor Intérprete Masculino (Guilherme de Sá)
    • Indicação ao Latin Grammy como melhor CD cristão em português (Horizonte Distante)
  • 2010 - Disco de ouro
    • Pelo CD Horizonte Distante
  • 2011 - Trofeu Louvemos ao Senhor
    • Melhor cantor: Guilherme de Sá
    • Melhor guitarrista: Eduardo Faro
    • Melhor baixista: Rogério Feltrin
    • Melhor baterista: Wellington Greves
  • 2011 - DVD de ouro
    • Pelo DVD Horizonte Vivo Distante
  • 2011 - CD de ouro
    • Pelo CD Horizonte Vivo Distante
  • 2011 - Disco de platina
    • Pelo CD Acústico e ao vivo
    • Pelo CD Horizonte Distante
  • 2011 - Indicação ao Latin Grammy como melhor CD cristão em português (Horizonte Vivo Distante)
  • 2013 - Trofeu Louvemos ao Senhor
    • Melhor Banda
    • Melhor Álbum Rock
  • 2013 - Disco de Ouro
    • Pelo CD O Agora e o Eterno

[editar | editar código-fonte]

O logo oficial da banda é uma mandala que representa os quatro integrantes em uma eucaristia (no centro). A primeira aparição do símbolo foi no álbum ao vivo Acústico e ao vivo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Rosa de Saron traz novo CD Acústico - cancaonova.com / Musica (php) (em português) Canção Nova. Visitado em 25/12/2010.
  2. a b Rosa de Saron fará show de lançamento de CD no Hopi Hari - Novidades (Notícia) (html) (em português) Whiplash.net. Visitado em 25/12/2010.
  3. G1 - Leitores do G1 elegem melhores do ano na música; veja os resultados - notícias em Pop & Arte (html) (em português) g1.globo.com. Visitado em 25/12/2010.
  4. CD Diante da Cruz, Rosa de Saron Livraria Teológica. Visitado em 28 de junho de 2012.
  5. Grammy Latino 2010 acontece nesta quinta (11); veja os indicados (html) (em português) R&. Visitado em 25/12/2010.
  6. Saron ABPD. Visitado em 28 de junho de 2012.
  7. Aline Barros é a única cantora evangélica indicada ao Grammy Latino 2012 e indicações geram polêmica Gospel+. Visitado em 28 de junho de 2012.
  8. Rosadesaron.com.br. Rosa de Saron lança EP intitulado "Sete Camiños". Visitado em 28 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]