Rosewood (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rosewood
O Massacre (PT)
O Massacre de Rosewood (BR)
 Estados Unidos
1997 • cor • 140 min 
Direção John Singleton
Produção Jon Peters
Roteiro Gregory Poirier
Elenco Jon Voight
Ving Rhames
Don Cheadle
Bruce McGill
Loren Dean
Esther Rolle
Elise Neal
Michael Rooker
Gênero drama
Idioma inglês
Música John Williams
Cinematografia Johnny E. Jensen
Edição Bruce Cannon
Estúdio Peters Entertainment
New Deal Productions
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Estados Unidos 21 de fevereiro de 1997
Portugal 21 de novembro de 1997
Orçamento US$30 milhões
Receita US$13,130,349
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Rosewood (br: O Massacre de Rosewood /pt: O Massacre) é um filme estadunidense de 1997, dirigido por John Singleton. Embora seja baseado em acontecimentos históricos de 1923 "Massacre de Rosewood" na Flórida, o filme apresenta personagens fictícios e mudanças de contas históricas. É estrelado por Ving Rhames como um homem que viaja para a cidade e se torna uma testemunha. O elenco de apoio inclui Don Cheadle como Sylvester, que também se torna uma testemunha do motim, e Jon Voight como proprietário de uma loja de brancos que vive em um vilarejo perto de Rosewood. Os três personagens se enroscam em uma tentativa de salvar as pessoas de brancos racistas que atacam os negros de Rosewood.

Foi bem avaliado por muitos críticos, mais do que qualquer filme do John Singleton desde Boyz n the Hood[1] . Devido às suas cenas de violência, agressão e sexo, eo uso abundante de insultos raciais, o filme recebeu da Motion Picture Association of America a classificação de Restrito. O filme não foi um sucesso comercial e foi incapaz de recuperar o seu orçamento de 30 milhões em bilheteria. O filme parte do que é conhecido, especialmente no retrato do número de mortes. Em outro exemplo de mudanças, o personagem de Ving Rhames luta contra um mafioso branco com pistolas, o que não aconteceu. O cerco da casa de Carrier de fato ocorreu. O filme foi celebrado no 47º Festival de Berlim.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Rosewood é uma cidade quase que totalmente habitada por negros da classe média. No início de janeiro de 1923, na Flórida, a cidade começa a ser incendiada por uma acusação de uma mulher branca (Catherine Kellner) que diz ter sido atacada por um negro, que na verdade era seu amante que a espancou (Robert Patrick), com medo de falar a verdade a seu marido ela mente causando uma enorme devastação de brancos preconceituosos contra negros.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

Rosewood foi bem recebida pela maioria dos críticos e detém actualmente uma classificação "Fresh" de 85% no Rotten Tomatoes.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • D'Orso, Michael. Like Judgement Day: The Ruin and Redemption of a Town Called Rosewood. [S.l.]: Boulevard, 1996.
  • Loewen, James W.. Sundown Towns: A Hidden Dimension of American Racism. New York: New Press, 2005. Página visitada em August 5, 2013.
  • Henry, Charles P.. Long Overdue: the Politics of Racial Reparations. [S.l.]: New York University Press, 2007.
  • Rosewood. Dir. John Singleton. Perf. Ving Rhames and Jon Voight. Warner Bros., 1997. DVD.

Referências

  1. Filmes dirigidos por John Singleton no site Rotten Tomatoes. (em inglês)
  2. "Berlinale em inglês: programas na seção de 1997".
  3. Rosewood. Rotten Tomatoes. Página visitada em 23 de novembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]