Turma do Chico Bento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rosinha (personagem))
Ir para: navegação, pesquisa
Chico Bento
Revistinhas em quadrinhos
Chico Bento Nº 1.jpg
Capa da 1ª edição lançada em 1987
País de origem  Brasil
Língua de origem Português
Formato de publicação Brochura
Lançada em 1963 - presente
Publico alvo Crianças
Primeira publicação "Folha da Manhã"
Género(s) Comédia
Autor Mauricio de Sousa
Mauricio de Sousa Produções
Personagens principais "Chico Bento"
"Rosinha"
"Zé Lelé"
"Nhô Lau"
"Zé da Roça"
Genesinho
Local da acção Na fícticia "Vila Abobrinha"
Site oficial Monica.com.br
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

A Turma do Chico Bento (por vezes chamada apenas de Chico Bento) é uma série de histórias em quadrinhos criada por Mauricio de Sousa juntamente com a Turma da Mônica. Começou primeiramente em 1961 como uma tirinha de jornal na época chamada "Zezinho e Hiroshi" tendo como personagens principais Zé da Roça e Hiro, em 1963 tendo a estréia do personagem Chico Bento que em pouco tempo se tornou o personagem principal.[1]

As histórias se passam na fictícia Vila Abobrinha, uma típica cidade caipira, do interior paulista onde vive o personagem título Chico Bento e seus amigos. Desde sua criação ele se tornou muito popular sendo a segunda série mais popular criada por Mauricio de Sousa depois da Turma da Mônica. Além disso foi o primeiro, fora os da Turma da Mônica e inspirados em jogadores de futebol, a ganhar uma revista própria bem como sua própria linha de produtos.

Em 2013 foi lançada uma adaptação em mangá do personagem chamada Chico Bento Moço, assim como a Turma da Mônica Jovem mostrando uma versão adolescente do personagem.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Entre parênteses o ano de criação dos personagens.

Personagens principais[editar | editar código-fonte]

  • Chico Bento (1963) - Menino tipicamente roceiro ou caipira, que anda sempre descalço, com roupas simples e chapéu de palha. Vai à escola mas não gosta muito de estudar e sua fala é representada com erros ortográficos, retratando um dialeto caipira. Sua fala em filmes e desenhos, entretanto, é um pouco diferente da apresentada nos quadrinhos mas ainda assim representa fielmente o modo interiorano de falar. Acorda antes do nascer do sol para ajudar o pai na roça, vive tentando roubar goiabas do rabugento Nhô Lau, brinca com os demais da turma e ainda namora a Rosinha. É um dos personagens mais populares e queridos de Maurício de Sousa. É acomodado, eventualmente preguiçoso e um tanto mentiroso, mas principalmente aventureiro, Ainda assim, apesar de seus defeitos e travessuras, Chico é um menino bondoso, generoso, ama a natureza e os animais, sejam eles selvagens ou do sítio. Enfim, é um representante natural do povo interiorano brasileiro. Tem se destacado atualmente na escola ao fazer redações. Foi inspirado em um tio de Mauricio do interior.
  • Rosinha - A namorada do Chico Bento. Ela sempre veste um tipo de vestido vermelho de quermesse, um par de maria-chiquinhas e não costuma andar descalça sendo uma menina limpa e arrumada. Adora ir às quermesses com Chico, mas odeia seus constantes atrasos. Assim como Chico ela também costuma falar errado como um caipira. Como revelado em Chico Bento Moço ela é um ano mais nova que os demais personagens embora quase sempre esteja estudando com eles na mesma sala e em outras simplesmente não seja vista por lá provavelmente sendo apenas alguns meses mais nova que o Chico. Os seus pais quase nunca foram vistos, embora Chico uma vez tenha descrevido seu pai como um sujeito ciumento que não aprova seu namoro com sua filha. Suas melhores amigas são a Ritinha e a Maria Cafufa.
  • Zé Lelé (1969) - Zé Lelé é primo e melhor amigo do Chico Bento, embora não exista qualquer semelhança entre eles. É um componente importante para o humor das histórias por ser um personagem simplório e ingênuo, cometendo gafes com freqüência, cuja pouca inteligência costuma bastante irritar todos à sua volta. A não ser em raríssimas ocasiões, sempre usa uma camiseta rosa com uma calça de suspensório listrada de branco e azul. Teve seu nome revelado como José Leocádio (mais recentemente, José Eleutério). Curiosamente, em uma história dele como o Primo Zeca, fica - se sabendo que Zeca tem um peixe com o nome de José Leocádio.
  • Zé da Roça (1961) - Embora também um típico caipira, fala um português mais padronizado como os povos das grandes cidades como São Paulo. Amigo de todos na roça, ele é mais sério e compenetrado que seus amigos. Costuma dar conselhos de bom senso popular. Era o principal personagem nas primeiras histórias.
  • Hiro (1961) - Seu verdadeiro nome é Hiroshi. Hiro é um nissei e com isso mantém as tradições orientais de seus ascendentes (usar os Pauzinhos e outras tradições). Assim como Zé da Roça ele também fala em bom português e é menos brincalhão que os demais. Apesar de morar no interior, Hiro e sua família são bem tradicionais em relação aos costumes e à cultura japonesa.

Personagens secundários[editar | editar código-fonte]

  • Primo Zeca - Primo de Chico Bento que mora na capital. Frequentemente um vai passar as férias na casa do outro e se deparam com situações totalmente diferentes de sua realidade. Em outras histórias, já foi chamado de Rosalvo (quando o Chico aperta o botão errado e toca todos os interfones do prédio do primo) e de Toninho (numa das histórias em que o primo vai visitar o Chico no sítio). Seu nome completo é José Bento Henrique Júnior.
  • Nhô Tonico Bento (Antônio Francisco Bento) - Pai do Chico Bento. Trabalha duramente na roça para sustentar sua família e quer muito que Chico estude para que tenha uma vida melhor.
  • Dona Cotinha - Mãe do Chico Bento. Boa e carinhosa, é a dona de casa do interior. Tem que cuidar da casa, do Chico e de todo o serviço da fazenda.
  • Vó Dita - A avó de Chico Bento. Sempre com conselhos e com carinho para dar ao seu netinho e a todas as crianças da roça. É uma fabulosa contadora de histórias, principalmente sobre o folclore brasileiro, tal como a pessoa que a inspirou: a avó do Maurício de Sousa.
  • Nhô Lau - Fazendeiro rabugento, mas muito boa-praça. O maior foco de sua raiva é quando o Chico Bento e seus amigos tentam roubar goiabas maduras de sua goiabeira, que ele faz questão de defender com sua espingarda que dispara pedras de sal grosso. Ele só quer mesmo que suas goiabas amadureçam o bastante para ele poder vender em épocas de colheita farta. Numa história da época da Globo, Nhô Lau confessa que gosta que a criançada roube suas goiabas para ele ir atrás dele, como um jogo.
  • Dona Marocas - A professora da roça. É bem exigente com seus alunos (especialmente Chico Bento, que costuma esquecer de fazer ou levar para a escola as lições de casa), mas apenas quer o bem de todos eles.
  • Genesinho - Filho do Coronel Agripino ou Coronel. É um menino com cabelos loiros. Chico detesta-o quando ver a Rosinha saindo com esse menino. Ele não é como o povo da roça, ele possui patinetes, motores etc.. Genesinho é bem de vida em relação aos moradores da vila, tem madames, e tem carro de rico. Mas ao final de cada história, Rosinha afasta-se de Genesinho para encontrar Chico, seu verdadeiro amor. Descobrimos que seu nome verdadeiro é Genésio.
  • Maria Cafufa: A menina feia que é apaixonada pelo Chico Bento, sempre tenta roubar um beijo de Chico quando tem chance, por exemplo, em uma historinha Rosinha estaria na barraca de beijinhos da quermesse,Chico comprou todos os beijinhos porque não queria ninguém beijando a Rosinha, quando ela foi substituída de última hora pela Maria Cafufa.
  • Maria Lalau - Versão feminina do Zé Lelé. Contracena com este, porém tem aparições raras.
  • Padre Lino, O padre da Vila Abobrinha. Adora comer mamão.
  • Mariana, A irmãzinha caçula de Chico que aparece na HQ: "Uma estrelinha chamada Mariana". No final, ela morre e vira estrela novamente. Há outra HQ falando sobre a verdadeira história dela que se chama "O presente de uma estrelinha", é aniversário do Chico e Mariana visita ele pra dar um "alô". Chico pula de alegria e quis contar aos seus pais, mas Mariana é uma estrela e não pode se mostrar por aí. Suas irmãs chamam ela e Chico fica triste, mas antes dela ir, ela diz: "agora, fecha os olhos, que eu vou dar o meu presente"; Aí a Mariana brilha como nunca brilhou antes e mostra que o presente que ela deu foi Esperança. O que isso quer dizer que, no futuro, Mariana vai ser filha do Chico Bento.
  • Anjo Gabriel (2009) - Personagem recente, é o anjo do Chico. Ele adora tecnologia e é muito diferente de Chico, mas os dois se dão bem.
  • Tiãozinho Arriégua - O encrenqueiro da vila. Sempre arrumando problemas, gosta de esperar os meninos na esquina para dar uma surra depois da aula. É o típico brutamontes burro, mas que se rende vez por outra a amizade do Chico.
  • Nhô Nito - Outro contador de “causos”, mas este age na prática, muitas vezes levando a criançada nas suas aventuras como 'Pegador de Sacis'.
  • Coronel Agripino - Dono de terras e de cabeças de gado é o pai de Genesinho. Já foi chamado de Belarmino, Abelardo e Genesio.
  • Seu Rodrigues - Pai da Rosinha, não gosta que a filha namore Chico.
  • Dona Rosália - Mãe da Rosinha, defende a filha e é uma boa mãe.
  • Seu Leocádio - Pai do Zé Lelé, às vezes se comporta de maneira tão doida quanto o filho.
  • Dona Lalá - Mãe do Zé Lelé, um pouco doidinha como o filho.
  • Pais do Hiro - Autênticos imigrantes japoneses. Mantém as tradições e usam algumas expressões idiomáticas. Moram em uma casa estilo japonês.
  • Pais do Primo Zeca - Moram em um apartamento em SP e são adeptos da praticidade e da modernidade.

Personagens terciários[editar | editar código-fonte]

  • Dona Birosca - A fofoqueira da vila, adora ficar na cerca fuçando a vida de todo mundo. Por enquanto, está “sumida” das histórias da Turma do Chico Bento.
  • Maga Oneida - É uma bruxa boazinha que realiza os pedidos de Chico Bento quando ele quer se livrar de algum problema. Ela tem três dragões de estimações: o dragão amarelo Yorgle, o dragão verde Grundle e o dragão vermelho Rhidle. Teve sua primeira aparição em Chico Bento Número: 23, na história "O Preguiçoso", publicado pela editora Panini.
  • Ritinha - Amiga de Rosinha, anda meio sumida das histórias porém apareceu num gibi da Magali nº24 "Um Felino Natal a Todos" publicado pela Panini. É a dona de Tita, irmã do Mingau.
  • Quebra-Queixo - Apareceu em apenas uma história, onde Chico senta no banco em que Quebra-Queixo costuma sentar na hora do recreio e é desafiado por este para uma briga.Acabam virando amigos.

Animais[editar | editar código-fonte]

  • Torresmo (1983) - Porco de estimação do Chico Bento, parecendo o Chovinista do Cascão. É claro que o Chico adora todas as criações de seu sítio e nunca vai deixar seu Torresmo virar comida, nem a sua galinha Giselda (Giserda), a vaca Malhada (Maiada), o bode Barnabé, o burro Teobaldo e tantos outros. Torresmo é muito levado e adora brincar na lama, como todos os outros porquinhos. O sonho do Chico é um dia ver Torresmo ganhar um prêmio numa feira, ou exposição de animais.
  • Giselda (1982) A galinha de estimação do Chico Bento. Aliás, como todos os animaizinhos do sítio. Mas Giselda tem dado um bom trabalho ao Chico. Volta e meia de virar canja ou almoço de raposas, Chico sempre está a defendendo. Em troca bota ovos saudáveis. Chico não come os ovos porque prefere que nasçam, cada vez mais, lindos pintinhos no galinheiro.
  • Fido - O cão sabujo do Chico. Já foi caçador e em certa história morreu. Voltou a aparecer como um cachorro dorminhoco.
  • Malhada - (Maiada) Vaca do Chico. Companheira de toda manhã, quando Chico aparece para tirar o seu leite.
  • Teobaldo - Burro do Chico. Age como tal, sempre desobediente e empacando quando bem tem vontade. É chamado pelo Chico de "Teobardo".
  • Alazão - Cavalo do Chico. Usado quando tem que ir a lugares longes, como a Vila Pururuca, ou escalar a 'Repimpada da Mula Manca'.
  • Geninerdo - Touro do Chico. Brabo e estourado, mas que até concurso já ganhou.
  • Barnabé - Embora já tenha sido chamado de 'Osório', seu nome é Barnabé por causa do béééé.... Adora comer tudo que vê pela frente.
  • Aristides - Galo que acorda o Chico todo dia de manhã. Também ja apareceu morrendo em certa história.
  • Bigodes - O gato meio doméstico, meio selvagem que vive no sítio. Bravo, Não ha quem o segure no colo.

Chico Bento em outras mídias[editar | editar código-fonte]

  • Filme Óia a Onça,Chico Bento.
  • CD Um Dia na Roça (1997)
  • Jogo para rede sociais - Turma do Chico Bento - O Jogo (2012)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]