Rossi X-ray Timing Explorer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Nuvola apps important.svg
A tradução deste artigo ou se(c)ção está abaixo da qualidade média aceitável.
É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este artigo conforme o guia de tradução.
RXTE
Desenho artístico do RXTE em órbita.

Operação Estados UnidosNASA
Tipo de missão Astronomia
Contratante Massachusetts Institute of Technology
Satélite da Terra
Lançamento 30 de dezembro de 1995 às 13:48:00 UTC
Local Estados UnidosEstação da Força Aérea de Cabo Canaveral, Flórida, Estados Unidos
Duração da missão 12 anos
Massa 3.200 kg
Site oficial RXTE Webpage
Elementos orbitais
Excentricidade 0,0
Inclinação 28.5°
Apoastro 409.0 km
Periastro 409.0 km
Período orbital 92.5999984741211 minutos

Rossi X-ray Timing Explorer (ou somente RXTE) é um satélite estadunidense que observa a estrutura temporal de fontes astronómicas de raios X, em homenagem ao cientista italo-estadunidense Bruno Rossi. O satélite RXTE observa raios X provenientes de buracos negros, estrelas de nêutrons, pulsares e rajadas de raios X. O satélite é operado pela NASA e integra ao Programa Explorer. Por isso, as vezes também é chamado de Explorador 69.

O RXTE foi lançado em 30 de dezembro de 1995 com um foguete Delta II da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral (antigo Cabo Kennedy), nos Estados Unidos. O satélite está registrado internacionalmente pelo Designador Internacional com 1995-074A[1] . As observações do RXTE têm sido usadas como uma evidência do Arrastamento, efeito previsto pela Teoria da Relatividade Geral. Em finais de 2007, dados do RXTE tinham sido usados em mais de 1400 obras cientíicas. Em janeiro de 2006, foi anunciado que o RXTE havia sido usado para localizar um candidato intermediário de buraco negro de massa chamado M82 X-1. Em fevereiro de 2006, os dados do RXTE foram usados para provar que o difuso brilho de raios-X em nossa galáxia vem de inúmeroas estrelas anã branca e estrelas de outros coronas. Em abril de 2008, os dados RXTE foram utilizados pelos pesquisadores para inferir o tamanho do menor buraco negro conhecido. Em 3 de janeiro de 2012, o RXTE cessou suas operações científicas.

Os cientistas da NASA preveem que o RXTE deve reentrar na atmosfera terrestre entre os anos de 2014 a 2023[2] .

Instrumentos[editar | editar código-fonte]

All Sky Monitor (ASM)[editar | editar código-fonte]

O ASM consiste em três câmeras de grande angular de sombra equipados com contadores proporcionais, com uma área total de coleta de 90 centímetros quadrados. As propriedades instrumentais são as seguintes:

  • Faixa de energia: 2-12 keV
  • Resolução de tempo: 80% do céu a cada 90 minutos
  • Resolução espacial: 3 'x 15'
  • Número de câmaras de sombra: 3, cada um com 6 x 90 graus FOV
  • Área de coleta: 90 cm ²
  • Detector: Xenon contador proporcional, posição sensível
  • Sensibilidade: 30 mcrab

Foi construído pela CSR no Massachusetts Institute for Technology, Estados Unidos. O investigador principal foi o Dr. Alan M. Levine.

Proportional Counter Array (PCA)[editar | editar código-fonte]

O PCA é uma matriz de cinco contadores proporcionais, com uma área total de coleta de 6500 cm quadrados. O instrumento foi construído pela EUD (anteriormente "LHEA ') no GSFC. O PCA investigador principal foi o Dr. Jean H. Swank.

As propriedades instrumentais são as seguintes:

  • Faixa de energia: 2 - 60 keV
  • Energia resolução: <18% em 6 keV
  • Resolução de tempo: 1 microssegundo
  • Resolução espacial: colimador com um grau FWHM (largura à meia)
  • Detectores: 5 contadores proporcionais
  • Área de coleta: 6500 cm ²
  • Camadas: uma de veto propano, 3 xenon, cada um dividido em dois, uma camada de veto xenon
  • Sensibilidade: 0,1 mcrab
  • Antecedentes: 2 mcrab

High-Energy X-ray Timing Experiment (HEXTE)[editar | editar código-fonte]

O HEXTE foi projetado e construído pelo Centro de Astrofísica e Ciências Espaciais (CASS) na Universidade da Califórnia em San Diego, Califórnia . O investigador principal do HEXTE foi o Dr. Richard E. Rothschild.

As Propriedades básicas do HEXTE são:

  • Faixa de energia: 15 - 250 keV
  • Energia resolução: 15% a 60 keV
  • Amostragem de tempo: 8 microssegundos
  • Campo de visão: uma FWHM grau
  • Detectores: 2 conjuntos de 4 Nal / CSI contadores de cintilação
  • Área de coleta: 2 x 800 cm ²
  • Sensibilidade: um caranguejo = 360 contagens por HEXTE conjunto
  • Antecedentes: 50 contagens por HEXTE conjunto

Referências

  1. 1995-074A NSSDC Master Catalog (em inglês). Visitado em 07 de abril de 2013.
  2. http://www.theregister.co.uk/2012/01/11/rxte_satellite/. Página visitada em 11 de janeiro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.