Rubber Soul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rubber Soul
Álbum de estúdio de The Beatles
Lançamento 3 de dezembro de 1965 (48 anos)
Gravação Abbey Road
17 de junho e 12 de outubro a 11 de novembro de 1965
Gênero(s) Folk rock, rock psicodélico
Duração 35:50
Gravadora(s) Parlophone, Capitol, EMI
Produção George Martin
Cronologia de The Beatles
Último
Último
Help!
(1965)
Revolver
(1966)
Próximo
Próximo
Singles de Rubber Soul
  1. "In My Life"
    Lançamento: 3 de Dezembro de 1965
  2. "I'm Looking Through You"
    Lançamento: 3 de Dezembro de 1965
  3. "Nowhere Man"
    Lançamento: 21 de Fevereiro de 1966

Rubber Soul é o sexto álbum lançado pelo grupo de rock The Beatles. Foi gravado aproximadamente em quatro meses e lançado em 1965 sendo produzido por George Martin. É citado por muitos críticos de música como o álbum em que os Beatles começaram a tornar seu som mais eclético e sofisticado. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[1]

Naquela altura, depois de amenizada a força primitiva do Rock, com a explosão do folk-rock e da surf music, cada grupo passou a utilizar-se de todas as potencialidades que os estúdios de gravação podiam oferecer. Os próprios Beatles superaram sua fase adolescente, passando pelas brincadeiras colocadas em filmes por Richard Lester, até o profundo universo poético que começaram a desenvolver com o álbum Rubber Soul. Realizaram então verdadeiras "rupturas", como a letra surrealista e o uso do sitar em "Norwegian Wood", o lirismo de "In My Life" e "Michelle", a solidão pungente de "Nowhere Man", enfim, Rubber Soul foi considerado o mais inovador álbum de rock lançado até então.

Capa[editar | editar código-fonte]

Paul McCartney conta que fizeram uma sessão de fotos para a capa do álbum. Quando acabaram o fotógrafo começou a passar as fotos em um slide, e ao deixar uma das fotos cairem no slide, dando-a um efeito distorcido, despertou o interesse dos Beatles. Nesse mesmo momento eles escolheram o nome, Rubber Soul (Alma de Borracha).

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
All Music Guide 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg [2]
Q Magazine 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg [carece de fontes?]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • Todas as músicas foram compostas por Lennon/McCartney, excepto as notadas.

Lado A

N.º Título Duração
1. "Drive My Car"   2:30
2. "Norwegian Wood (This Bird Has Flown)"   2:05
3. "You Won't See Me"   3:22
4. "Nowhere Man"   2:44
5. "Think for Yourself" (Harrison) 2:19
6. "The Word"   2:43
7. "Michelle"   2:42

Lado B

N.º Título Duração
1. "What Goes On" (Lennon/McCartney/Starr) 2:50
2. "Girl"   2:33
3. "I'm Looking Through You"   2:27
4. "In My Life"   2:27
5. "Wait"   2:16
6. "If I Needed Someone" (Harrison) 2:23
7. "Run for Your Life"   2:18

História[editar | editar código-fonte]

Foi a primeira vez que um álbum dos Beatles teve capa e nome semelhante no Reino Unido e nos Estados Unidos. Antes de Rubber Soul, nos Estados Unidos, a gravadora lançava seus álbuns com nomes, capas e seleção de músicas diferentes. Porém o Rubber Soul americano tinha uma seleção de músicas diferente da versão britânica. Nos Estados Unidos, o álbum vendeu 1,2 milhões de cópias em nove dias após seu lançamento.

Praticamente na mesma época do lançamento do álbum, foi lançado um compacto que trouxe duas músicas de grande sucesso, "We Can Work It Out" e "Day Tripper". "We Can Work It Out" foi composta por John e Paul e tornou-se na época a que mais tempo levou para ser gravada (12 horas). O compacto se tornou o que mais rapidamente se vendeu, superando o compacto da música "Can't Buy Me Love" que tinha o recorde anteriormente.

Versão norte-americana[editar | editar código-fonte]

A versão norte-americana do álbum, muito embora trouxesse a mesma capa, tinha uma seleção (alinhamento) de faixas substancialmente diversa da versão britânica. Curiosamente, a seleção norte-americana, lançada pela Capitol Records, trazia 2 faixas do álbum inglês anterior (Help!) e suprimia 3 faixas do lançamento oficial inglês (Drive My Car, Nowhere Men e If I Needded Someone), que somente seriam lançados em solo norte americano no LP Yesterday... And Today.

Assim, o Rubber Soul norte-americano foi lançado com as seguintes faixas:

Lado A

N.º Título Duração
1. "I've Just Seen a Face"   2:07
2. "Norwegian Wood (This Bird Has Flown)"   2:05
3. "You Won't See Me"   3:24
4. "Think for Yourself" (Harrison) 2:21
5. "The Word"   2:46
6. "Michelle"   2:45

Lado B

N.º Título Duração
1. "It's Only Love"   1:57
2. "Girl"   2:30
3. "I'm Looking Through You"   2:31
4. "In My Life"   2:26
5. "Wait"   2:15
6. "Run for Your Life"   2:22

Não fosse suficiente, o álbum ainda possuía mais uma particularidade. As prensagens iniciais, produzidas pela fábrica da Capitol Records na Costa Leste dos Estados Unidos, tinham uma camada extra de reverb em todo o álbum. Este versão, rara nos dias de hoje, ficou conhecida como "Dexterized Version", em homenagem ao engenheiro de som da Capitol Records, Dave Dexter, que processou os tapes originais produzidos por George Martin.

A versão "Dexterized" não possui grande diferença, exceto a presença de uma camada de eco adicional (reveb), mais notável em músicas como Girl e Wait, bem como em outras, onde as vozes estão isoladas em um canal específico do âmbito estereofônico. As diferenças somente são perceptíveis com o uso de fones de ouvido, quando comparadas com a versão estéreo original inglesa.

Sobre As Músicas[editar | editar código-fonte]

"Drive My Car" foi escrita por Paul com uma contribuição de John em algumas partes. Paul chegou aos estúdios da Abbey Road com uma letra que dizia: "I Can Give You Golden Rings, I Can Give You Anything." (ou seja, "eu posso te dar anéis de ouro, eu posso te dar qualquer coisa"), John vetou a letra por lembrar uma canção de Paul feita anteriormente, "Can't Buy Me Love". Com letra nova surgiu "Drive My Car". Paul explicou: - "A verdade é que não entendo muito de carros. Quando tenho de ir a um mecânico, fico confuso e digo a ele "Bem...hum...eu acho que...não tá muito legal".

John escreveu "Nowergian Wood" embora tenha tido a colaboração de Paul em algumas partes. A letra era inspirada em uma relação extraconjugal de John, na época casado com Cynthia Lennon. George usou um instrumento indiano pela primeira vez em uma música, o sitar. George estava estudando música indiana na época, acabou comprando um sitar e a usou pela primeira vez em uma música de rock. Foi mais uma música de John composta com influênica de Bob Dylan. "Nowhere Man" outra canção de John, tem uma letra mais filosófica.

"The Word" foi escrita por John e Paul e segundo eles sob influência da maconha.

Paul escreve sobre a crise em seu namoro com Jane Asher em "You Won't See Me". Jane na época não retornava suas ligações telefônicas, ignorando-o. Paul também escreve sobre ela em "I'm Looking Through You". Nesta música, como em "Drive My Car", Paul chegou a gravar guitarra, coisa que ele só passou a fazer com frequencia nas músicas dos álbuns futuros."Michelle" é mais uma balada de Paul, com algumas frases em francês.

Após a separação dos Beatles, John disse que compôs praticamente sozinho com uma pequena contribuição de Paul a música "In My Life", Paul no entanto disse que ajudou na composição do começo ao fim. George Martin toca piano ao estilo barroco nessa faixa.

"Run For Your Life" é uma composição de John baseada na música "Baby Let's Play House" de Elvis Presley.

Muitos não se aperceberam da grande influência da música grega neste álbum, notadamente nos "pizzicatos" de violão, na música "Girl". Também em "I'm Looking Thought You", "Michelle" e na introdução de "If I Need Someone".

Notas e referências

  1. 2007 National Association of Recording Merchandisers (em inglês) timepieces. (2007). Página visitada em 25/05/2010.
  2. Avaliação no All Music Guide

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de The Beatles é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.