Rudolf Diesel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rudolf Diesel
Engenharia, inventor
Rudolf Diesel, em 1883
Nacionalidade Império Alemão Alemão
Nascimento 18 de março de 1858
Local Paris
FrançaImpério Francês
Morte 30 de setembro de 1913 (55 anos)
Local Canal da Mancha
Atividade
Campo(s) Engenharia, inventor
Conhecido(a) por Inventar o motor a diesel
Prêmio(s) Medalha Elliott Cresson (1901), National Inventors Hall of Fame (1976)

Rudolf Christian Karl Diesel (Paris, 18 de março de 1858Canal da Mancha, 30 de setembro de 1913) foi um engenheiro mecânico alemão, inventor do motor a diesel.

Era o segundo de três filhos de Theodor e Elise Diesel, imigrantes alemães (bávaros) na França. Diesel idealizou um dos mais importantes sistemas mecânicos da história da humanidade. Rudolf Diesel elaborou um motor a combustão interna a pistões que explorava os efeitos de uma reação química, um fenômeno natural, que acontece quando o óleo é injetado num recipiente com oxigênio, causando uma explosão ao misturar-se. Para conseguir controlar tal reação e movimentar uma máquina foi necessária uma infinidade de outros inventos, como a bomba injetora, elaborar sistemas de múltiplas engrenagens e outros acessórios controladores para que pressão de liberação atuasse precisamente na passagem do êmbolo do pistão no ângulo de máxima compressão.

Rudolf Diesel registou a patente de seu motor-reator em 23 de fevereiro de 1897, desenvolvido para trabalhar com óleo de origem vegetal. Entretanto, em sua homenagem, foi dado ao produto oleoso mais abundante obtido na primeira fase de refino do petróleo bruto o nome de diesel. Isso não quer dizer que todos os motores a injeção sejam obrigados a funcionar com óleo diesel, desde que regulem a pressão no sistema de injeção, um motor pode passar a funcionar com qualquer tipo de óleo, tanto pode ser de origem vegetal (como óleo de amendoim) ou animal (como é o caso da gordura de porco).

Face a sua simplicidade e a enorme aplicação, o motor de pistões movidos a reação óleo-oxigênio rapidamente penetrou nos lugares mais longínquos do planeta, revolucionando o mundo industrial e substituindo os dispendiosos sistemas mecânicos a vapor que até então movimentavam as locomotivas e os transportes marítimos por unidades geradoras diesel-elétrica.

Após negociar o seu invento, durante uma travessia do Canal da Mancha, o inventor morre em circunstâncias que jamais foram esclarecidas. Vários boatos sobre seu desaparecimento e morte circularam, e a imprensa deu grande cobertura ao fato. Muitas suspeitas foram levantadas (acidente, suicídio, homicídio).[1]

Na noite de 29 de setembro de 1913, embarcou num barco a vapor em Antuérpia (Bélgica), rumo a Londres, (Reino Unido). Jamais chegaria ao seu destino. Duas semanas depois, um barco encontrou um cadáver próximo da costa belga. Roupas e objetos foram recolhidos e o corpo foi novamente lançado ao mar, procedimento normal da época. A 13 de outubro, Eugen Diesel reconheceu tais pertences como sendo de seu pai.[1]

Em 1978 foi incluído no Automotive Hall of Fame.

Motor a Diesel
Primeiro motor a diesel
Reprodução da patente obtida por Rudolf Diesel.
Selo postal alemão de 1997: Cem anos do motor a diesel

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Biodieselbr (em português) Biodieselbr.com.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) engenheiro(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.