Rudolf Hilferding

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde janeiro de 2008). Ajude e colabore com a tradução.
Rudolf Hilferding, 1923.

Rudolf Hilferding (Viena, 10 de agosto de 187711 de fevereiro de 1941) foi um economista austríaco marxista, importante teórico revisionista[1] e destacado líder da [2] social-democracia alemã durante a República de Weimar,[3] e médico.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido de uma próspera família judaica [2] [5] , formou-se em medicina na Universidade de Viena e, após obter seu doutorado, em 1901, começou a trabalhar em Viena como pediatra. Todavia, sem grande entusiasmo pela profissão, passava a maior parte do seu tempo livre estudando economia política, seu verdadeiro interesse.[4] . Ainda assim, não deixaria a medicina até obter sucesso com os primeiros trabalhos publicados.

Uma vez filiado ao Partido Social-Democrata (SPD) da Áustria, em 1902 contribuía para o jornal Die Neue Zeit, o mais importante do movimento socialista da época, no qual escrevia sobre economia,[1] a pedido de Karl Kautsky,[5] - na época, o mais importante teórico marxista. Hilferding e Kautsky tornaram-se grandes amigos, além de terem afinidades políticas.[6] Mais tarde, nos anos 1920s, Hilferding será o sucessor de Kautsky como principal teórico do SPD.[7]

Finalmente, em 1906, abandona a medicina e, atendendo ao chamado de August Bebel,[8] começa a ensinar Economia e História do pensamento económico no centro de treinamento do SPD, em Berlim.[2] Porém, pouco depois é obrigado a deixar o emprego, em virtude da promulgação de uma lei que restringia o exercício do magistério aos cidadãos alemães. Foi substituído por Rosa Luxemburg[9] , após ser acusado de evicção, pela polícia prussiana in 1907.

Depois de se tornar um importante jornalista ligado do SPD, Hilferding participou da Revolução de Novembro na Alemanha (1918-1919), tornando-se Ministro da Fazenda em 1923 e de 1928 a 1929.

Em 1933, após a ascensão de Hitler ao poder, Hilferding transferiu-se para Zurique e posteriormente para Paris, onde morreu depois de ser detido pela Gestapo em 1941.[1] [10]

Hilferding foi um dos proponentes de uma leitura "econômica" de Karl Marx, identificando-se com o chamado austromarxismo.[11] Foi o primeiro a levar adiante a teoria do "capitalismo organizado".[12] .

Participou também do "Debate da Crise" - rebatendo a teoria de Marx acerca da instabilidade e eventual colapso do capitalismo, argumentando que a concentração do capital estaria caminhando para a estabilização.

Editou importantes publicações como Vorwärts, Die Freiheit e Die Gesellschaft.[3] Seu trabalho mais famoso é Das Finanzkapital ("O capital financeiro" ), uma das mais influentes e originais contribuições ao marxismo econômico [4] , que exerceu grande influência sobre vários autores, dentre os quais Lenin,[12] em seus escritos sobre o imperialismo.[2] [8]

O capital financeiro, publicado em 1910, mantém-se como referência até os dias atuais.[13] [14]

Referências

  1. a b c Rodolf Hilferding Papers. International Institute of Social History,
  2. a b c d Wistrich, Robert Solomon Who's Who in Nazi Germany. "Rudolf Hilferding", p. 110
  3. a b Smaldone, William, Rudolf Hilferding and the total state., 1994.
  4. a b c David E. Barclay, Eric D. Weitz, Michael Kreile. Between Reform and Revolution: German Socialism and Communism from 1840 to 1990
  5. a b Malcolm Charles Sawyer, Philip Arestis, A Biographical Dictionary of Dissenting Economists. "Rudolf Hilferding", p. 290.
  6. William Smaldone, Rudolf Hilferding. p. 30.
  7. William Smaldone, Rudolf Hilferding. p. 46.
  8. a b Ruth Fischer, Stalin And German Communism: A Study in the Origins of the State Party
  9. William Smaldone, Rudolf Hilferding. p. 50.
  10. Gedenkstätte Deutscher Widerstand Dados biográficos.
  11. Outhwaite, William. (org) Dicionário do pensamento social do século XX
  12. a b LANE, Thomas Biographical Dictionary of European Labor Leaders.
  13. William Smaldone, Rudolf Hilferding. p. 52.
  14. O Capital Financeiro está disponível na íntegra no MIA:
    (em francês) Le Capital financier (1910)
    (em inglês) Finance Capital - A Study of the Latest Phase of Capitalist Development (1910)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

(em inglês)

  • Michaelides, P. and Milios, J. (2005), Did Hilferding Influence Schumpeter?, History of Economics Review, Vol. 41, Winter, pp. 98–125.
  • Milios, J. (2001), "Rudolf Hilferding", Encyclopedia of International Economics, Vol. 2, Routledge Publishers, pp. 676–79.
  • Michaelides, P. and Milios, J. (2004), "Hilferding’s Influence on Schumpeter: A First Discussion". European Association for Evolutionary Political Economy Proceedings of the 16th Annual International Conference, Crete, Greece, 28-31 October (CD-ROM).
  • Michaelides, P., Milios, J. and Vouldis, A. (2007), "Emil Lederer and the Schumpeter, Hilferding, Tugan-Baranowsky Nexus". Research Workshop in Political Economy, International Initiative for the Promotion of Political Economy, organized by : University of London and University of Crete, Rethymnon, 14-16 September.
  • Michaelides, P., Milios, J. and Vouldis, A. (2007), Schumpeter and Lederer on Economic Growth, Technology and Credit, European Association for Evolutionary Political Economy, Proceedings of the 19th Annual International Conference, Porto, 2007, 1-3 November (CD-ROM).