Ruggero Deodato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruggero Deodato
Ruggero Deodato em 2008,
no Festival de Cannes.
Nascimento 7 de maio de 1939 (75 anos)
Potenza,  Itália
Ocupação diretor de cinema, roteirista
Atividade 1959 – atualidade
IMDb: (inglês)

Ruggero Deodato (Potenza, 7 de maio de 1939) é um diretor e roteirista italiano. Ficou famoso por seus filmes violentos e sangrentos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Deodato nasceu na cidade de Potenza, Itália. Cineasta e roteirista italiano, conhecido por dirigir filmes de terror violentos e sangrentos. Deodato é famoso pelo filme que dirigiu em 1980, Cannibal Holocaust.

Ele cresceu na vizinhança onde os grandes estúdios de cinema de Roma estão localizados[1] . Foi lá que Deodato aprendeu a dirigir com Roberto Rossellini e Sergio Corbucci. Ele ajudou a realizar o filme dirigido por Sergio Corbucci, The Son of Spartacus and Django, como assistente de direção[2] .

Mais tarde, na década de 1960, dirigiu alguns filmes de comédia, musicais e suspense antes de deixar o cinema para fazer comerciais de TV. Em 1976 ele retornou para a tela grande com seus filmes policiais ultra – violentos como, Live Like a Cop, Die Like a Man. Em 1977 ele dirigiu uma aventura na selva chamada Ultimo mondo cannibale, estrelado pela atriz britânica Me Me Lai, com a qual ele reiniciou o gênero cannibal / mondo começado anos antes pelo italiano Umberto Lenzi.

No final de 1979 ele retornou ao subgênero cannibal com seu ultra-sangrento Cannibal Holocaust. O filme foi rodado na floresta amazônica com um orçamento de cerca de 100.000 dólares, e estrelou Robert Kerman, Francesca Ciardi e Carl Gabriel Yorke.

O filme é um documentário ficcional sobre um grupo de cineastas que vão para a floresta amazônica. As cenas posteriores são de extrema brutalidade para um documentário de estilo Mondo Mondo]. Durante a produção, muitos do elenco e da equipe técnica, incluindo Kerman, que abandonou o set, protestaram contra matança animais reais durante o filme.[3]

Deodato criou uma enorme polêmica na Itália e no Reino Unido após o lançamento do Canibal Holocaust, que foi erroneamente classificado por alguns como um filme snuff, devido aos efeitos excessivamente realistas e sangrentos[4] . Deodato foi forçado a revelar os segredos por trás dos efeitos especiais do filme e levar os atores perante um tribunal italiano, a fim de provar que eles ainda estavam vivos. Deodato também recebeu uma condenação pelo o uso da tortura de animais em seus filmes.

A licença de Deodato como diretor foi temporariamente revogada e ele só conseguiu recuperá-la três anos mais tarde, quando foi autorizado a lançar, em 1980, o suspense La casa sperduta nel parco (House on the Edge of the Park), que foi o mais censurado do nasty videos no Reino Unido por sua violência. O filme Cut and Run é um suspense de aventura na selva, contendo nudez, violência extrema e o aparecimento de Michael Berryman como um louco homem da selva com facões.

Nos anos 1980, ele fez alguns outros filmes do gênero trash/terror, incluindo Phantom of Death[5] , Dial Help and Body Count. Na década de 1990 voltou a dar atenção para filmes de TV e dramas, com algum sucesso. Recentemente, ele fez uma aparição no Hostel: Part II [6] como um canibal se deliciando com a perna da vítima.

Deodato fez diversos filmes e séries de TV, filmes abrangendo gêneros diversos, incluindo filmes de ação, um faroeste, um filme bárbaro e até mesmo filme para a família chamado Mom I Can Do It.

Deodato tem um filho do seu casamento (1971-1979) com a atriz Silvia Dionisio. Sua parceira atual é Micaela Rocco.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Phenomenal and the Treasure of Tutankhamen (1969)
  • Waves of Lust (1975)
  • Live Like a Cop, Die Like a Man (1976)
  • Jungle Holocaust (1977, conhecido também por Ultimo mondo cannibale ou The Last Cannibal World)
  • The Concorde Affaire 79 (1979)
  • Cannibal Holocaust (1979)
  • The House on the Edge of the Park (1980, também conhecido pelo nome de La casa sperduta nel parco)
  • Raiders of Atlantis (1983)
  • Cut And Run (1985)
  • Body Count (1987; conhecido também por Camping del terrore ou Camping Terror)
  • The Barbarians and Company (1987)
  • Phantom of Death (1988; conhecido também por Un delitto poco comune ou Off Balance)
  • Dial Help (1988; conhecido também por Ragno gelido ou Minaccia d'amore)
  • The Washing Machine (1993)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.