Cipriano de Cartago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de São Cipriano)
Ir para: navegação, pesquisa
São Cipriano de Cartago
Bispo de Cartago, Mártir e Padre latino
Nascimento Século III d.C. em Norte da África
Morte 14 de setembro de 258 d.C. em Cartago, África (província romana)
Veneração por Igreja Católica, Igreja Ortodoxa Oriental, Comunhão Anglicana, Igreja Luterana
Festa litúrgica 16 de setembro (Igreja Católica)
15 de setembro (Comunhão Anglicana))
31 de agosto (Igreja Ortodoxa Oriental)
Gloriole.svg Portal dos Santos

Cipriano (nascido Táscio Cecílio Cipriano; em latim: Thascius Caecilius Cyprianus) passou para a história não apenas como santo, mas também como excelente orador. É ainda considerado um dos Padres latinos. A principal fonte sobre sua vida é a obra Vida de São Cipriano, escrita por seu discípulo Pôncio de Cartago.

Vida e obras[editar | editar código-fonte]

Converteu-se ao cristianismo quando contava trinta e cinco anos de idade. No ano 249 foi escolhido para bispo de sua cidade e empenhou-se na organização da Igreja em África. Revelou-se extraordinário mestre de moral cristã. Deixou diversos escritos, sobretudo cartas, que constituem preciosa coleção documental sobre e culto. Contribuiu para a criação do latim cristão.

Uma das grandes figuras do século III, Cipriano, de família rica de Cartago, capital romana no Norte de África. Quando pagão era um ótimo advogado e mestre de retórica, até que provocado pela constância e serenidade dos mártires cristãos.

Por causa de sua radical conversão muitos ficaram espantados já que era bem popular. Com pouco tempo foi ordenado sacerdote e depois sagrado bispo num período difícil da Igreja africana. Duas perseguições contra os cristãos ocorrerem: a de Décio e Valeriano, marcaram seu começo e seu fim e uma terrível peste andou pelo norte da África, semeando mortes. Problemas doutrinários, por outro lado, agitavam a Igreja daquela região.

Diante da perseguição do imperador Décio em 249, Cipriano escolheu esconder-se para continuar prestando serviços à Igreja. No ano 258, o santo bispo foi denunciado, preso e processado. Existem as atas do seu processo de martírio que relatam suas últimas palavras do saber da sua sentença à morte.

Ele foi um dos biografados por São Jerônimo em De Viris Illustribus, (cap. 67)[1] , onde ele afirma que "Cipriano foi morto no mesmo dia em que Papa Cornélio foi morto em Roma, embora não no mesmo ano".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cipriano de Cartago