Columbano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de São Columbano)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
São Columbano
Janela da cripta da Abadia de Bobbio
Nascimento 543 em Leinster, Reino de Meath
Morte 21 de novembro de 615 (72 anos) em Bobbio, Reino dos Lombardos
Veneração por Igreja Católica
Festa litúrgica 23 de novembro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Columbano (Leinster, Irlanda, 540 - Bobbio, Itália, 23 de Novembro de 615), monge e missionário irlandês, conhecido pela fundação de inúmeros mosteiros pela Europa.

Seguidor da regra do seu conterrâneo São Columba, dirigiu-se ao continente a fim de o evangelizar cerca do ano 590, onde, a partir de então fundou diversos mosteiros nos reinos francos, começando por Luxeuil logo nesse ano.

Como cristão celta que era, espalhou pela França o uso dos penitenciais tarifados, destinados a castigar pecados conforme a sua gravidade - uma prática que era incomum ainda na Europa, pois a confissão não era auricular, e a penitência era geralmente colectiva; porém, é graças aos seus esforços que se desenvolve a confissão privada e a importância de um exame de consciência prévio.

Devido à sua itinerância permanente, desorganizando até as dioceses preexistentes e entrando em conflito aberto com os bispos locais e com os soberanos merovíngios (mormente devido à data da celebração da Páscoa, já que o calendário celta estava ligado a São João Evangelista, e o calendário romano a São Pedro e a São Paulo, tendo como tal datas distintas para as comemorações litúrgicas), Columbano deslocou-se para Itália dos Lombardos em 612, onde tentou a conversão do seu reino (Teodolinda, a esposa do rei lombardo Agilolfo, era já católica, e através desse expediente tentou Columbano converter o soberano, e por conseguinte, o seu reino, no que não foi bem sucedido; contudo, pôde aí estabelecer o mais importante mosteiro fundado por si - a abadia de Bobbio (situada na moderna região do norte da Itália de Emilia-Romagna), em que Umberto Eco se baseou para escrever o seu romance, "O Nome da Rosa". Aí faleceu em 615.

O Vaticano aprovou oficialmente São Columbano como o santo padroeiro dos motociclistas.

Nota[editar | editar código-fonte]

Columbano não deve ser confundido com o seu contemporâneo e conterrâneo irlandês São Columba.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Columbano