São Diomedes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

São Diomedes (Diomede) de Tarso (morte entre 298 e 311 d.C.) é um santo e mártir do Cristianismo, um dos chamados Santos não mercenários (língua grega Άγιοι Ανάργυροι) [1] . Nascido em Tarso, foi médico e um zeloso evangelizados que foi preso e decapitado sob o poder de Diocleciano em Nicéia (hoje Iznik, Turquia. Há uma lenda que “conta que quando sua cabeça foi levada ao imperador, todos os presentes foram cegados e que somente depois de seu corpo ter sido devolvido aos seus e esses oraram, a visão daqueles foi recuperada”.[2]

Seu dia festivo é 16 de agosto e há um afresco dele no monastério sérvio de Hilandar (em Monte Atos). As Ilhas Diomedes têm seu nome derivado desse santo. Vitus Bering localizou essas ilhas em 16 de agosto de 1728, dia em que a Igreja Ortodoxa Russa celebra a memória de São Diomedes.

Outro São Diomedes[editar | editar código-fonte]

Há outro São Diomedes, que é celebrado em 2 de setembro. Ele e Juliano, Felipe, Teodoro, Eutykhian, Hesychius, Leônidas, Philadelpho , Menalippus e Pantagapes foram martirizado em data e local desconhecidos. Todos foram executados de várias formas, tendo sido crucificados, mortos por afogamento, pela fogueira, decapitação.

Referências[editar | editar código-fonte]

Externas[editar | editar código-fonte]