São José do Egito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São José do Egito
"Berço Imortal da Poesia"

Poetas Repentistas de São José do Egito
Bandeira de São José do Egito
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 9 de março
Fundação 9 de março de 1909 (105 anos)
Gentílico egipciense
Lema Berço Imortal da Poesia
Prefeito(a) Romério Guimarães (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de São José do Egito
Localização de São José do Egito em Pernambuco
São José do Egito está localizado em: Brasil
São José do Egito
Localização de São José do Egito no Brasil
07° 28' 44" S 37° 16' 28" O07° 28' 44" S 37° 16' 28" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Sertão Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Pajeú IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Brejinho, Itapetim (N), Tuparetama, Ingazeira (S), estado da Paraíba (L), Santa Teresinha e Tabira (O).
Distância até a capital 404 km
Características geográficas
Área 791,901 km² [2]
População 33 188 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 41,91 hab./km²
Altitude 585 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,635 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 199 740 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 6 205 81 IBGE/2012[5]
Página oficial

São José do Egito é um município brasileiro situado no estado de Pernambuco. Localizado na Mesorregião do Sertão Pernambucano e na Microrregião de Pajeú. Administrativamente, o município é composto pelos distritos sede de Bonfim, Riacho do Meio e pelos povoados de Batatas, Curralinho, Mundo Novo, São Sebastião de Aguiar, Espírito Santo e Juazerinho.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação do lugar iniciou-se com a construção de uma capela dedicada a São José por fazendeiros da cabeceira do Rio Pajeú, no lugar Queimadas, vale meridional da Serra da Borborema e ponto de confluência do Riacho São Filipe com o mesmo Pajeú. Fazendeiros vizinhos, que possuíam uma capela dedicada a São Pedro, atacaram e destruíram o templo. Uma nova capela foi erguida. Um novo ataque foi tentado, desta vez sem êxito, pois houve resistência. O povoado foi intitulado São José das Queimadas em 1865. Em 1872, foi criado o distrito com denominação de São José da Ingazeira, que foi elevado à categoria de vila com a denominação de São José da Ingazeira, pela lei provincial nº 1260, de 26 de maio de 1877, desmembrado de Ingazeira mais tarde Afogados da Ingazeira. Pela lei provincial nº 1516, de 11 de abril de 1881, vila passou a denominar-se São José do Egito.

Em 1 de julho de 1909, foi elevado à condição de município com a denominação de São José do Egito, pela lei estadual nº 991.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 07º28'44" sul e a uma longitude 37º16'28" oeste, estando a uma altitude de 585 metros. Sua população estimada em 2007 era de 29.500 habitantes. Possui uma área de 792,000km².

Distante da capital pernambucana 404 quilômetros, é servida pelas rodovias PE-275, PE-280 e BR-232.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é semi-árido, a temperatura média anual é de 26°C, precipitação pluviométrica de 624 mm e os meses mais chuvosos são janeiro a abril.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante é a caatinga hiperxerófila, com ocorrência mineral de bauxita e calcário, sendo que a maior extensão de sua área possui um solo apropriado para o cultivo temporário. O abastecimento de água é feito através de 4.340 ligações e a extensão de sua rede é de 41.470m, sendo coletados 29% do lixo domiciliar.

Fatos importantes na política[editar | editar código-fonte]

  • 1 de julho de 1909 - São José do Egito passa a categoria de cidade.
  • 9 de outubro de 1930 - O prefeito Francisco Sant'Anna é destituído do cargo (consequência dos eposódios da chamada Revolução de 1930) e em seu lugar é nomeado o fazendeiro João Mariano Valadares que ficaria seis anos no cargo. Nesse mesmo dia, o servidor municipal Walfredo Paulino de Siqueira é nomeado secretário do Diretório Democrático Constituído em Junta Governativa Revolucionária, ficando seis anos no cargo que hoje equivaleria a Secretário de Governo da prefeitura.
  • 1945 - Comerciante bem sucedido, Walfredo Siqueira volta a fazer política e é encarregado de organizar o (PSD no município, tarefa que cumpre com eficiência.
  • 1947 - Inácio Mariano Valadares é eleito prefeito da cidade.
  • 1947 - São José do Egito tem seus dois primeiros deputados estaduais: Antônio Nunes de Farias Júnior (PSD) e Manuel da Santa Cruz Valadares (UDN/PDC/PL).
  • 1948 - Acirram-se as brigas entre Walfredo Siqueira e os irmãos Valadares em torno do controle político do município.
  • 1950 - São José do Egito elege novamente dois deputados estaduais: Manuel da Santa Cruz Valadares (UDN/PDC/PL) e Walfredo Paulino de Siqueira (PSD).
  • 1958 - Inácio Mariano Valadares Filho (UDN) é eleito, pela segunda vez, deputado estadual.
  • 1960 - Inácio Mariano Valadares (UDN) é eleito, pela segunda vez, prefeito do município.
  • 1960 - Ano em que José Marcos de Lima entra na política, sem apoio dos Valadares nem dos Siqueira, candidata-se a vereador pelo PSP e fica na suplência.
  • 1962 - Walfredo Paulino de Siqueira é eleito, desta terceira vez pelo PST, deputado estadual.
  • 1962 - Inácio Mariano Valadares Filho (UDN) é eleito, pela terceira vez, deputado estadual.
  • 1965 - José Marcos de Lima foi eleito vereador com 1.324 votos.
  • 1966 - Inácio Mariano Valadares Filho (ARENA) é eleito, pela quarta vez, deputado estadual e Francisco Leite Perazzo também é eleito deputado estadual.
  • 15 de outubro de 1966 - Morre, de enfarte, em São José do Egito, Inácio Mariano Valadares.
  • 1969 - Walfredo Paulino de Siqueira (ARENA) é eleito prefeito do município.
  • 20 de maio de 1970 - Inácio Mariano Valadares Filho, deputado estadual, é cassado pelo Ato Institucional Número Cinco|AI-5]]
  • 1970 - Francisco Leite Perazzo é reeleito deputado estadual.
  • 1974 - Walfredo Paulino Siqueira (ARENA) é eleito, pela quarta vez, deputado estadual.
  • 19 de dezembro de 1975 - Morre, no Recife, o deputado Walfredo Paulino de Siqueira.
  • 1976 - Grupo de jovens funda o MDB no município, disputa a eleição para prefeito e tem desempenho desastroso: o poder do município continua somente nas mãos dos Siqueira e Valadares.
  • 1976 - Raimundo Eufrásio, representando o povo de São José do Egito, consegue vencer as eleições municipais, momento histórico para o município.
  • 1982 - O ex-vereador José Marcos de Lima se lança candidato a prefeito. Temendo a derrota, os Siqueira e os Valadares esquecem as antigas refregas e se unem em torno de um único candidato. Mas José Marcos de Lima vence a eleição e inicia seu reinado que duraria mais de vinte anos.
  • 1988 - Paulo Vieira Jucá é eleito prefeito com o apoio de José Marcos de Lima
  • 1990 - José Marcos de Lima (PFL) é eleito deputado estadual.
  • 1992 - Antônio Valadares é eleito prefeito de São José do Egito.
  • 1994 - José Marcos de Lima (PFL) é eleito, pela segunda vez, deputado estadual.
  • 1996 - Marcos Cesar Crispim Lima, filho do então deputado estadual José Marcos de Lima, é eleito prefeito do município
  • 1998 - José Marcos de Lima (PFL) é eleito, pela terceira vez, deputado estadual.
  • 2000 - Paulo Vieira Jucá, representando a oposição no município, vence o candidato da situação.
  • 2004 - Depois de eleger vários prefeitos, inclusive seu filho Marcos César Crispim Lima, José Marcos tenta voltar a prefeitura mas é derrotado pelo empresário Evandro Valadares que se elege prefeito por uma coligação de 09 partidos - PT, PTB, PSL, PL, PPS, PMN, PSB, PSDB e PC do B. José Marcos teve apoio apenas de 04 - PFL, PP, PDT e o PMDB.
  • 2008 - Evandro Valadares foi reeleito, derrotando o candidato apoiado por José Marcos de Lima.
  • 2009 - Euclides Ronaldo Leite (Rona Leite), vereador líder do governo, rompe com o prefeito Evandro Valadares e torna-se aliado de primeira hora do ex-deputado José Marcos de Lima, como também Aderbal Ned Leite de Brito e Delmiro de Araújo Barros.
  • 2010 - José Ferreita Neto, José Roberto da Silva Bernardes e José Rômulo Maciel Júnior rompem com o ex-deputado José Marcos de Lima e aliam-se ao prefeito Evandro Valadares (Partido Socialista Brasileiro|PSB]]).
  • 2010 - Tentando voltar ao cenário político estadual, José Marcos de Lima anuncia em meios de comunicação que é candidato à deputado, pelo PR, entretanto não consegue êxito, ficando na suplência.
  • 2012 - Ecleriston Ramos(PSB), candidato de Evandro Valadares é derrotado pelo médico petista Romério Augusto Guimarans (PT), dando por fim 12 anos de mandato do partido "vermelho" e começando um governo cheio de expectativas já que o lema de campanha da chapa vencedora é reconstruir São José do Egito.

Economia[editar | editar código-fonte]

A atividade econômica predominante é o comércio, além da agropecuária, com maior potencialidade de desenvolvimento para a suinocultura, a avicultura de corte e de postura, caprinocultura de leite, ovinocultura, bovinocultura de leite e corte, apicultura.

São José do Egito produz artesanato em cerâmica, almofadas e peças de crochê.

Saúde[editar | editar código-fonte]

São José do Egito conta com 01 [[Hospital], 19 unidades básicas de saúde e 02 centros de referência de saúde.

Hospitais[editar | editar código-fonte]

Existe em São José do Egito um [[Hospital] público – municipal.

Listas dos Hospitais[editar | editar código-fonte]

  • Hospital Geral Maria Rafael de Siqueira

Listas das Clínicas[editar | editar código-fonte]

  • Clínica Fisioterapêutica Egipciense - Especialidade: Fisioterapia
  • Clínica Laura de Fátima - Especialidade: Medicina
  • Clínica Santa Maria - Especialidade: Medicina
  • Clínica Soares Machado - Especialidade: Ginecologia e Obstetrícia
  • Policlínica Reabilitar - Especialidade: Fisioterapia
  • Fisioclinica - Especialidade: Fisioterapia

Educação[editar | editar código-fonte]

O município conta com 41 escolas de Ensino Fundamental, 05 públicas estaduais, 33 da rede municipal e 03 escolas privadas. As Escolas de Ensino Médio são 06, sendo 04 públicas estaduais e 02 privadas. Para o Ensino Pré-Escolar, existem 33 escolas, dessas 28 são municipais e 03 privadas. No Ensino Superior, existe no município um pólo educacional de ensino superior com cursos de Graduação e Pós-Graduação.

Escolas Públicas[editar | editar código-fonte]

  • Escola de Referência em Ensino Médio Édson Simões
  • Escola Técnica Estadual Professora Célia Siqueira
  • Escola Estadual Máxima Vieira de Melo
  • Escola de Referência em Ensino Médio Oliveira Lima
  • Escola Estadual Professor Sebastião Ferreira Rabelo Sobrinho
  • Escola Estadual São José
  • Escola Municipal Naná Patriota

Escolas Particulares[editar | editar código-fonte]

  • Colégio Renovação
  • Colégio Interativo

Faculdades e Universidades[editar | editar código-fonte]

A Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) possui campus em São Gonçalo- RJ, Goiânia- GO, Juiz de Fora- MG, Niterói- RJ, Belo Horizonte- MG, Recife- PE, Salvador- BA e Campos dos Goytacazes- RJ.

Em 2012 foi inaugurado o Pólo Educacional de Educação à Distância-EAD da UNIVERSO em São José do Egito com oferta de cursos de graduação e pós-graduação, passando a funcionar em sede própria na Rua Cicero David Vasconcelos, no Centro. Estiveram presentes em sua inauguração a Coordenadora Regional da UNIVERSO Prof.ª Ana Céli Silva Martins, a Diretora Geral do Campus Recife Prof.ª Solange Tavares de Melo, o Diretor Administrativo- Financeiro Prof. Benedicto Vidal, como também a Subgerente EAD Prof. Maria José Arruda.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Conhecida como Berço da Poesia, aí nasceram os poetas repentistas e cantadores, como Otacílio Batista (www.otaciliobatista.com.br), também conhecido como a "Voz do Uirapuru", Dimas Batista e Lourival Batista,[6] Rogaciano Leite, na verdade nasceu na cidade de Itapetim, antes pertencente ao município de São José do Egito, Antonio Marinho, João Batista de Siqueira também nasceu na cidade de Itapetim, (conhecido por Cancão), Jó Patriota, Ivanderlan Siqueira, atualmente mora em São Paulo, e através dos sites www.saojosedoegito.net ou www.portaldopajeu.com e no seu blog, ivanalvessiqueira.blogspot.com.

Já foi um dos maiores centros de realização de cantorias no Nordeste. Atualmente, grande parte da juventude da cidade é grande consumidora da "Cultura de Massa", como os forrós pornográficos e as swingueiras baianas, deixando em segundo plano a Cantoria de Viola. Na cidade, durante a Festa de Reis, acontece o Festival de Cantadores e Poesia Popular.

Conta também com belas paisagens naturais, clubes, festas tradicionais, como a Exposição de Animais (realizada no Parque José Custódio de Lima), a Festa de Reis, o Festival Universitário (que reune muitos universitário que estudam em grandes cidades. O Evento acontece durante três dias no mês de julho.) e a FEAP-Feira do Empreendedor do Alto Pajeú, realizadas no Pátio da Feira Livre.

Lazer e esporte[editar | editar código-fonte]

São José do Egito conta com:

  • Estádio Municipal Francisco Pereira, o "Pereirão"
  • Ginásio de Esportes Wandelson Barbosa (Quadra de Volei de Praia, Quadra Poliesportiva Aberta)
  • AABB
  • Clube Campestre

http://www.saojosedoegito.net/

http://www.terradapoesia.net/

http://www.saojosedoegito.com/portal/

Departamentos Públicos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa Populacional 2014 Estimativa Populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (agosto de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 09 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2014.
  6. Lourival Batista, o Louro do Pajeú, foi consagrado também como O rei dos trocadilhos. Juntos formaram a Trindade dos Batistas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]