São Luiz do Paraitinga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Luiz do Paraitinga
Centro Histórico de São Luiz do Paraitinga. Ao fundo, a Igreja do Rosário

Centro Histórico de São Luiz do Paraitinga. Ao fundo, a Igreja do Rosário
Bandeira de São Luiz do Paraitinga
Brasão de São Luiz do Paraitinga
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 8 de maio de 1769 (245 anos)
Gentílico luisense
CEP 12140-000
Prefeito(a) Alex Eusébio Torres (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Luiz do Paraitinga
Localização de São Luiz do Paraitinga em São Paulo
São Luiz do Paraitinga está localizado em: Brasil
São Luiz do Paraitinga
Localização de São Luiz do Paraitinga no Brasil
23° 13' 19" S 45° 18' 36" O23° 13' 19" S 45° 18' 36" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Vale do Paraíba Paulista IBGE/2008[1]
Microrregião Paraibuna/Paraitinga IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Lagoinha (N), Cunha (NE), Ubatuba (SE), Natividade da Serra (SO), Redenção da Serra (O) e Taubaté (NO).
Distância até a capital 171 km[2]
Características geográficas
Área 617,148 km² [3]
População 10 404 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 16,86 hab./km²
Altitude 741 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,754 alto PNUD/2000[5]
PIB R$ 74 973,592 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 6 896,03 IBGE/2008[6]
Página oficial
Prefeitura http://www.saoluizdoparaitinga.sp.gov.br

São Luiz do Paraitinga[nota 1] é um município do estado de São Paulo, no Brasil. É um importante destino turístico da região do Vale do Paraíba, em particular, devido ao seu Centro Histórico, tombado como Patrimônio Cultural Nacional [7] , e suas tradições caipiras, incluindo a Folia do Divino e o Carnaval de Marchinhas.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome "Paraitinga" é uma referência ao Rio Paraitinga. Existem duas possibilidades etimológicas para o nome do rio, ambas baseadas na língua tupi:

  • "afluente claro do rio grande", através da junção de pará (rio grande), 'y (rio) e ting (branco)[8]
  • "rio grande ruim claro", através da junção de pará (rio grande), aíb (ruim) e ting (branco)[9] .

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 1769 por bandeirantes oriundos de Taubaté, Mogi das Cruzes e Guaratinguetá[10] , sendo elevada a vila e sede de concelho em 1773. Tornou-se cidade em 1857 e declarada estância turística a em 2002. Em 1873, recebeu o título de Imperial Cidade, conferido por dom Pedro II do Brasil .

Nos primeiros dias de 2010, a cidade sofreu com uma forte enchente do Rio Paraitinga que a fez perder oito de seus edifícios históricos,[11] incluindo a Igreja Matriz do município, construída no século XVII.[12] [13] A Igreja Matriz do município era o principal símbolo da cidade e desabou sobre si mesma devido à chuva. As imagens foram registradas por um cinegrafista amador e exibidas em vários telejornais do país.

Igreja Matriz São Luís de Tolosa em reconstrução

Após as enchentes, para a reconstrução da cidade, foram recebidos cerca de R$ 15 milhões do Ministério da Integração Nacional para a contenção de encostas e reconstrução de pontes e estradas, e cerca de R$ 100 milhões do governo do estado para a reconstrução de prédios públicos, recuperação de estradas, reforma de escolas e construção de uma nova biblioteca[14] . Em dezembro de 2010, o Centro Histórico de São Luiz do Paraitinga foi declarado como patrimônio cultural nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) [7] . O tombamento permitiu a reconstrução de diversas construções históricas, incluindo a Igreja Matriz São Luís de Tolosa, reaberta em maio de 2014[15] .

Estância turística[editar | editar código-fonte]

São Luiz do Paraitinga é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por lei estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de "estância turística", termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Praça Oswaldo Cruz

Dentre seus atrativos, destacam-se, na área urbana, seu conjunto arquitetônico, com mais de 450 imóveis, numa área superior a 6,5 milhões de metros quadrados, declarados como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)[7] .

No turismo ecológico e de aventura, destacam-se várias trilhas, como a da Pirapitinga, do Corcovado, do Poço do Pito, do Ipiranga e do Rio Grande e os raftings no Núcleo Santa Virgínia, com duração de 6 horas e Brazadão, com duração de 4 horas: ambos realizados no Rio Paraibuna.

Carnaval[editar | editar código-fonte]

O carnaval de marchinhas foi reinventado e está mais vivo e forte do que nunca, recebe a cada ano mais turistas e é destaque na imprensa nacional e internacional. Durante o período carnavalesco, todos os dias blocos se apresentam, cada um com sua fantasia e marchinha específica. Os mais conhecidos são os blocos Juca Teles, Maricota e Gabriel Barbosa (O Bexiga).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 23º13'18" sul e a uma longitude 45º18'36" oeste, estando a uma altitude de 741 metros. Sua população estimada em 2004 era de 10 689 habitantes. Pertence à terceira Região Administrativa do Estado de São Paulo - Vale do Paraíba.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Filhos Ilustres[editar | editar código-fonte]

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como São Luís do Paraitinga.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista. Visitado em 31 de janeiro de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  7. a b c São Luiz do Paraitinga (SP) é patrimônio cultural brasileiro Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (10 de dezembro de 2010). Visitado em 5 de agosto de 2013.
  8. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.
  9. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.
  10. 'Paraitinga Turismo - aventura & cultural. Disponível em http://www.paraitinga.com.br/slparaitinga/A_Cidade/Historico/88/Hist%C3%B3rico%20da%20Cidade. Acesso em 9 de março de 2013.
  11. [1]
  12. [2]
  13. [3]
  14. Dois anos após enchente, Paraitinga investe em prevenção Veja São Paulo (9 de janeiro de 2012). Visitado em 5 de agosto de 2013.
  15. Obra de igreja atrasa em São Luiz do Paraitinga e inauguração será em 2014 Portal G1 (30 de julho de 2013). Visitado em 5 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre São Luiz do Paraitinga
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.