São Vicente Férrer (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município São Vicente Férrer
"Terra da Banana"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 30 de dezembro
Fundação 29 de dezembro de 1953 (60 anos)
Gentílico vicentino(a)[1]
Prefeito(a) Flávio Travassos Regis de Albuquerque (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização  São Vicente Férrer
Localização São Vicente Férrer em Pernambuco
São Vicente Férrer está localizado em: Brasil
São Vicente Férrer
Localização São Vicente Férrer no Brasil
07° 35' 27" S 35° 29' 27" O07° 35' 27" S 35° 29' 27" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[2]
Microrregião Médio Capibaribe IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes norte: Macaparana; sul: Machados; leste: Vicência; oeste: Estado da Paraíba e Orobó.
Distância até a capital 85 km
Características geográficas
Área 110,489 km² [3]
População 17 612 hab. IBGE/2013[4]
Densidade 159,4 hab./km²
Altitude 419 m
Clima Tropical As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,549 baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 100 653 mil IBGE/2011[6]
PIB per capita R$ 5 894 06 IBGE/2011[6]
Página oficial

São Vicente Férrer é um município brasileiro do estado de Pernambuco. O município é formado pelos distritos sede, Siriji e por povoados como a Chã do Esquecido.

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento da região surgiu a partir da feira livre instalada à sombra de uma frondosa árvore por Jerônimo de Albuquerque Melo, João da silva Pessoa e José Joaquim do Espírito Santo. Posteriormente foi construída uma capela em homenagem a São Vicente Férrer.

  • Lei Provincial 527 de 4 de fevereiro de 1862 cria a freguesia de Cruangy na comarca de Nazaré.[7]
  • Lei Provincial 581 de 30 de abril de 1854 muda a denominação da freguesia de Cruangy para São Vicente.[7]
  • Lei Estadual 991 de 1 de julho de 1909 eleva o distrito de São Vicente à categoria de vila.[7]
  • Lei 1931 de 11 de setembro de 1928 cria o município de São Vicente, constituído pelo distrito de São Vicente, o distrito de Macapá, desmembrado do município de Timbaúba, e parte do distrito de São José do Sirigi, desmembrado do município de Bom Jardim.[7]
  • Decreto Estadual 57 de 21 de abril de 1931 transfere para Macapá a sede e a denominação do município.[7]
  • Decreto-lei Estadual 235 de 9 de dezembro de 1938 muda a denomnação de São Vicente para Manoel Borba.[7]
  • Decreto-lei Estadual 952 de 31 de dezembro de 1943 muda e doniminação do município para Macaparana.[7]
  • Lei Estadual 1818 de 29 de dezembro de 1953 recria o município, agora com a denominação de São Vicente Férrer, com o território dos distritos de Manoel Borba e Sirigi.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Relevo[editar | editar código-fonte]

Panorâmica do Vale do Siriji

O município de São Vicente Ferrer localiza-se na unidade geoambiental do Planalto da Borborema, formada por maciços e outeiros altos, com altitude entre 650 a 1.000 metros. O relevo é movimentado, com vales profundos e estreitos dissecados.

Os solos variam com a altitude:

  • Superfícies suaves onduladas a onduladas: ocorrem os Planossolos, de profundidade média, fortemente drenados, ácidos a moderadamente ácidos e fertilidade natural média; ocorrem também os solos Podzólicos, profundos, de textura argilosa e fertilidade natural média a alta.
  • Elevações: ocorrem os solos Litólicos, rasos, textura argilosa e fertilidade natural média.
  • Vales dos rios e riachos: ocorrem os Planossolos, medianamente profundos, imperfeitamente drenados, textura média/argilosa, moderadamente ácidos, fertilidade natural alta e problemas de sais.

Ocorrem ainda afloramentos de rochas.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação nativa é típica do agreste: Florestas Subcaducifólica e Caducifólica.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de São Vicente Ferrer encontra-se inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Goiana, tendo O Rio sirigi como principal rio cortando uma parte do município.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Capela de Santa Ana. Vila Siriji

Na cidade todos os anos acontece uma corrida de costas que tem um percurso de 2 km. Ela é disputada no último dia da tradicional Festa da Banana, realizada, atualmente, no último final de semana de novembro (sexta, sábado e domingo).

Na Vila Siriji o potencial turístico é notável devido a um grande número de cachoeiras e paisagens paradisíacas.

Monumentos religiosos merecem destaque na Vila Siriji estando a Capela de Santa Ana distando 1 km da Vila Siriji um dos pontos mais visitados desta região. Hoje é preocupação da população o descaso com aquele monumento tão peculiar. A construção data do século 19, ano 1844 e está inserido no conjunto do Engenho.


Referências

  1. Editores do VOLP (2009). Busca no vocabulário. Academia Brasileira de Letras. Página visitada em 29/04/2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  4. Censo Populacional 2013. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (outubro de 2013). Página visitada em 27 de outubro de 2013.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  7. a b c d e f g h *CEHM-FIAM. Calendário Oficial de Datas Históricas dos Municípios do Interior de Pernambuco. Recife: Centro de Estudos de História Municipal,1994.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.