Såsom i en spegel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Såsom i en spegel
Em Busca da Verdade (PT)
Através de um Espelho (BR)
 Suécia
1961 • p&b • 89 min 
Direção Ingmar Bergman
Produção Allan Ekelund
Roteiro Ingmar Bergman
Elenco Harriet Andersson
Gunnar Björnstrand
Max von Sydow
Lars Passgård
Género Drama
Idioma Sueco
Música Erik Nordgren
Direção de arte Karl-Arne Bergman
Direção de fotografia Sven Nykvist
Figurino Mago
Edição Ulla Ryghe
Estúdio Svensk Filmindustri
Página no IMDb (em inglês)

Såsom i en spegel (br: Através de um espelho / pt: Em busca da verdade) é um filme sueco de 1961, do gênero drama, escrito e dirigido por Ingmar Bergman e produzido por Allan Ekelund. É o primeiro dos muitos filmes de Bergman que tiveram como cenário natural a Ilha de Fårö, na costa da Suécia.

O título original se refere a uma passagem bíblica (1Coríntios, 13:12 "Porque agora vemos por espelho em enigma), em que ver sobre um espelho refere-se a falta de entendimento dos vivos sobre Deus; e que a visão se torna clara quando se morre (... mas então conhecerei como também sou conhecido.). O título em sueco significa literalmente Como num Espelho, que é como foi escrita a passagem bíblica na tradução sueca de 1917 da Bíblia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Rochas na costa de Fårö

A história se passa no período de 24 horas e mostra os acontecimentos que envolvem uma família de quatro pessoas, de férias em uma ilha. Todos estão ali após Karin, que sofre de esquizofrenia, ter recebido alta do sanatório onde estava internada. O marido de Karin,o médico Martin, conta ao sogro David que a doença da esposa é praticamente incurável. Enquanto isso, Minus, irmão adolescente de Karin, conta a ela sobre a falta de diálogo dele com o pai. David é um novelista atravessando um período de "bloqueio". Ele reencontrara a família após um longo tempo de ausência, mas avisa que logo irá retornar a viajar. Com o passar do dia, a esquizofrenia de Karin se manifesta cada vez mais, afetando a todos na ilha.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar (1962)

BAFTA (1963)

  • Indicado nas categorias de melhor filme e melhor atriz estrangeira para Harriet Andersson.

Festival de Berlim (1962)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.