Sérgio Ramirez d'Ávila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sérgio Ramirez D'Ávila)
Ir para: navegação, pesquisa
Sérgio Ramirez
Informações pessoais
Nome completo Sérgio Ramirez D'Ávila
Data de nasc. 24 de dezembro de 1951 (62 anos)
Local de nasc. Treinta y Tres, Uruguai
Nacionalidade Uruguai uruguaio
Informações profissionais
Clube atual Brasil Joinville (Coordenador de futebol / Auxiliar-técnico)
Posição Treinador
(ex-Lateral-esquerdo / Zagueiro)
Clubes de juventude
Uruguai Treinta y Tres
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1975–1977
1977
1977
1977
1977–1979
1979–1980
1980
1981
1981–1982
1982–1984
Uruguai Huracán Buceo
Uruguai Liverpool
Uruguai Rampla Juniors
Uruguai Colón-URU
Brasil Flamengo
Argentina Independiente (emp.)
Brasil Sport
Brasil Ferroviário
Brasil Campo Grande
Brasil Pinheiros-PR




94 (2)[1]




Seleção nacional
1975–1977 Flag of Uruguay.svg Uruguai 36 (0)
Times que treinou
1984
1987
1988
1988
1989
1989–1990
1990
1991
1992
1993
1994
1994
1995
1996
1997
1997
1998
1998
1999
2000
2001
2006–2007
2007
2007
2007–2008
2008–2009
2009–2010
2011
2011
2012–2013
2013–
2013
Brasil Pinheiros-PR (Júnior)
Brasil Colorado
Brasil Iguaçu
Brasil Grêmio Maringá
Brasil Cascavel
Brasil Coritiba (Categorias de base)[2]
Brasil Paraná
Brasil Coritiba
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Criciúma
Brasil Bragantino
Brasil Rio Branco-SP
Brasil Santo André
Brasil Inter de Limeira
Brasil Guarani
Brasil São José
Brasil Vitória
Brasil Sampaio Corrêa
Brasil Ceará
Brasil Santa Cruz
Brasil Paysandu
Brasil Joinville
Brasil Avaí
Brasil Metropolitano
Brasil Avaí
Brasil Marcílio Dias
Brasil Joinville
Brasil Ituano
Brasil Brasil de Pelotas
Brasil Santa Cruz-RS
Brasil Joinville (Coord. de fut. / Aux.-técn.)
Brasil Joinville




























4


Última atualização: 22 de dezembro de 2013

Sérgio Ramirez D'Ávila, mais conhecido apenas como Sérgio Ramirez (Treinta y Tres, 24 de dezembro de 1951), é um ex-futebolista uruguaio, que atuava como lateral-esquerdo e zagueiro (ainda no início de sua carreira, em divisões de base, chegou a atuar também como goleiro). Atuou na Seleção Uruguaia de Futebol e no Flamengo[3] durante a década de 1970. Atualmente, vive no Brasil, onde é treinador.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Nascido na pequena cidade uruguaia de Treinta y Tres, Sérgio Ramirez ganhou fama depois de correr atrás de Roberto Rivellino no jogo entre Brasil e Uruguai, no Maracanã, realizado no dia 28 de abril de 1976, quando tentou agredir o meia-esquerda, mas não conseguiu. Mais rápido, Rivellino desceu (escorregando de nádegas) a escada que dava acesso aos vestiários[4] .

Flamengo

Ramirez atuou no Flamengo de 1977 a 1979. Nesse período, fez apenas dois gols pelo time da Gávea e faturou o bicampeonato carioca de 1978 e 1979.

Campo Grande

No ano de 1982, ainda como jogador, conquistou a antiga Taça de Prata pelo Campo Grande.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Início desde o final de carreira

Poucos anos depois de pendurar as chuteiras, atuando pelo pequeno Pinheiros-PR, Ramirez resolveu iniciar uma nova jornada na sua vida. Levou seu jeitão briguento e marrento dos tempos de zagueiro no Flamengo à beira dos gramados, tornando-se, a partir do próprio Pinheiros (é bem verdade que no time júnior), um treinador respeitável e de caráter. Lá, conquistou o título estadual em 1984.

Depois do pequeno Pinheiros, regularidade nos três grandes de Curitiba, e em pequenos paranaenses[5] e no Criciúma

Logo após sair do Pinheiros, Ramirez dirigiu os três grandes clubes curitibanos, em sequência: Paraná (1990), Coritiba (1991) e Atlético Paranaense (1992). Apesar dos excelentes elencos apresentados por ambas as equipes, Sérgio Ramirez passou em branco pelos três, sem títulos.

Também esteve à frente de pequenos clubes do Paraná, dentre os quais estão: Colorado, Iguaçu, Grêmio Maringá e Cascavel.

Após sair do futebol paranaense, já em 1993, foi para o Criciúma, onde também não obteve tanto sucesso.

Passagens por Bragança Paulista, Americana, Limeira, São José dos Campos, Campinas e ABC Paulista

Ramirez já dirigiu várias equipes brasileiras, principalmente times do Interior de São Paulo, entre eles: Bragantino, Rio Branco-SP, Santo André, Inter de Limeira, Guarani e São José.

Clubes nordestinos e o título do Nordestão em 1998[6]

Entre idas e vindas pelo interior de São Paulo, Ramirez também passou pelo Nordeste, onde dirigiu Ceará, Santa Cruz, Sampaio Corrêa e Vitória. Nesse último, foi vice-campeão da Copa do Nordeste de 1998.

Passagem relâmpago pelo Norte

Sérgio Ramirez também já esteve no comando de um grande clube paraense: o Paysandu.

Sucesso em clubes catarinenses

Atuou também em Santa Catarina, onde dirigiu Joinville, Metropolitano e, a partir do dia 11 de fevereiro de 2007, o Avaí. No dia 27 de abril de 2007, Sérgio Ramirez deixou o Avaí, onde acumulou nove vitórias, sete empates e cinco derrotas em sua trajetória. O time avaiano, durante sua gestão, somou 34 gols marcados e 26 sofridos. E, ainda no ano de 2007, ao término da Série B daquele ano, Ramirez voltou ao Leão de Florianópolis, onde atuou até março de 2008.

Em 10 de julho de 2008, fechou sua negociação para a volta ao futebol catarinense, dessa vez para dirigir o Marcílio Dias. Após derrota por 3 a 1 para o Avaí, pela segunda rodada do returno do Estadual de 2009, Ramirez pediu demissão do comando marcilista[7] .

Joinville

No dia 6 de abril de 2009, Ramirez acertou com a diretoria do Joinville seu retorno ao Campeonato Catarinense, agora para comandar o time do norte do estado[8] .

Retorno ao interior paulista

Em 2011, o então presidente do Ituano, Juninho Paulista, anunciou a contratação do uruguaio que, juntamente com Doriva (como auxiliar-técnico), comandou a equipe na Série A1 do Paulistão[9] .

Regresso ao Sul do país

No dia 23 de agosto, o presidente do Brasil de Pelotas anunciou Sérgio Ramirez como novo técnico[10] , depois da saída de Beto Almeida para o paraguaio Guaraní.

Depois de comandar o clube Xavante por apenas quatro partidas, Sérgio Ramirez foi para o Santa Cruz-RS, em novembro de 2012[11] [12] , permanecendo no cargo até o início de fevereiro do ano seguinte, quando, após os constantes maus resultados e mais uma derrota para o Pelotas, em partida válida pelo Gauchão de 2013, o treinador pediu demissão, pedido esse complacentemente atendido pela diretoria[13] .

Volta ao JEC, após 4 anos

Semanas depois da demissão, mais precisamente no final de abril, foi anunciado o seu retorno ao Joinville (clube já dirigido por ele em 2006-2007 e 2009), dessa vez para trabalhar nos cargos de coordenador de futebol e auxiliar-técnico[14] , na gestão do então treinador Arturzinho. Após a demissão de Arturzinho e de Ricardo Drubscky (demitido no início de outubro), Ramirez assumiu o JEC, inicialmente para comandar a equipe nas últimas rodadas da Série B de 2013[15] .

Pouco depois do fim da Série B de 2013 e de conquistar o título da Copa Santa Catarina (disputada no fim do ano), Sérgio Ramirez foi afastado do cargo de treinador, voltando a ser coordenador de futebol e dando lugar a Hemerson Maria, que saíra do Avaí há pouco tempo[16] .

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Campo Grande
Pinheiros-PR

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Criciúma
Sampaio Corrêa
Joinville

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Seleção uruguaia

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Joinville

Notas

  1. Na época, o atual Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B era conhecido como Taça de Prata.

Referências

  1. Sergio Ramirez D'Ávila (em português) Flapédia.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  2. CIDRAL, Jhonatan (26 de fevereiro de 2013). Sérgio Ramirez em Joinville (em português) MeuJoinville.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  3. MENDES, Eduardo (27 de março de 2012). Ex-xerife promete torcida pelo Fla contra Olimpia, dirigido por amigo (em português) Lance!Net.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  4. CHABASSUS, Luiz Augusto. (8 de julho de 1977). "Um caudilho domado" (em português). Placar (376): p. 6-7. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  5. PEREIRA, Edilson (12 de agosto de 2013). Raçudo, Sérgio Ramirez foi um gringo muito atrevido (em português) ParanáOnline.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  6. MATOS, Felipe (24 de novembro de 2010). Sérgio Ramirez (em português) MemóriaAvaiana.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  7. Sérgio Ramirez não é mais o técnico do Marcílio Dias (em português) clicRBS/DiárioCatarinense.com (25 de fevereiro de 2009). Página visitada em 27 de fevereiro de 2009.
  8. Sergio Ramirez é o novo comandante do JEC (em português) clicRBS/ZeroHora.com (6 de abril de 2009). Página visitada em 6 de abril de 2009.
  9. Ituano apresenta o uruguaio Sérgio Ramirez como seu novo técnico (em português) FutebolPaulista.com (19 de outubro de 2010). Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  10. BURKERT, Michel (24 de agosto de 2011). Conheça Sérgio Ramirez (em português) RedeEsportiva.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  11. CARAMEZ, João (14 de setembro de 2012). Sérgio Ramirez é o novo treinador do Santa Cruz (em português) GAZ.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  12. KANNENBERG, Vanessa (11 de janeiro de 2013). Sérgio Ramirez, o ex-camisa 6 da seleção uruguaia no comando do Santa Cruz (em português) ZeroHora.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  13. DIVERIO, Rafael (3 de fevereiro de 2013). Após derrota, Sergio Ramirez deixa o comando do Santa Cruz (em português) ZeroHora.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  14. COUTO, Karen (23 de abril de 2013). Sérgio Ramirez volta ao JEC para assumir a coordenação técnica (em português) GloboEsporte.com. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  15. Joinville confirma Sérgio Ramirez até o fim da Série B e com 'carta branca' (em português) GloboEsporte.com (9 de outubro de 2013).
  16. Agência Futebol Interior (9 de dezembro de 2013). Catarinense: Joinville contrata Hemerson Maria (em português) FutebolInterior.com. Página visitada em 22 de dezembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Josué Teixeira
Alfredo Sampaio
Técnico do Avaí
2007
2008
Sucedido por
Zé Teodoro
Silas
Precedido por


Ricardo Drubscky
Técnico do Joinville
2007
2008
2013
Sucedido por


Hemerson Maria