Síndrome do QT longo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Síndrome do QT longo é um tipo de taquiarritimia ventricular congênita. Caracteriza-se por um alongamento do espaço QT (decorrente de alterações nos canais iônicos miocárdico) no eletrocardiograma de surfície, evento associado a um risco elevado de torsades de pointes ou de fibrilação ventricular podendo evoluir para uma síncope, flutter, PCR e morte súbita.

Pode se apresentar de maneira isolada ou associada a várias malformações, como na síndrome de Romano-Ward, mais comum, ou na síndrome de Jervell e Lange-Nielsen, menos frequente, ligada à surdez, nos casos autossómicos recessivos. Pode ainda ocorrer de forma adquirida, provocada por medicamentos antiarrítmicos do grupos IA, IB e III ou por alguns anti-histamínicos.

Geralmente é diagnosticada após um evento cardíaco subsequente a exercício físico ou crise emocional, por exemplo.