Sítio d'Abadia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Município de Sítio d'Abadia
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico sitiense
Localização
Localização de Sítio d'Abadia
Localização de Sítio d'Abadia em Goiás
Sítio d'Abadia está localizado em: Brasil
Sítio d'Abadia
Localização de Sítio d'Abadia no Brasil
14° 48' 18" S 46° 15' 10" O14° 48' 18" S 46° 15' 10" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Leste Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Vão do Paranã IBGE/2008[1]
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 1 598,337 km² [2]
População 2 821 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 1,76 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,617 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 28 288,735 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 233,04 IBGE/2008[5]
Página oficial

Sítio d'Abadia é um município brasileiro do estado de Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

Antigo “Barreiro”, surgiu no ano de 1800 num Brasil Colonial quando a viúva Laureana da Silva Barreto, vinda da Bahia, estabeleceu-se com seus escravos no lugar, dai formou lavouras e criação de gado, construir uma igreja de palha, onde hoje a matriz se encontra no exato lugar. “Barreiro” localizava na Capitania de Goiás era governador da capitania João Manuel de Meneses, Capitania que até 1808 incorporava o chamado Território do Triângulo Mineiro, em 1815 o Brasil já um Reino Unido, em 28 de fevereiro de 1821, as capitanias se tornaram províncias. Em 1825 num Brasil há 3 anos independente e Imperial, Goiás já sendo uma província, governada por Caetano Maria Lopes Gama, neste ano de 1825 vindos da Vila de Icó-CE chegaram os irmãos Joaquim Teixeira e João Teixeira . Anos mais tarde chegas o primeiro vigário da localidade, o padre Leonardo de Freitas Costa, assim as irmãs de D. Laureana doaram sua chácara para Nossa Senhora D’Abadia, dai a localidade Antes “Barreiro” passa a ser denominado de “Sítio da Senhora D’Abadia” e mais tarde Sítio D’Abadia. Em 1830, diante do crescimento da população D. Laureana fez a doação para a Igreja de mais meia légua para a formação do patrimônio, assim consolidando-se o arraial 1833 depois da reconstrução da igreja na frente foi colocada uma cruz de Aroeira e nela constou com data a fundação do arraial de Sítio D’Abadia. Pela Lei Provincial nº 19 em 16 de julho de 1850, o arraial passou a município, entretanto, com sede na Vila de Flores, distante 160 km. De 1850 a 1907, conforme os registros arquivados, a sede de Sítio D’Abadia foi alternadamente transferida, para as Vilas de Forte e Flores.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 2.647 habitantes.

Sítio d'Abadia tem uma das maiores cachoeiras em volume de água do país, no rio Corrente, a 646m de altitude, nas encostas da Serra Geral.

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 2 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]