Sítio do Picapau Amarelo (série animada)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sítio do Picapau Amarelo
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero Infantil
Permitido para todas as idades i DEJUS (Brasil)
Duração 10 minutos aprox.
Criador(es) Rodrigo Castilho
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Produtor(es) Mixer
Rede Globo
Tema de abertura Sítio do Picapau Amarelo
Tema de
encerramento
Sítio do Picapau Amarelo
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo, Cartoon Network, Tooncast, Boomerang
México Tooncast
Transmissão original 7 de janeiro de 2012 - presente
N.º de temporadas 2 (3º em produção)
N.º de episódios 52 (lista de episódios)

Sítio do Picapau Amarelo é uma série animada brasileira baseada na série de livros homônima de Monteiro Lobato. Foi exibida pela primeira vez em 7 de janeiro de 2012, e é produzida pela Rede Globo e a produtora Mixer.[1] Cada episódio da série demorou cinco semanas para ficar pronto e foram todos baseados no livro Reinações de Narizinho, publicado por Monteiro Lobato em 1931. A série deverá ser exibida pelo Cartoon Network na América Latina.[2] Antes do lançamento da animação, já havia sido lançada pela Globo.com um site infantil do sítio.

Antecedentes e produção[editar | editar código-fonte]

A série animada começou a ser produzida em outubro de 2010, pela produtora Mixer em parceria com a Rede Globo. O character design dos personagens foi criado pelo desenhista Bruno Okada,[3] [4] que foi escolhido depois de um concurso promovido pela Globo. A direção de animação é de Humberto Avelar. Cada episódio da série levou cinco semanas para ficar pronto.[3]

A técnica de animação usada para essa nova versão do Sítio é chamada "cut out", a mesma utilizada no desenho animado A Mansão Foster Para Amigos Imaginários. Segundo noticiado em alguns sites na época, a estreia da animação seria 12 de outubro de 2011, porém acabou estreando no dia 7 de janeiro de 2012.

Emília, Rabicó, Narizinho, Visconde e Pedrinho, no episódio "As Promessas de Rabicó.

Diferente dos livros de Monteiro Lobato, a animação não contém violência, como lutas, tiros ou "cabeças explodindo", mas contará com bastante ação.[3] O diretor executivo da Mixer, Tiago Mello disse que os resquícios escravocratas em referências a Tia Nastácia serão eliminados na versão.[5] Isso porque, Monteiro Lobato foi acusado de racismo, no livro Caçadas de Pedrinho, segundo o Conselho Nacional de Educação.[6] [7]

Outra mudança é o pó de pirlimpimpim, Tiago Mello disse: "No original, eles aspiravam o pó e "viajavam". Na versão dos anos 80, eles jogavam o pó uns sobre os outros. Ainda não decidimos como será agora";[5] "Difícil foi transformar histórias de 40 minutos na TV em episódios de 11 minutos, tempo médio da animação";[1] "Mas deu certo. Os personagens já têm suas versões em animação, e a família de Monteiro Lobato está aprovando as sinopses dos episódios".[1] Agora na versão animada, o pó de pirlimpimpim cobre a tela inteira de uma cena e teleporta os personagem para o outro ambiente.

A música de abertura foi cantada por Gilberto Gil, que teve que cantar a música em um andamento bem mais rápido.[3] O orçamento foi de 4 milhões de reais, sendo 3 milhões da Globo,[2] sendo produzido por meio da Lei Audiovisual.[1] A Rede Globo já estava interessada em produzir a animação, a Mixer já havia trabalhado em outra animação, Escola pra Cachorro, com a TV Cultura.[1] Outro ponto que incentivou a produção da animação, é a possibilidade de ser exibida em outros países, com a dublagem em outras línguas.[1] Os herdeiros de Monteiro Lobato, também participaram na atualização dos personagens e na aprovação das sinopses dos episódios.[8]

Em maio de 2012, foi anunciado a produção da segunda temporada da série. A Mixer já deu inicio a produção e a nova temporada seguirá o mesmo modelo da primeira.[9] [10]

Em dezembro de 2013, foi anunciada a produção da 3ª temporada da série e, de acordo com alguns boatos, está prevista para 2014.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Personagens sofreram mudanças com a nova técnica de animação, chamada "cut out".

Quase todos os personagens principais do Sítio do Picapau Amarelo foram incluídos na versão animada. Todos os personagens que estão na animação do Sítio do Picapau Amarelo sofreram mudanças. Foi utilizada uma técnica de animação chamada "cut out" que deu uma característica diferente a cada personagem.

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Emília - Uma boneca de pano falante, irreverente e divertida. Segundo o episódio "O Bolo da Tia Nastácia" Emília não sente gosto de comidas, diferente de como ela já foi mostrada nas versões anteriores da série com atores, ou mesmo nos livros originais, onde Lobato diz que ela come "de mentirinha" por ser uma boneca. Na série animada Emília teve sua voz feita pela jovem dubladora Isabela Guarnieri (filha de Tatá Guarnieri). Isabela disse em uma entrevista para o programa "Madrugada Vanguarda" que se inspirou no trabalho da atriz Isabelle Drummond que interpretou a personagem entre 2001 e 2006 na série com atores da Globo.
  • Visconde de Sabugosa - Um sábio boneco feito de de sabugo de milho. No livro original "Reinações de Narizinho" o Visconde foi construído por Pedrinho, porém, no episódio "A Pílula do Doutor Caramujo" da série animada, Tia Nastácia disse ter feito ele (parecido com o "Sítio dos anos 70", onde Tia Nastácia também construiu o boneco como um presente para Pedrinho). No desenho a voz do Visconde é feita pelo dublador paulista César Marchetti, que faz a voz do personagem com um forte sotaque de São Paulo, nas letras " R " e " L " finais. Sotaque que foi criado originalmente para o Visconde pelo ator Aramis Trindade durante os anos de 2005 e 2006 na série em "live action"
  • Pedrinho e Narizinho - As crianças que protagonizam as histórias. Na primeira temporada suas vozes foram feitas respectivamente pelos atores e dubladores mirins Larissa Manoela e Vini Takahashi, porém na segunda temporada ambos foram substituídos por Luiza Telles Rosa e Pedro Volpato.
  • Dona Benta - Avó de Pedrinho e Narizinho, e dona do Sítio do Picapau Amarelo. A voz de Dona Benta foi feita na série animada pela dubladora e atriz Gessy Fonseca, que por coincidência também havia feito a voz da personagem em uma rádio-novela.
  • Tia Nastácia - A cozinheira do Sítio. Foi ela quem fez a boneca Emília como um presente para Narizinho. Na versão em desenho ela também construiu o Visconde de Sabugosa para Pedrinho.
  • Marquês de Rabicó - Um porquinho guloso que só pensa em comida. Sua voz é feita por Hugo Picchi, que também faz a voz de outro porco para a TV, o leitãozinho "Astolfo" e do cavalo "Alípio" de "Cocoricó"
  • Cuca - Uma bruxa com corpo de jacaré que vive infernizando os protagonistas do Sítio.

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Príncipe Escamado - É o príncipe do Reino das Águas Claras, um garoto com corpo de peixe amigo de Narizinho.
  • Dr. Caramujo - (Hugo Picchi) É o médico do Reino das Águas Claras e o responsável por fazer Emília ganhar vida com uma pílula mágica. Como seu nome sugere ele é um caramujo.
  • Capitão dos Couraceiros - É um carangueijo capitão da guarda do Reino das Águas Claras. É sempre acompanhado por seus soldados camarões.
  • Dona Aranha - É uma aranha conhecida como a maior costureira do Reino das Águas Claras. A sua maior rival é a Dona Peçonhenta.
  • Saci - O famoso personagem do folclore, um garoto negrinho de uma perna só que adora pregar peças e é amigo do Pedrinho. Ele é introduzido na 2ª temporada.
  • Tio Barnabé - É o velho roceiro do sítio que trabalha nas plantações da fazenda. É também introduzido na 2ª temporada embora já tenha sido mencionado antes disso na 1ª como mostrado nos episódios "A Fuga de Emília" e "Uma Boneca sem Paciência".
  • Conselheiro - É um cavalo esperto que ajuda as pessoas. Ele é introduzido na terceira temporada.
  • Iara - É a sereia dos lagos. Ela tenta conquistar o coração do Príncipe Escamado. Ela é introduzida na terceira temporada.
  • Quindim - É o rinoceronte que fugiu do circo. Ele é introduzido na terceira temporada.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

As gravações da dublagem do desenho foi realizada em São Paulo, pelo estúdio Ultrassom, com direção de voz e de casting de Melissa Garcia. Sua dublagem foi toda feita antes da animação, servindo de base para a produção do desenho animado.[11] Para o papel dos personagens foram escalados atores entre eles Gessy Fonseca como Dona Benta, que já atuou no papel da personagem em um programa de rádio de 1943, chegando a conhecer Monteiro Lobato, além de Larissa Manoela como Narizinho, atriz mirim que atualmente atua em novelas do SBT. Na segunda temporada ocorre a mudança dos dubladores de Narizinho e Pedrinho por Luiza Telles Rosa e Pedro Volpato no lugar de Larissa Manoela e Vini Takahashi

Elenco de vozes[editar | editar código-fonte]

  • Dona Benta - Gessy Fonseca[12]
  • Tia Nastácia - Patrícia Scalvi
  • Narizinho - Larissa Manoela (1ª voz) / Luiza Telles Rosa (2ª voz)
  • Pedrinho - Vini Takahashi (1ª voz) / Pedro Volpato (2ª voz)
  • Emília - Isabella Guarnieri[13]
  • Visconde e Tio Barnabé - César Marchetti
  • Rabicó e Doutor Caramujo - Hugo Picchi
  • Cuca - Alessandra Araújo
  • Saci - Fernanda Bock
  • Príncipe Escamado - Daniel Figueira / Matheus Moreira
  • Dona Aranha - Zayra Zordan
  • Iara - Priscila Ferreira
  • Conselheiro - Tatá Guarnieri

Lista de episódios[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Estreia Original Encerramento Original
1 26 7 de Janeiro de 2012 (Rede Globo)
15 de abril de 2012 (Cartoon Network)
14 de julho de 2012 (Rede Globo)
2012 (Cartoon Network)
2 26 10 de agosto de 2013 (Rede Globo)
04 de janeiro de 2014 (Cartoon Network)
15 de fevereiro de 2014 (Rede Globo)

Mundo do Sítio[editar | editar código-fonte]

A Editora Globo, em parceria com a Globo Marcas lançou o site chamado "Mundo do Sítio", uma espécie de "comunidade virtual" com jogos e atividades educativas voltados para crianças de cinco à dez anos.[14] [15] Sendo a primeira rede social infantil do Brasil.[16] O site conta com mais de 20 atividades[17] e parte do site é aberta enquanto outra requer assinatura.[17] O design foi feito pelo mesmo desenhista da série, Bruno Okada no entanto os personagens possuem um traço levemente diferente do que o apresentado no desenho.

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

País Canal Titulo Estréia
 Brasil Rede Globo Sítio do Pica-pau amarelo 7 de Janeiro de 2012
Cartoon Network 15 de Abril de 2012
Tooncast 4 de Novembro de 2013
Boomerang 1 de Fevereiro de 2014
 Argentina Tooncast
Boomerang
El Rancho del Pájaro Amarillo 4 de Novembro de 2013
1 de Abril de 2014
Paraguai
 Venezuela
Uruguai
 Panamá
 México
 Bolívia
 Porto Rico
 Colômbia
Honduras
Equador
 Chile
Costa Rica

Recepção[editar | editar código-fonte]

A série teve uma ótima recepção entre o público e vários fãs de Monteiro Lobato, embora muitos a tenham criticada devido a série ter uma aparência muito infantil em relação as séries anteriores. Na Cartoon Network ele foi marcado entre um dos 10 programas mais vistos no canal ao lado de desenhos Hora de Aventura, Apenas um Show, O Incrível Mundo de Gumball e o nacional Turma da Mônica. [18] Além disso também conquistou um público em outros países da América Latina chegando a ser premiado no Chile como a melhor série animada latino-americana no Festival Internacional de Animação Chilemonos de 2014.[19]

Referências

  1. a b c d e f Keila Jimenez (13/03/2011). Globo ressuscita "Sítio do Picapau Amarelo" como animação. Folha Online.
  2. a b Sítio do Picapau Amarelo em versão animada estreia em janeiro. 15 de dezembro de 2011 (Estadão). Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  3. a b c d Casaletti, Danilo (Revista Época). "Sítio do Picapau Amarelo" ganha versão em desenho animado para a TV. 6 de janeiro de 2012. Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  4. Marcus Ramone (19/12/2011). Animação do Sítio do Picapau Amarelo estreia no próximo mês. Universo HQ.
  5. a b Padiglione, Cristina (Estadão). Sítio vira animação na Globo, sem resquício escravocrata. 1 de novembro de 2010. Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  6. CNE quer que Monteiro Lobato com trechos racistas tenha nova edição. 30 de outubro de 2010 (G1). Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  7. Academia Brasileira de Letras é contra tentativa de censurar livro de Monteiro Lobato. 5 de novembro de 2010 (O Globo). Página visitada em 21 de janeiro de 2011.
  8. Menegueço, Bruna. Sítio do Picapau Amarelo volta ao ar, agora em desenho animado. Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  9. MIGUEL,Luan. Título não preenchido, favor adicionar. 25 de maio de 2012. Página visitada em 02 de julho de 2012.
  10. Ricco, Flávio. ""Sítio" vai ganhar nova edição em desenho animado". 25 de maio de 2012. Página visitada em 26 de julho de 2012.
  11. {{citar web|url=http://gazetaweb.globo.com/mobile/texto_completo.php?c=246866&canal=noticias%7Ctítulo=Sítio do Picapau Amarelo volta ao ar como desenho animado|autor=Gazetaweb|data=|publicado=13 de dezembro de 2011|acessodata=2014
  12. Sítio do Picapau Amarelo ganha sua versão em desenho. 22 de dezembro de 2011 (Revista Caras). Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  13. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas sitio
  14. Editora Globo lança comunidade virtual Mundo do Sitio. 16 de maio de 2011 (Propmark). Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  15. O Sítio do Picapau Amarelo versão 2.0. 6 de janeiro de 2011 (Revista Época). Página visitada em 21 de janeiro de 2011.
  16. Lançada a primeira rede social infantil do Brasil. 5 de abril de 2011 (Globo Rural Online). Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  17. a b Neto, Dorly (Techtudo). Por dentro do “Mundo do Sítio”. 13 de abril de 2011. Página visitada em 21 de janeiro de 2012.
  18. http://anmtv.xpg.uol.com.br/cartoon-network-audiencia-e-maior-que-a-dos-canais-abertos/
  19. http://anmtv.xpg.uol.com.br/sitio-do-picapau-amarelo-e-premiada-em-festival-chileno/