S.W.A.T. (seriado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
S.W.A.T.
S.W.A.T. (BR)
Informação geral
Formato Série
Duração 45 minutos
Criador(es) Robert Hamner
Lee Stanley
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) Leonard Goldberg
Aaron Spelling
Elenco Steve Forrest
Rod Perry
Robert Urich
Mark Shera
James Coleman
Ellen Weston
et al.
Tema de abertura Barry De Vorzon
Exibição
Emissora de
televisão original
ABC
Transmissão original 17 de fevereiro de 1975 - 03 de abril de 1976
Nº de temporadas 2
Nº de episódios 37

S.W.A.T. foi um seriado dos anos 70 do genero ação com drama policial. A série traz a historia dos agentes da SWAT lutando contra criminosas na California. A série foi criada por Aaron Spelling e Leonard Goldberg.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O trabalho de uma unidade de elite da polícia da Califórnia, a Special Weapons And Tatics (Equipe de Armas e Táticas Especiais), encarregada de lidar com situações de alto risco, como assaltos com reféns, criminosos fortemente armados em locais abrigados, desativação de artefatos explosivos, psicopatas, ladrões de jóias, seqüestros ou confrontos armados com gangues, por exemplo. Esse grupo seleto, altamente treinado e bem disciplinado, era formado por policiais voluntários, especialmente equipados e treinados para poderem reduzir o risco associado a uma situação de emergência.

Liderada pelo Tenente Dan Harrelson (mais conhecido como Hondo) e pelo sargento David Kay (o Deacon), a equipe ainda contava com outros policiais altamente treinados, incluindo: T.J. McCabe, o calmo atirador de elite do grupo; Dominic Luca, o namorador ídolo das adolescentes; e James Street, um símbolo de responsabilidade.

Os policiais da SWAT eram integrados à equipe com experiência militar no Vietnã e depois de uma rigorosa bateria de testes físicos, além de uma avaliação minuciosa da vida de cada policial, assim, a equipe era constituída de homens com bons antecedentes e bom caráter.

Toda vez que a SWAT era chamada, os cinco integrantes colocavam rapidamente seu uniforme, passando a usar uma vestimenta que incluía armas pesadas, bombas de gás, cordas e metralhadoras, depois seguiam numa espécie de um furgão azul até o local indicado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Um filme baseado no seriado foi lançado nos cinemas.
  • A serie foi criada por Aaron Spelling, mesmo criador da serie Os Novatos (The Rookies).
  • No Brasil a serie iria se chamar Esquadrão da Morte.
  • SWAT ficou no ar até 1976, totalizando 37 episódios. Seu cancelamento se deu quando as críticas em cima da violência da série estavam cada vez mais prejudicando as histórias e baixando a audiência.
  • A combinação de ação brutal com policiais altamente treinados agradou em cheio ao público, sofreu nas mãos dos críticos da época que consideravam o programa violento demais.
  • O programa geralmente mostrava os cinco personagens principais sendo chamados para resolver casos que a polícia comum não daria conta, assim as histórias eram recheadas de ação, cenas de luta e muito tiroteio. Mas em alguns episódios, SWAT também mostrava o perfil de cada um dos personagens, seus problemas pessoais e também no trabalho.
  • A música tema do seriado, "Theme from "S.W.A.T.", gravada pelo grupo de estúdio Rhythm Heritage e composta por Barry De Vorzon, se tornou um hit de sucesso nos anos 70, até hoje lembrado por quem assistiu ao seriado.

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil o seriado foi exibido pela Globo no tradicional horário de enlatados depois da novela. A série alcançou um grande sucesso na época em que foi exibida no país, levando o grupo Os Trapalhões a homenageá-la em SUAT - Os Trapalhões.

Diz uma lenda que S.W.A.T. quase ganhou o nome de Esquadrão da Morte por aqui, algo muito pouco provável num Brasil pré-abertura política.

Filme[editar | editar código-fonte]

S.W.A.T. - Comando Especial é um filme de ação inspirado na famosa série de televisão homônima. A versão para o cinema tem direção de Clark Jonhson, indicado ao Emmy pela série policial The Shield, e é protagonizada por Samuel L. Jackson, Colin Farell, o popular cantor de hip-hop LL Cool J, Olivier Martinez e Michelle Rodríguez.

A trama é ambientada na cidade de Los Angeles, e mostra Jim Street e Brian Gamble sendo expulsos da unidade pelo capitão Thomas Fuller, depois de uma ação controvertida, executada durante um assalto a banco com reféns. Gamble se retira, insatisfeito com a decisão, enquanto Street decide permanecer no departamento na esperança de ser reintegrado ao esquadrão.

A oportunidade de Street surge quando o comandante Dan “Hondo” Harrelson é transferido de outra Divisão com a missão de organizar uma nova Equipe de Armas e Táticas Especiais. “Hondo” deve recrutar e treinar cinco policiais do mais alto nível. Seu trabalho começa ao incorporar dois reconhecidos oficiais, Michael Boxer e T.J. McCabe. Logo depois, junta-se ao grupo Deacon “Deke” Kaye, um policial que detém o recorde de prisões. O quarto oficial é Street, a quem o comandante Harrelson decide oferecer uma nova oportunidade, pois também havia sido expulso pelo capitão Fuller. Finalmente, ele recruta Chris Sanchez, uma oficial de primeiro escalão, mulher rude que se coloca à altura do sexo oposto durante as ações.

Ver Tambem[editar | editar código-fonte]