SEAL Team Six

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Insígnia do ST6

O Seal Team Six foi criado em resposta ao fiasco da operação militar americana durante a chamada Crise dos Reféns no Irã, em 1979. Naquela ocasião, radicais islâmicos invadiram a embaixada dos EUA em Teerã e fizeram 52 reféns. A Delta Force, grupo de elite do exército, tentou resgatá-los, mas fracassou. O episódio serviu de lição e mostrou que era necessário criar um grupo que fosse capaz de agir nessas situações. Assim criaram o Seal Team six, que recebeu esse nome não porque era o sexto time com esse perfil, mas era para confundir a inteligência soviética quanto ao número de grupos Seal ativos-na quela altura eram apena 3. Para participar dessa equipe de alto nível, é preciso passar por um aprendizado rigoroso. Eles recebem treinamentos para fazer missões nada usuais, como, sair de um submarino totalmente submerso, saltar de paraquedas a mais de 10 mil metros de altitude e escalar penhascos ou edifícios em território inimigo, entre muitas outras. O processo de seleção dura 9 meses e é o mais rigoroso das Forças Armadas Americanas. Antes de cada dia de treino eles executam um trabalho físico que consistia de longas corridas, flexões e qualquer atividade que os instrutores passarem.Eles até chegavam a empurrar Ônibus. Depois do trabalho físico eles vão a casa da morte, uma construção para a prática de combate em ambiente confinado. Bem pouco se sabe sobre quem são seus integrantes e como eles operam, oficialmente o grupo nem existe. Acredita-se que até os familiares dos combatentes desconheçam sua verdadeira identidade militar, mantido em sigilo, quase como um segredo de estado. Eles são os melhores dos melhores, e são equipados com um equipamento de visão noturna que custa US$65 mil.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.