SPTV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SPTV
Logotipo do telejornal
Informação geral
Formato Telejornal
Duração 1ª edição: 50 minutos
2ª edição: 20 minutos a 25 minutos [1]
Criador(es) Rodrigo Ayala
(Central Globo de Jornalismo)
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Ali Kamel(DGJE)
Silvia Faria (CGJ)
Cristina Piasentini (local)
Apresentador(es) César Tralli (1ª edição)
Carlos Tramontina (2ª edição)
Elenco Eliana Marques (1ª previsão do tempo)
Michelle Loreto (2ª previsão do tempo)
Tema de abertura Instrumental
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil TV Globo São Paulo (Globo)
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 1ª fase: 3 de janeiro de 1983 (32 anos) - 7 de julho de 1990 (24 anos)
2ª fase: 1 de abril de 1996 (18 anos) - presente
N.º de temporadas 2
Cronologia
Último
Último
Jornal das Sete (1983)
São Paulo Já (1996)
São Paulo Já (1990)
Próximo
Próximo
Programas relacionados Praça TV

SPTV[2] é um telejornal local brasileiro da TV Globo São Paulo para a sua área de cobertura. Entrepõe a programação da Rede Globo em ambas as edições destinadas à chamada Praça TV, horário dedicado a jornalismo local gerado por emissoras afiliadas levado ao ar de segunda à sábado, ao meio-dia e às 19h. Sua pauta é composta por notícias, prestação de serviço, campanhas comunitárias e informativos cotidianos como transito e previsão do tempo na Grande São Paulo. A TV Fronteira apresenta o SPTV mas como telejornal local como por exemplo as praças do Rio de Janeiro

História[editar | editar código-fonte]

A segunda edição do SPTV estreou em 3 de janeiro de 1983, substituindo o extinto Jornal das Sete, e a primeira em 2 de julho do mesmo ano, no lugar do bloco local do Jornal Hoje.[1] Na época, tinha apenas dez minutos de duração. Durante curto período, entre 1987 e 1989, ele chegou a ter três edições. O slogan do telejornal nos anos 80 era: "SPTV, a notícia de São Paulo".

Entre 1990 e 1996, um outro jornal local foi transmitido no lugar do SPTV: São Paulo Já, que introduziu várias novidades: a figura do âncora Carlos Nascimento, três apresentadores e também o primeiro jornal regional a transmitir notícias nacionais e internacionais, uma vez que ele ocupou o horário do Jornal Hoje na faixa da tarde.

Em 1 de abril de 1996, O SPTV voltou ao ar e retornou completamente reformulado e repaginado em duas edições de maior duração e com focos diferentes: a primeira voltada a prestação de serviços na comunidade e a segunda com informações sobre os principais acontecimentos do dia.

Em 12 de maio de 2008, o SPTV adotou, junto de outros telejornais locais paulistas, como Bom Dia São Paulo e Antena Paulista, um estúdio panorâmico. Localizado no último andar do Edifício Jornalista Roberto Marinho, no bairro de Vila Cordeiro, próximo ao Brooklin, é possível visualizar ao fundo, de vidro, do telejornal a ponte estaiada Octavio Frias de Oliveira, a Marginal Pinheiros e o CENU.

No dia 11 de Novembro de 2013 o telejornal começou a ser exibido em HD (alta definição)

Atualmente a primeira edição é apresentada por César Tralli, com participação de Eliana Marques na previsão do tempo. A segunda é ancorada por Carlos Tramontina e, na previsão do tempo, Michelle Loreto e eventualmente, por Flávia Freire e Glória Vanique.

Produção do SPTV[editar | editar código-fonte]

As emissoras afiliadas da Rede Globo no litoral, interior de São Paulo e Região Metropolitana de São Paulo transmitem o SPTV com um nome diferente. Apenas a TV Fronteira Paulista, de Presidente Prudente, mantém o nome original do SPTV, as demais afiliadas adotam os seguintes nomes:

Histórico de apresentadores[editar | editar código-fonte]

O atual apresentador do SPTV 1 Edição, César Tralli.
1 Edição
2 Edição

Apresentadores eventuais[editar | editar código-fonte]

Ex-Apresentadores eventuais

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Predefinição:Telejornalismo da Rede Globo. (desde janeiro de 2015)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).