SS Naronic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
RMS Naronic
Bovic-Naronic.jpg
SS Bovic, o navio irmão do SS Naronic
Carreira
Proprietário White Star Line
Fabricante Harland and Wolff
Lançamento 15 de maio de 1892
Viagem inaugural 15 de julho de 1892
Estado Desaparecido no Oceano
Características gerais
Tonelagem 6 594 t
Comprimento 143,3 m
Propulsão Motores alternativos individuais, hélices gêmeas
Velocidade 13 nós (24 km/h)
Tripulação 50

SS Naronic era um navio a vapor construído por Harland and Wolff em Belfast para a White Star Line . O navio se perdeu no mar depois de deixar Liverpool no dia 11 de fevereiro de 1893 com destino a Nova York , com a perda de todas as 74 pessoas a bordo. O destino do navio é um mistério que permanece sem solução até hoje.

História[editar | editar código-fonte]

O Naronic foi lançado no dia 26 de maio de 1892, e partiu para sua viagem inaugural em menos de dois meses depois, no dia 15 de julho, navegando de Liverpool a Nova York. Depois de sua primeira viagem, o Naronic fez mais cinco viagens sem incidentes, antes de partir em que viria a ser sua viagem final em 11 de fevereiro de 1893 sob o comando do capitão William Roberts.

Desastre[editar | editar código-fonte]

Para esta viagem a Nova York, O Naronic tinha uma tripulação de 50 pessoas, além de mais 24 criadores de gado para atender a carga principal do navio, de gado. Depois de deixar o porto de Liverpool , parou brevemente em Lynas Point, Anglesey , North Wales , para colocar o piloto Marítimo em terra antes de se dirigir para o oeste em mares bravos, para nunca mais ser visto novamente.

O Naronic não tinha os equipamentos de telegrafia com que enviar um pedido de socorro (seria mais cinco anos antes de a Companhia Marconi abrir sua fábrica que produziu o sistema do RMS Titanic usado para enviar sinais de socorro). O único conhecimento que temos do incidente vem de duas fontes.

O navio britânico SS Coventry relatou ter visto dois dos botes salva-vidas vazios do Naronic , o primeiro bote salva-vidas , encontrado as 2:00 no dia 4de março, que foi foi virado, e o segundo foi encontrado as 2:00, mas acabou sendo inundado. O primeiro deles foi encontrado á 19 milhas (algumas fontes colocam que estava a 90 milhas) do local onde o Titanic da White Star Line , mais tarde em 1912, encontrou um destino semelhante.

A segunda fonte de informação são quatro garrafas com mensagens dentro, que foram recuperados mais tarde, que alegou-se ter sido escrita enquanto o Naronic estava afundando. Duas das garrafas foram encontradas nos Estados Unidos, uma em 3 de março, em Bay Ridge, Brooklyn , New York , e a outra em Ocean View, Virginia no dia 30 de março. A terceira garrafa foi encontrada em junho de 1893, no Canal da Irlanda , e a quarta foi encontrada no dia 18 de setembro no rio Mersey perto do ponto de partida do navio, no porto de Liverpool.

Enquanto todos os quatro mencionaram especificamente o naufrágio do Naronic , a segunda garrafa encontrada continha uma mensagem mais detalhada:

03:10 Fev.19. SS Naronic no mar. Para quem achar isso: relatório quando você achar isso nossos agentes não ouviram falar de antes, 
que o nosso navio está afundando rapidamente sob as ondas. É uma tempestade que nunca poderemos sobreviver em pequenos barcos. 
Um barco já passou com sua carga humana abaixo. Deus permitiu que todos nós passemos por isso. Fomos surpreendidos por um iceberg
em uma tempestade de neve ofuscante e flutuou duas horas. Agora são 03:20 pelo meu relógio e o grande navio é morto no nível do mar.
 Relatório para os agentes em Broadway, New York, Kersey M. & Company. adeus a todos.

Foi assinado por "John Olsen, Cattleman", no entanto, não havia ninguém com este nome listado no manifesto do navio, o mais próximo de ser é John O'Hara e John Watson. Uma situação similar existe com a primeira garrafa encontrada, em que a assinatura é de", L. Winsel", também não é no manifesto. As mensagens das outras duas garrafas não estavam assinadas. Devido a isso, a confiabilidade das garrafas como testamentos genuínos para o destino do navio tem sido questionada no Tribunal de inquérito sobre o incidente não aceitando as notas engarrafadas como genuínas. Se as mensagens estão corretas, o navio afundou em algum momento após ás 03:20 da manhã no dia 19 de fevereiro de 1893.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]