STS-1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
STS-1
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Ônibus espacial Columbia
Lançamento 12 de abril de 1981
6:00:03 a.m. CST (12:00:03 UTC)
39A
Aterrissagem 14 de abril de 1981
12:20:57 p.m. CST (18:20:57 UTC)
Edwards Air Force Base
Órbitas 37
Duração 2 dias, 6 horas, 20 minutos, 53 segundos
Altitude orbital 307 km
Inclinação orbital 40.4 graus
Distância percorrida 1.728.000 km
Imagem da tripulação
John Young e Robert Crippen segurando um pequeno modelo do ônibus espacial.
John Young e Robert Crippen segurando
um pequeno modelo do ônibus espacial.
Navegação
Último
Último
ASTP Apollo-Soyuz
STS-2 STS-2
Próximo
Próximo

STS-1 foi a primeira missão de um ônibus espacial, lançada do Cabo Kennedy em 12 de abril de 1981 e retornada à Terra em 14 de abril. O objetivo principal da missão era o de testar a pioneira nave Columbia, sendo também o primeiro vôo tripulado dos EUA desde a missão conjunta Apollo-Soyuz, realizada em 1975.[1]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Tripulação reserva (a da STS-2)[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

Principais fatos[editar | editar código-fonte]

Lançamento da missão STS-1
Centro Espacial John F. Kennedy

O primeiro lançamento de um ônibus espacial ocorreu às 7h. (hora local) em 12 de abril de 1981, quando o veículo Columbia foi lançado da Plataforma 39A, do complexo de lançamento 39, do Kennedy Space Center, levando os astronautas John Young e Robert Crippen. Uma tentativa de lançamento, dois dias antes, foi cancelada devido a um problema de sincronia entre os computadores do Columbia.

Além de ter sido o primeiro lançamento de um ônibus espacial, foi a primeira vez em que foguetes impulsionados por combustível sólido (SRB) foram utilizados em um vôo tripulado dos Estados Unidos. Columbia, o orbitador da STS-1, também mantém o recorde pelo maior tempo passado na Orbiter Processing Facility (OPF) antes de seu lançamento -- 610 dias, o tempo necessário para a troca de muitos de partes do protetor térmico da nave.

O objetivo principal da missão era testar o novo veículo. Verificar os sistemas gerais do ônibus espacial, realizar a ascendência até entrar em órbita e retornar à Terra para uma aterrissagem segura. Todos estes objetivos foram atingidos.

A única carga carregada nesta missão foi um pacote de Instrumentação de Desenvolvimento de Vôo (DFI) que continha sensores e dispositivos de medida para medir a performance do veículo e os desgastes ocorridos durante o lançamento, subida, vôo orbital, descida e aterrissagem.

A primeira missão de um ônibus espacial durou 2 dias, 6 horas, 20 minutos e 53 segundos, tendo o Columbia orbitado 37 vezes a Terra, e percorrido um total de 1 728 000 km. A aterrissagem ocorreu na Pista 23 da Base de Edwards da Força Aérea dos EUA, na Califórnia, em 14 de abril de 1981, às 10:21 hora da costa oeste. A inspeção pós vôo do Columbia revelou que uma onda de sobrepressão ocorreu quando houve a ignição do SRB, o que resultou na perda de 16 unidades dos protetores térmicos e danos a 148 outros. Em todos os outros aspectos, entretanto, o Columbia não teve nenhum grande problema.

O Columbia retornou ao Centro Espacial Kennedy em 28 de abril, no topo de um Boeing 747 modificado, que é usado como veículo transportador dos ônibus espaciais.

Insignia da missão[editar | editar código-fonte]

O trabalho artístico da insígnia oficial da missão foi feito pelo artista Robert McCall.

Aniversário[editar | editar código-fonte]

A Noite de Yuri é uma celebração internacional que ocorre em 12 de abril de todos os anos, para comemorar o primeiro homem no espaço (Yuri Gagarin) e o primeiro lançamento de um ônibus espacial.

Mìdia[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre STS-1

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NASA. NASA STS-1 (em inglês). Página visitada em 3 de maio de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Nenhuma
Programa de Ônibus espaciais
Sucedido por
STS-2