STS-107

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
STS-107
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Columbia
Lançamento 16 de janeiro de 2003, às 15:39 UTC
39-A
Aterrissagem 1 de fevereiro de 2003, nave desintegrou-se no ar às 13:59:32 UTC
-
Órbitas 255
Duração 15 dias + 22:20:32
Altitude orbital 166 milhas náuticas (307 km)
Inclinação orbital 39.0 graus
Distância percorrida 6.59 milhões milhas (10.6 milhões km)
Imagem da tripulação
esq para dir.: Brown, Husband, Clark, Chawla, Anderson, McCool e Ramon
esq para dir.: Brown, Husband, Clark, Chawla, Anderson, McCool e Ramon
Último
Último
Próximo
Próximo

STS-107 foi a última e fatídica missão do ônibus espacial Columbia, lançada em 16 de janeiro de 2003, pela NASA. Os sete membros da tripulação foram mortos na explosão da nave durante a reentrada na atmosfera ao final da missão.

A causa do acidente foi um pedaço do revestimento do tanque de combustivel externo que se soltou durante o lançamento e afetou os componentes do sistema de proteção termal na ponta da asa esquerda da Columbia.

Durante a reentrada, o calor excessivo lentamente superaqueceu o pedaço da asa sem proteção e a quebrou, deixando a nave sem controle e causando a desintegração do veículo espacial.

A tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

  • Massa :
    • Lançamento – 119.615 kgs
    • Aterrissagem – 105.593 kgs
    • Carga – 14.553 kgs

A Missão[editar | editar código-fonte]

A tripulação durante a missão

A STS-107 foi uma missão múltipla sobre microgravidade e pesquisas científicas da Terra com diversas investigações científicas internacionais sendo realizadas durante 16 dias em órbita.

Uma das experiências, um vídeo feito para estudar a poeira atmosférica, pode ter descoberto um novo fenômeno atmosférico, chamado TIGRE, uma emissão ionosférica em vermelho.

A bordo da Columbia, levado pelo coronel Ilan Ramon, estava um desenho de Petr Ginz, editor- chefe da revista Vedem, que retratava como seria a Terra vista da Lua na sua imaginação, quando ele tinha 14 anos de idade e era um prisioneiro do campo de concentração nazista de Theresienstadt, durante a II Guerra Mundial.

Várias semanas após o acidente foi encontrado um recipiente contendo algumas minhocas levadas ao espaço para a realização de experiências biológicas em órbita. As mesmas estavam ainda vivas quando encontradas [1] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre STS-107
Precedido por
STS-113
Programa de Ônibus espaciais
Sucedido por
STS-114

Referências

  1. [BURGESS, Collin; DUBBS, Chris. Animals in Space: From Research Rockets to the Space Shuttle. Chichester, UK: Springer/Praxis, 2007]