STS-41-B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
STS-41-B
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Challenger
Lançamento 3 de Fevereiro de 1984, 8h00min (UTC)
Plataforma 39A do Centro Espacial Kennedy
Aterrissagem 11 de Fevereiro de 1984, 12h15min (UTC)
Centro Espacial Kennedy
Órbitas 127
Duração 7 dias, 23 horas, 15 minutos, 55 segundos
Altitude orbital 350 km
Inclinação orbital 28,5 graus
Distância percorrida 5 329 150 km
Imagem da tripulação
Sentados (esq. p/ dir):  Vance Brand e Robert Gibson, De pé (esq. p/ dir): Robert Stewart, Ronald McNair e Bruce McCandless.
Sentados (esq. p/ dir): Vance Brand e Robert Gibson, De pé (esq. p/ dir): Robert Stewart, Ronald McNair e Bruce McCandless.
Navegação
Último
Último
Sts9 flight insignia.png STS-9
STS-41-C STS-41-C patch.png
Próximo
Próximo

A STS 41-B foi a décima missão espacial a utilizar um ônibus espacial e a quarta missão do Challenger. Nela, pela primeira vez um astronauta flutuou solto no espaço operando uma Unidade Manual de Manobra e a missão fez seu primeiro pouso no Centro Espacial Kennedy.[1]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

Caminhadas no espaço[editar | editar código-fonte]

  • McCandless e Stewart - EVA 1
  • Começo do EVA 1: 7 de Fevereiro de 1984
  • Fim do EVA 1: 7 de Fevereiro de 1984
  • Duração: 5 horas, 55 minutos
  • McCandless e Stewart - EVA 2
  • Começo do EVA 2: 9 de Fevereiro de 1984
  • Fim do EVA 2: 9 de Fevereiro de 1984
  • Duração: 6 horas, 17 minutos

Principais fatos[editar | editar código-fonte]

Após a STS-9, o sistema de numeração dos vôos para missões com ônibus espaciais foi mudado, Então, o vôo seguinte. ao invés de ser designado STS-10, se tornou STS 41-B. O novo sistema de numeração foi desenvolvido para ser mais específico de modo que o primeiro numeral indicava o ano fiscal em que o lançamento ocorreu.

O segundo numeral representava o local de lançamento com 1 para o Centro Espacial Kennedy e 2 para a Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia. A letra representava o ordem do lançamento , " B" era o segundo lançamento marcado neste ano fiscal. (Após o acidente com a Challenger, a NASA restabeleceu o sistema de numeração original. Então o vôo seguinte ao 51-L foi o STS-26.)

A missão foi o quarto vôo da Challenger. A decolagem ocorreu em 3 de Fevereiro de 1984. Dois satélites de comunicação, um para a Western Union (WESTAR) e outro para a Indonésia (Palapa B-2) foram lançados no espaço oito horas após o lançamento da nave. Entretanto, o Payload Assist Modules (PAM) de ambos os satélites funcionou com problemas, colocando-os em uma órbita inferior à planejada. Ambos os satélites foram resgatados e lançados com sucesso em novembro seguinte, durante a STS 51-A, a décima quarta missão, pela Discovery.

O grupo da STS 41-B incluia o comandante Vance Brand, em seu segundo vôo em um ônibus espacial; o piloto Robert Gibson; e os especialistas de missão Bruce McCandless II, Ronald McNair e Robert Stewart.

Um ponto alto da missão ocorreu no primeiro dia quando os astronautas McCandless e Stewart realizaram a primeira caminhada no espaço livre, operando a Unidade Manual de Manobra Manned Maneuvering Unit (MMU) pela primeira vez. McCandless, foi o primeiro satélite terrestre humano e se distanciou até 98 metros da nave, enquanto Stewart testou a "estação de trabalho" seguro pelo pé, no final do braço robótico do ônibus espacial. No sétimo dia da missão, ambos os astronautas realizaram um EVA para praticar os procedimentos de captura, recuperação e reparo do satélite Solar Maximum Mission, planejada para a próxima missão, a STS 41-C.

Outro fato importanto do STS 41-B foi o vôo do satélite SPAS-1 financiado pela Alemanha Ocidental, que havia voado originalmente na STS-7. Desta vez, entretanto, ele se manteve no compartimento de carga devido a um problema elétrico no braço robótico. A missão também carregou cinco caixas de GAS, seis ratos vivos no deck abaixo da cabine de comando, uma camera Cinema-360 e a continuação do sistema de fluxo contínuo de eletroforese e os experimentos com o reator de Latex monodisperso.

O vôo de 7 dias, 23 horas, 15 minuto e 55 segundos terminou em 11 de Fevereiro às 12h15min UTC, em Cabo Kennedy, sendo a primeira aterrisagem de um ônibus espacial neste local. A Challenger completou 127 órbitas e percorreu 5.329.150 km.

O astronauta Bruce McCandless executa o Manned Maneuvering Unit (Unidade Manual de Manobra). (NASA)
McCandless aproxima-se da máxima distancia do Challenger.
Bruce McCandless demonstra o MMU flutuando no espaço sobre uma Terra cheia de nuvens. (NASA)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NASA. STS-41B. Página visitada em 13 de maio de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre STS-41-B
Precedido por
STS-9
Programa de Ônibus espaciais
Sucedido por
STS-41-C