Saíra-sete-cores

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaSaíra-sete-cores
Tangara seledon Itamambuca Eco Resort.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Thraupidae
Tribo: Thraupini
Género: Tangara
Espécie: T. seledon
Nome binomial
Tangara seledon
(Müller, 1776)

A saíra-sete-cores (Tangara seledon) é uma ave da família Thraupidae.

É muito agressiva e reproduz mais facilmente em viveiros arborizados, com apenas um casal por recinto. Na natureza consta que fazem ninho aberto, em forma de taça. Em cativeiro costumam aceitar caixa quadrada de madeira de 15 cm de lado.

Características[editar | editar código-fonte]

Mede cerca de 13,5 cm de comprimento e pesa 18g. A fêmea é mais pálida e ao imaturo falta a cor viva do uropígio.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Frugívoro, aprecia os frutos de palmeiras, goiaba, mamão, ameixa e caju. Alimenta-se também de insetos.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Atinge a maturidade sexual aos 12 meses. Faz um ninho tipo tigela, onde põe geralmente de 2 a 4 ovos, tendo de 2 a 3 ninhadas por estação. Os filhotes nascem após 15-17 dias.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Pode ser encontrada em todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral, onde é muito frequente.

Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.