Sabah (jornal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sabah
Formato berlinense
Fundação 1985 (29 anos)
Orientação política democrata liberal; centro-direita
Idioma turco
Sede  Turquia, Istambul (Beşiktaş)
Circulação 400 000 (abril de 2009)[1]
Página oficial www.sabah.com.tr

O Sabah ("Manhã" em turco) é um jornal diário turco de grande circulação, com tiragens diárias superiores a 350 000 exemplares (400 000 em abril de 2009).[1]

Em 2007 o governo liderado por Recep Tayyip Erdoğan processou o jornal com base num documento legal que não tinha sido divulgado às autoridades quando o Sabah foi vendido em 2001. Alguns dos funcionários do jornal foram despedidos e o jornal foi depois comprado pela empresa Calik Holding AS, cujo diretor executivo (CEO) era o genro de Erdoğan. Segundo Asli Aydintasbas, a chefe de redação da delegação em Ancara até aquela compra, desde então que o jornal adotou uma "linha decididamente pró-governamental".[2]

Desde 2009 que o jornal inclui como suplemento dominical o The New York Times International Weekly, uma seleção de artigos do The New York Times traduzidos para turco.

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas xgaz
  2. Aydintasbas, Asli (18 de setembro de 2009). Turkey's War on the Press (em inglês). online.wsj.com. The Wall Street Journal. Página visitada em 5 de julho de 2011.


Ícone de esboço Este artigo sobre a Turquia é um esboço relacionado ao Projeto Europa e ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.