Sadhana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sadhana ou Abhyasa é um termo sânscrito (em devanagari: साधनम्) e significa prática espiritual, é a prática diária do Yoga ou do tantrismo, para levar o praticante à meta do Yoga, (moksha).

Existem muitos tipos de sadhana, respeitando as tradições hindu ou budistas, seus praticantes são classificados como Sadhu ou Sadhaka.

O objetivo do sadhana, pode ser libertação do Samsara ou uma meta estipulada pelo yogi.

Os tipos de sadhana podem ser vários. O asthanga sádhana de Patanjali, o sapta-sadhana de Gheranda, o shad-anga-sádhana, o yoga-krytya. Cada yogi estipula para si um tipo de sadhana diferente. Uns com mais outros com menos angas, mas todos com a meta do Yoga, moksha.

O sadhana definido pelo Yoga Sutra de Patanjali envolve yama, niyama, asana, pranayama, pratyahara, dharana, dhyana e samadhi. Outras formas de sadhana são kirtan, bhajan, puja, kriya, mauna, etc.

O acompanhamento de um guru (professor) que oriente o aluno em direção ao conhecimento espiritual é necessário para que ele atinja seu objetivo.

Nos dias de hoje existem muitos pseudo-gurus que prometem todo o tipo de resultado. Em geral, os sadhanas vêm prescritos nos Vedas, e em textos clássicos como Hatha Yoga Pradipika, Gheranda Samhita, Shiva Samhita, entre outros.

Referências[editar | editar código-fonte]

The Shambala Encyclopedia of yoga de Georg Feuerstein (Ph.D.)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • [1] texto em sânscrito.