Saiph

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
κ Orionis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Orion
Asc. reta 05h 47m 45,4s[1]
Declinação -09° 40′ 10,6″[1]
Magnitude aparente 2,09[2]
Características
Tipo espectral B0Iab[1]
Cor (U-B) –1,02[2]
Cor (B-V) –0,18[2]
Astrometria
Velocidade radial 20,5 ± 2 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 1,46 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -1,28 mas/a[1]
Paralaxe 5,04 ± 0,22[1]
Distância 650 ± 30 anos-luz
198 ± 9 pc
Magnitude absoluta –6,1[3]
Detalhes
Massa 15,50 ± 1,25[4] M
Raio 22,2[3] R
Gravidade superficial 2,9 (log g)[3]
Luminosidade 56 881[4] L
Temperatura 26 500[3] K
Rotação 83 km/s[3]
Idade 11,1 ± 0,5 milhões[5] de anos
Outras denominações
Kappa Orionis, 53 Orionis, HR 2004, BD -09°1235, HD 38771, SAO 132542, FK5 220, HIP 27366.[1]
Saiph
Orion constellation map.png

Saiph, também conhecida pela designação de Bayer Kappa Orionis (κ Ori, κ Orionis), é a sexta estrela mais brilhante da constelação de Orion. Das quatro estrelas que compõem o quadrilátero principal de Orion, Saiph é a estrela no canto inferior esquerdo. O nome Saiph vem do árabe saif al jabbar, 'سیف الجبّار' literalmente espada do gigante.[6]

Com uma magnitude aparente de 2,1,[2] medições de paralaxe dão a Saiph uma distância estimada de 650 anos-luz (198 parsecs) da Terra,[1] que é parecida à distância de Rigel.[6] Sua magnitude visual aparente é menor que a de Rigel, apesar de ser uma estrela bem mais quente com uma temperatura superficial de 26 500 K.[3] Saiph emite grande parte de sua energia na região ultravioleta do espectro, que é invisível ao olho humano, tornando-a aparentemente menos brilhante.[6] Sua luminosidade varia levemente em 0,04 magnitudes.[7]

Comparada ao Sol é uma estrela enorme, com 14–17 vezes a massa solar e mais de 22 vezes o raio.[4] [3] Sua classificação estelar é B0.5 Iab:.[1] A classe de luminosidade 'Iab' representa uma estrela supergigante que esgotou o hidrogênio em seu núcleo e que deixou de ser da sequência principal. Contudo, o ':' indica alguma incerteza no valor espectro. Saiph tem um forte vento estelar e está perdendo massa à taxa de 9,0 × 10–7 massas solares por ano, o equivalente à massa solar a cada 1,1 milhão de anos.[3] Estrelas grandes como Saiph (e muitas outras em Orion) estão destinadas a explodir como supernovas tipo II.[6]

Referências

  1. a b c d e f g h i j SIMBAD query result - Kappa Orionis SIMBAD. Página visitada em 25/06/2012.
  2. a b c d Crawford, D. L.; Barnes, J. V.; Golson, J. C. (1971), "Four-color, H-beta, and UBV photometry for bright B-type stars in the northern hemisphere", The Astronomical Journal 76: 1058, doi:10.1086/111220, Bibcode1971AJ.....76.1058C 
  3. a b c d e f g h Crowther, P. A.; Lennon, D. J.; Walborn, N. R. (janeiro de 2006), "Physical parameters and wind properties of galactic early B supergiants", Astronomy and Astrophysics 446 (1): 279–293, doi:10.1051/0004-6361:20053685, Bibcode2006A&A...446..279C 
  4. a b c Hohle, M. M.; Neuhäuser, R.; Schutz, B. F. (abril de 2010), "Masses and luminosities of O- and B-type stars and red supergiants", Astronomische Nachrichten 331 (4): 349, doi:10.1002/asna.200911355, Bibcode2010AN....331..349H 
  5. Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M. (janeiro de 2011), "A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 410 (1): 190–200, doi:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x, Bibcode2011MNRAS.410..190T 
  6. a b c d Kaler, James B., "SAIPH (Kappa Orionis)", Stars (University of Illinois), http://stars.astro.illinois.edu/sow/saiph.html, visitado em 25/06/2012 
  7. Lefèvre, L. et al. (novembro de 2009), "A systematic study of variability among OB-stars based on HIPPARCOS photometry", Astronomy and Astrophysics 507 (2): 11411201, doi:10.1051/0004-6361/200912304, Bibcode2009A&A...507.1141L 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.