Sala Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sala Azul em 1995.

A Sala Azul (em inglês: Blue Room) é um dos três salões de estado do primeiro andar da Casa Branca, sendo também oval. A Sala Azul é utilizada para recepções e pequenos jantares particulares, sendo sempre mobiliada com peças de cor azul. Sala Azul é uma das três salas ovais desenhadas por James Hoban para a Casa Branca. A Sala Azul possui seis portas das quais duas abrem para a Sala Verde e para a Sala Vermelha. Também existem na sala três janelas que dão vista para o Gramado Sul.

A sala ainda é mobiliada em Estilo império francês. As sucessivas reformas da sala causaram a venda ou até mesmo a perda de alguns objetos, mas ainda hoje quase todas as peças são originais da reforma da inauguração da sala.

No início do século XIX um Candeeiro francês foi feito a partir de madeira dourada e pedaços de vidro. O tecido de seda azul usado nas cortinas e móveis foi escolhido por Hillary Clinton. As cadeiras ainda mantém o Selo presidencial.

História[editar | editar código-fonte]

O Salão Oval[editar | editar código-fonte]

Durante a administração de John Adams a Sala Azul serviu como hall de entrada sul da Casa Branca e algumas vezes funcionou como a principal sala de recepção da casa. No governo de James Mandison, o arquiteto Benjamin Henry Latrobe desenhou uma suíte de mobília clássica para a sala, mas os móveis foram incendiados durante a Queima de Washington em 1814.

Quando a Casa Branca foi reconstruída, o presidente Monroe redecorou a sala no estilo em que ela se encontra atualmente. Martin Van Buren decorou a sala de azul en 1837 e esta decoração se tornou tradicional em todos os governos. No governo de James Buchanan os móveis foram redecorados em estilo vitoriano, mas voltou a decoração voltou a ser estilo império durante a administração de Theodore Roosevelt.

Governo Truman[editar | editar código-fonte]

A Sala Azul foi reformada durante o governo de Harry Truman e foi adicionada a Varanda Truman.

Os Kennedy[editar | editar código-fonte]

A restauração de Kennedy trouxe devolta alguns objetos da era Monroe, como as belas cadeiras desenhadas por Pierre-Antoine Bellangé, bem como as mesas e as outras peças de estilo império. a sala foi novamente decorada com seda e tapeçaria azul.

Nixon e Clinton[editar | editar código-fonte]

A aparência atual da Sala Azul é resultado da restauração concluída em 1995 pelos comitês que preservam a Casa Branca. A Sala também havia sido reformada em 1971 por Richard Nixon, que manteve as peças originais, porém foi responsável pela colocação do primeiro papel de parede da sala.