Salamina (filha de Asopo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na mitologia grega, Salamina ou Salamis (em grego Σαλαμίνα) era a filha do deus-rio Asopo e de Metope, filha do deus-rio Ladão. Ela foi levada por Posídon para uma ilha que, em sua homenagem, passou a se chamar Salamina. Com Posídon, Salamina teve um filho chamado Cicreu que se tornou rei da ilha.

Metope foi uma ninfa de rio, filha do deus-rio Ladão e esposa do deus-rio Asopo, com quem teve dois filhos (Pelasgo ou Pelagon, e Ismeno) e várias filhas.[1] [2]

Pseudo-Apolodoro diz que Metope e Asopo tiveram vinte filhas, e menciona Égina[1] e Salamina.[3] Diodoro Sículo diz que eles tiveram doze filhas, e as lista como Córcira, Salamina, Égina, Peirene, Cleone, Tebas, Tanagra, Tespeia, Asopis, Sinope, Ornia e Cálcis.[2]

Cicreu era filho de Posidão e Salamina.[3] [4] Salamina foi raptada pelo deus e levada para uma ilha, que passou a se chamar Salamina por causa dela.[4] Cicreu tornou-se rei de Salamina ao matar uma cobra que devastava o país.[3] [4]

Árvore genealógica baseada em Pseudo-Apolodoro. Por simplificação, suas irmãs não foram incluídas:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ladão
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Asopo
 
 
 
Metope
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Posidão
 
 
 
Salamina
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Cicreu
 
 
 
 
 
 

Referências

  1. a b Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.12.6 [em linha]
  2. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 72.1 [ael/fr][en][en]
  3. a b c Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.12.7
  4. a b c Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 72.4
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.