Saleen S7

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Saleen S7
Saleen S7 LA Auto Show.jpg
Visão Global
Produção 2000 — 2010
Fabricante Saleen
Ficha técnica
Motor 7.0 V8 com 557cv (550hp) (2000 - 2004)

7.0 V8 Bi-turbo com 760cv (750hp) (2005 - 2009)

Transmissão 6 marchas manual
Modelos relacionados McLaren F1

Ferrari Enzo

Dimensões
Peso 1250kg
Tanque 72L
Consumo 5L/min (giro maximo)
Último
Último
Próximo
Próximo


O Saleen S7 é um coupé super desportivo da Saleen. Apresentado oficialmente em 2000, ao publico norte americano, como o carro mais potente do país, com um motor V8 de 550 hp (557cv) e velocidade máxima de 322 km/h. Foi criado com o intuito de ultrapassar o então carro mais veloz do mundo McLaren F1 que tinha uma máxima de 386,7 km/h e 627 hp,mostrou que possuía uma aerodinâmica respeitável com um CX inferior a 0,30 , podendo "correr" de cabeça para baixo a partir de 260 km/h.Ele é o único carro fabricado em massa uma aerodinâmica que o ajuda a atingir mais 370 km/h, com o passar dos anos foi ganhando concorrentes como o Koenigsegg CCX e o Bugatti Veyron. Para não ficar para trás, o motor foi turbinado e em 2005 foi apresentado o "Saleen S7 Twin Turbo" (Bi-turbo em português) com 750 hp (760cv) e final de 399 km/h, acelerando de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. Em 2006 surgiu o S7 Twin Turbo Competition, a versão mais rápida de todas: o fabricante afirma que o seu motor de 1000 hp torna possível superar a marca dos 418 km/h.

Criação[editar | editar código-fonte]

O seu chassis é uma estrutura tubular em aço com chapas de alumínio, e a carroçaria, de material sintético reforçado com fibra de carbono. O motor central, um V8 Ford de alumínio, utiliza aspiração natural e generosos sete litros (427 pol3) de cilindrada. O carro foi do projecto às ruas em apenas um ano e meio e lembra realmente o McLaren em detalhes como a abertura das portas, a tomada de ar no tecto e as lanternas traseiras. Já a grade é típica da empresa e confere-lhe um estilo agressivo e imponente.

Saleen recorreu à empresa britânica Ray Mallok para acertos do chassis e suspensão, que utiliza braços de controle duplos sobrepostos. A suspensão é fixada ao chassis por suportes de alumínio que se soltam em caso de colisão, para evitar maior impacto no chassis. A Mallok também será responsável por distribuir em Inglaterra o S7 com volante à direita.

Os travões de disco, de 15 pol na frente, utilizam pinças Brembo de seis pistões em todas as rodas, com raio de 19pol. A aerodinâmica da parte inferior recebeu prioridade nos testes de túnel de vento na Universidade de Glasgow, na Escócia, com modelos em escala.

A empresa espera aceleração de 0 a 100 km/h em menos de três segundos e velocidade máxima superior a 400 km/h, a mágica barreira das 240 milhas por hora para os norte-americanos. O S7 está incompleto e não acertado, devendo receber airbags, melhores acabamentos e outras alterações para atender à legislação dos 50 estados dos EUA, e às exigências do comprador de um supercarro. O interior deverá ser produzido sob medida para o tipo físico de cada cliente. E pode custar em media 2 milhões de dólares, mas ainda nada foi confirmado.

Saleen S7 na cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • no filme O Todo poderoso, Bruce Nolan, interpretado por Jim Carrey, dirige um S7. O ator Jim Carrey na realidade também um possui um S7.
  • no filme "Velocidades sem limites" um Saleen S7 corre contra uma Ferrari Enzo, Mercedes Mclaren e um Porsche Carrera GT e o Saleen S7 ganha.
  • O S7 é caracterizado no Midnight Club: Los Angeles de video game.

Fim da produção[editar | editar código-fonte]

  • O fim de sua produção deu-se no ano de 2010,"o fim" foi anunciado no site da empresa no inicio do ano.