Salinas da Margarida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Salinas da Margarida
"Salinas"
Foto da sede de Salinas da Margarida.

Foto da sede de Salinas da Margarida.
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 27 de julho
Fundação 1962
Gentílico Não disponível
Lema Por Amor a Salinas
Prefeito(a) Jorge Castellucci (PV)
(2013–2016)
Localização
Localização de Salinas da Margarida
Localização de Salinas da Margarida na Bahia
Salinas da Margarida está localizado em: Brasil
Salinas da Margarida
Localização de Salinas da Margarida no Brasil
12° 52' 15" S 38° 45' 50" O12° 52' 15" S 38° 45' 50" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Metropolitana de Salvador IBGE/2008 [1]
Microrregião Santo Antônio de Jesus IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Saubara, Maragojipe, Nazaré, Aratuípe, Jaguaripe e incluindo o limite marítimo a ilha de Itaparica com os municípios de Itaparica e Vera Cruz
Distância até a capital 270 ou 69 (via ferry-boat) km
Características geográficas
Área 148,327 km² [2]
População 13 465 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 90,78 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,617 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 62 427 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 4 398 11 IBGE/2009[5]
Página oficial

Salinas da Margarida é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2010 era de 13.465 habitantes.

Localiza-se no sul do Recôncavo baiano distando de Salvador cerca de 270 km. Tem como municípios limítrofes Saubara, Maragojipe, Nazaré, Aratuípe, Jaguaripe e incluindo o limite marítimo a ilha de Itaparica com os municípios de Itaparica e Vera Cruz.

História[editar | editar código-fonte]

A história de Salinas das Margarida se faz intrigante a partir da origem do nome dado ao município. O nome tem sua história contada de várias formas, que se desmembram em lendas que são passadas até os dias de hoje de geração para geração. Umas delas é justamente de onde vem o nome Margarida que tem uma versão romântica, a qual fora cogitado a ideia de uma homenagem do Comendador Manoel de Souza Campos à sua esposa, que supostamente chamava-se Margarida. Porém esta história a qual seria uma homenagem a um membro da família do então citado Comendador Souza Campos não passa de uma lenda que é confirmada através dos dados históricos identificados através de biografias.

O Comendador Campos, Manoel de Souza Campos, fora nascido no estado de Sergipe em 25 de dezembro de 1838, e passou a residir na capital baiana a partir dos seus quatorze anos. Ao longo dos anos, empregou-se como caixeiro no escritório do negociante Vicente do Amaral e tempos depois montou seu próprio negócio e paulatinamente foi alcançando às culminâncias da vida comercial. Casou-se com D. Guilhermina Gomes Marelim, tendo o casal três filhos: Leonor de Campos Devoto, Manoel de Souza Campos Filho e Porcina Campos. Diante deste fica perceptível que a versão romântica dada ao nome do município é meramente fantasiosa não correspondendo a nenhuma homenagem do Comendador à esposa, ou mesmo à família, não tendo algum fundamento.

Inconformado com o atraso de sua terra natal, Salinas da Margarida, o então distrito de Itaparica, o Sr. Manoel Dias de Albuquerque, conhecido como tenente Iozinho, trabalhou junto ao deputado, Padre Luís Palmeira, seu amigo desde Vitória da Conquista, e conseguiu aprovar o projeto de lei que emancipava Salinas, desmembrando-o de Itaparica, mesmo contra a vontade de alguns políticos locais da época. Em 27 de Julho de 1962, foi aprovado o projeto, sendo as eleições realizadas em outubro e o início do município com instalação da câmera de vereadores - poder legislativo - ocorreu em 7 de abril de 1963. Daí a discussão qual a data a ser comemorado o aniversário do município: quando foi “gerado” ou quando verdadeiramente ele “nasceu”?

Geografia[editar | editar código-fonte]

Distrito de Conceição no município de Salinas da Margarida, Recôncavo baiano.

O município fora criado em 27 de julho de 1962 e possuía os seguintes limites: ao norte, município de Santo Amaro e Baía de Todos os Santos; ao sul, municípios de Jaguaribe e Itaparica; a leste, município de Itaparica; a oeste, município de Maragojipe.

Com as modificações ocorridas no mapa geográfico do estado em virtude da criação de novas unidades políticas, os atuais limites são: ao norte município de Saubara (parte desmembrada município de Santo Amaro) e a Baía de Todos os Santos; ao sul, municípios de Jaguaribe e Vera Cruz (parte desmembrada do município de Itaparica); a leste, município de Itaparica; a oeste, município de Maragojipe.

Salinas dista de Salvador, por acesso rodoviário direto 265 km e utilizando o sistema ferry-boat, faz o percurso rodoviário de 52 km até o Terminal de Bom Despacho, localizado na Ilha de Itaparica, e daí mais 13 km de travessia oceânica, até Salvador, dando um total de 69 km. Por via marítima direta o percurso é feito em 11 milhas.

O município de Salinas da Margarida é banhado pelas águas da Baía de Todos os Santos e está localizado entre a latitude 12º52’16” sul e longitude 38º45’52” oeste abrangendo segundos dados do IBGE, uma área de 148,33 km² tendo em área continental de 65 km². Possui um clima de úmido a subsumido tendo em sua biodiversidade uma caracterização de floresta ombrófila densa contando com um importante e frágil ecossistema fluviano-marinho identificado como manguezal preenchendo grande parcela da costa municipal.

Outro aspecto de observação é a diversidade de paisagens produzidas pela geomorfologia traduzindo-se em baixada litorânea, planícies marinhas, fluviomarinhos e tabuleiro do recôncavo.

Com uma área de 65 km², Salinas é compreendida pelos distritos de Dendê (Porto da Telha), Encarnação, Conceição de Salinas, Cairu e povoado de Barra do Paraguaçu. Os distritos de Mutá e Cações apesar de próximos da sede do município de Salinas, não pertencem ao mesmo, fazendo parte do município de Jaguaribe.

Praias[editar | editar código-fonte]

Bares da Praia da ponte.JPG
Salinas vista do mar.
Salinas vista do mar.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • OLIVEIRA, Almir. Salinas das Margaridas: Notícias Históricas. Araguari, MG, 2000.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 07 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 28 fev. 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Salinas da Margarida