Salto do Itiquira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Salto do Itiquira
Características
Altura 168 m
Localização
Rio Itiquira
País  Brasil
Local Formosa
Salto do Itiquira está localizado em: Brasil
Salto do Itiquira
Coordenadas 15° 22' 4" S 47° 27' 20" O

O Salto do Itiquira é uma queda de água de 168 metros de altura, localizada no município de Formosa, em Goiás, no Brasil.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Itiquira" é um termo de origem tupi que significa "gota de água", através da junção dos termos 'y ("água") e tykyra ("gota").[1]

Características[editar | editar código-fonte]

Sendo a oitava maior do Brasil, a queda está dentro de uma área protegida: o Parque Municipal de Itiquira. Forma-se, em sua base, um poço, porém, não é permitido o banho, pois a força da queda d'água é muito forte. Logo abaixo, no rio, há outros poços com pequenas cachoeiras, onde é possível o banho. Depois do salto, o rio forma uma sequência de cachoeiras, corredeiras e poços, cobertos por uma densa floresta.

O parque atrai muitos turistas vindos de Brasília, que dista 115 quilômetros. Possui várias nascentes de água mineral e, fora do parque, um clube, restaurante, bares, lanchonetes, camping, piscinas de água corrente, hotel e chalés. A entrada no parque é cobrada. É extremamente comum a prática do rapel na região, em razão da altura existente no local.

Admirar a queda d’água é maravilhoso[parcial?] e se o tempo estiver de sol, forma-se um gigantesco arco-íris em volta da cachoeira. Não é permitido tomar banho onde cai a água, pois a força da queda é intensa, proporcionando riscos.

As trilhas ecológicas tornam os passeios turísticos mais emocionantes, onde é possível contemplar as belezas da natureza, as piscinas naturais e o pôr-do-sol.[parcial?]

O clima na região é de duas estações, a seca - que vai de abril a setembro; e a chuvosa - de outubro a março.

As temperaturas variam até trinta graus, mas durante a noite acontecem baixas, caindo para aproximadamente 14 graus.

As estradas de acesso são boas, pavimentadas em pistas duplas por quase todo o trajeto, pela BR-20, que faz a divisa entre Distrito Federal e Goiás. Os trechos são bem sinalizados com placas indicativas.[parcial?]

Existem agências de turismo que promovem passeios ao local.

Alguns hotéis ficam localizados na região, próximos à cidade de Formosa, possibilitando alguns dias de descanso, sendo do tipo hotel fazenda, com piscinas, chalés, restaurante, lanchonete, charretes, cavalos, hidromassagem, sauna, playground, monitores, etc.[parcial?]

Fica a 32 quilômetros de Formosa por estrada asfaltada e sinalizada.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.