Samambaia (Distrito Federal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Região Administrativa de Samambaia
Bandeira de Samambaia
Bandeira
Hino
Região Administrativa XII
Fundação: 25 de outubro de 1989
Lei de criação: 049 de 25 de outubro de 1989

Mapa de Samambaia

Limites: Santo Antônio do Descoberto (GO), Ceilândia, Taguatinga, Riacho Fundo, Riacho Fundo II e Recanto das Emas
Distância de Brasília: 25[1] km
Administrador(a): Risomar Carvalho da Silva[2]
Área  
 - Total 102,6[1] km²
População  
 - Total 220 806 habitantes PDAD/2013[3]
IDH 0,781 médio SEPLAN/2000[4]
Site governamental www.samambaia.df.gov.br

Samambaia é uma região administrativa do Distrito Federal brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade teve início no ano de 1985, com a remoção das áreas ocupadas irregularmente, como Invasão da Boca da Mata, Asa Branca e outras. Em 25 de outubro de 1989, no primeiro governo de Joaquim Roriz (que havia sido indicado pelo Presidente do Brasil, à época José Sarney para o cargo de Governador do Distrito Federal), quando por meio da lei nº 49 e do decreto 11921, Samambaia passa a ser uma região administrativa do Distrito Federal. Seu Regimento Interno foi criado por meio do decreto nº 12540 de 30 de julho de 1990.

Anteriormente, Samambaia fazia parte do Núcleo Rural de Taguatinga, desde então foi desmembrada e passou a ter administração própria.

Samambaia foi uma das primeiras cidades com planejamento urbano a serem criadas no Distrito Federal, e serviu de modelo para a criação de outras cidades, tais como Riacho Fundo, Recanto das Emas e São Sebastião.

Samambaia hoje possui cerca de 193 485 habitantes (PDAD 2010/2011).

A padroeira da cidade é Nossa Senhora Aparecida, cuja festa litúrgica se dá em 12 de outubro.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome da cidade foi dado em referência ao córrego Samambaia, que tem nascente próxima às quadras 127 e 327, a oeste da cidade.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Samambaia é dividida em: Samambaia Norte (Quadras 200, 400, 600, 800 e 1000 - Expansão); Samambaia Sul (Quadras 100, 300 e 500); Setor de Mansões de Samambaia e áreas rurais compostas por fazendas, sítios e chácaras. Samambaia tem mais de 1.200 quadras oficializadas e não oficializadas. A maior delas é a quadra 502 seguida por 501 e 406.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Com crescimento populacional ordenado, a cidade ganha aspectos e perspectivas de futuro polo econômico regional por estar situada na região central das cidades mais populosas do Distrito Federal (entre Taguatinga, Ceilândia, Recanto das Emas e Riacho Fundo). Samambaia conta com um planejamento urbano muito bom e serviços públicos de qualidade - totalmente asfaltada e com boa rede de esgotos, em razão de possuir áreas imensas para expansão comercial e econômica, diferente de outras cidades como Taguatinga e Águas Claras, em que este potencial de crescimento já se encontra saturado.

Passa por grandes mudanças com a ocupação de todas as áreas destinadas a habitação, indústria e comércio. O crescimento e a valorização do comércio local, a melhoria do acesso e integração à cidade proporcionada pelo bom planejamento urbanístico da cidade, com vias amplas, metrô, hospitais públicos e particulares, melhoraram a qualidade de vida da população e tornaram a cidade uma alternativa interessante para o mercado imobiliário do Distrito Federal.

  • De forma que a paisagem muda constantemente surpreendendo os moradores, que tem dificuldades em acompanhar as mudanças de uma cidade que transforma-se gradativamente com a construção de prédios e comércio em toda a sua extensão.

A classe média do Distrito Federal passou não só a investir, mas a morar em Samambaia graças à melhoria dos índices de qualidade de vida, dessa forma tem recebido um número cada vez maior de brasilienses de todas as classes sociais, universitários e funcionários públicos da União e do Governo do Distrito Federal.

  • Empreendedoras Imobiliárias veem na cidade grande potencial de desenvolvimento; destaca-se também os grandes potenciais para o comércio (em expansão) e industrialização, a economia está em plena ascensão.

Principais pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Pública: EQR 609 / 611(Parque Ecológico Três Meninas).
Paróquia e Santuário de Santa Luzia.
  • Casa da Cultura: EQR 609/611(Parque Ecológico Três Meninas).
  • Estações do Metrô: QS 102/202 QS 112/212 e QS 122.
  • Estádio de Futebol Rorizão: Centro Urbano, Quadra 301
  • Feicenter QS 412
  • Feira Permanente Área Especial QN 202.
  • Paróquia e Santuário de Santa Luzia: QS 304, Conjunto 3, lotes 1 a 3.
  • Fórum, e MP, um dos melhores do Distrito Federal: QS 502
  • Parque Ecológico Três Meninas: EQR 609 / 611.
  • Parque Gatumé: Entre as QR’s 425 e 427.
  • Pistão de Lazer: Avenida Sul, entre as quadras 100 / 300, e nas 1ª e 2ª Avenidas Norte, entre as quadras 200 / 400/600.
  • Praça do Cidadão: QN 519 / 521.
  • Vila Olímpica Rei Pelé QS 119.

Cultura[editar | editar código-fonte]

  • Via Sacra – Paixão do Cristo Negro (Realizado na Sexta-feira da Paixão)

É um grande evento, o 3º maior do tipo no Distrito Federal (menor do que o de Planaltina e o de Santa Maria): são 200 atores, 500 na produção, o público é estimado em 25 mil pessoas numa área de cerca de 10.000 metros quadrados. Acontece desde 1996 e começou com apenas 15 atores, iniciativa da Paróquia Santa Luzia.

  • Caminhada Mariana – Mês de maio

Sempre acontece no final do mês de maio. O evento reúne devotos das 12 paróquias da cidade e do Recanto das Emas. Começa sempre às 14h no estacionamento do estádio Rorizão (QS 301). Reúne em torno de 6 mil pessoas. O evento tem ponto alto às 15h com a missa celebrada pelo Arcebispo de Brasília.

  • Festa junina – Mês de junho

Geralmente acontece no final de junho na área de lazer na QS 302 a céu aberto. O Arraial é decorado com bandeirinhas de papel colorido e palha de coqueiro. Nesta festa acontece o Concurso Regional de Quadrilhas do Distrito Federal que é organizado na cidade, no qual as quadrilhas de todas as regiões do Distrito Federal disputam a classificação para o Concurso Nacional.

  • Aniversário da cidade - 25 de outubro

Em outubro é comemorado o aniversário da cidade na 1ª Avenida de Samambaia Norte com Missa, desfiles cívico-militares, shows de bandas e lazer para as crianças além de outras atrações como rodeio e um bolo gigante.

Religião[editar | editar código-fonte]

Samambaia possui em torno de 275 entidades religiosas e comunidades espíritas. Estas sociedades religiosas estão distribuídas em comunidades católicas, protestantes, espíritas, além de adeptos do culto afrobrasileiro (Umbanda e Candomblé). Embora haja uma minoria de adeptos de outras religiões, não há um senso numérico deles nem templos dedicados a elas na cidade. Em Samambaia está localizado o Seminário da Congregação dos Padres Barnabitas, presentes no Brasil desde 1903.

Foi estimado que a porcentagem religiosa de Samambaia é: 61,1% de Católicos; 29,6% de protestantes; e 9,3% de outras religiões ou sem religião.[5]

Catolicismo[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida

A Igreja Católica na cidade, pertencente à Arquidiocese de Brasília, está divida em nove paróquias, que por sua vez possuem diversas capelas, totalizando 30 igrejas.[6] O Santuário Santa Luzia, idealizado pelo padre italiano Alberto Trombini, já se tornou ponto turístico da cidade por seu formato de Barca.[7] A primeira paróquia da cidade é a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, criada em 26 de março de 1989, antes da própria fundação de Samambaia.

A comunidade católica romana da cidade realiza anualmente a tradicional Caminhada Mariana, desde 1998.[8] Acontece sempre no final de Maio, mês dedicado à Nossa Senhora. O evento reúne milhares de pessoas, que saem de manhã em procissão de suas igrejas matrizes até o Estádio de Futebol de Samambaia, onde há representações teatrais e é finalizada com uma Missa, normalmente celebrada pelo Arcebispo de Brasília. Há também, na Semana Santa, a Paixão do Cristo Negro, do grupo de teatro da paróquia Santa Luzia, que vem conquistando notoriedade e um público cada vez maior.[9]

Registra-se a presença de oito congregações religiosas, sete delas femininas (Irmãs de Belém, Orionitas[10] , Preciosinas, Apóstolas do Sagrado Coração, Concepcionistas (estas estão ligadas às Concepcionistas da Asa Norte, e trabalham com famílias carentes), Irmãs da Caridade, e as religiosas de Jesus, Maria e José), e uma congregação masculina, com seminário regional, os Padres Barnabitas, responsáveis pela paróquia Santa Luzia.[11]

No dia 12 de maio de 2012, as paróquias de Samambaia acolheram a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu no Rio de Janeiro em julho de 2013[12] . Os símbolos estavam viajando por todo o Brasil, e nos dias 12 e 13 de maio passaram pela Arquidiocese de Brasília. Em Samambaia, o evento ocorreu na praça em frente à capela Nossa Senhora de Fátima, reunindo padres e paroquianos de todas as paróquias da cidade, e contou com a presença do Administrador Risomar Carvalho.

Protestantismo[editar | editar código-fonte]

Protestantismo Há a presença de inúmeras igrejas evangélicas na cidade. Há várias denominações como: Assembléia de Deus, Universal, Mundial, Internacional, Batista, Presbiteriana, Igreja de Deus, Congregação Cristã no Brasil, Missão da Fé, Sara Nossa Terra, e diversas outras denominações. Além disso instituições evangélicas de educação, como é o caso da Faculdade Assembleiana, além de algumas associações beneficentes de cunho social e assistencialista.

Espiritismo[editar | editar código-fonte]

há grupos religiosos espíritas tais como, kardecismo e adeptos das religiões afro-brasileiras umbanda e candomblé. Há também aqueles que dizem ser espíritas mas sem frequentar nenhuma comunidade religiosa.

Transporte urbano[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com dois longos eixos arteriais planejados no sentido Leste-Oeste; o transporte público abrange toda a cidade.

Há também o metrô (com previsão de expansão com construções pelo Governo do Distrito Federal de novas estações) passa pela cidade, e muito contribuiu para o desenvolvimento local, pois melhorou substancialmente a qualidade do transporte urbano, facilita o deslocamento. As três estações estão localizadas nas quadras 102/202, 112/212 e 122.

Hoje na cidade existem aproximadamente 65 linhas de transporte coletivo e 220 paradas de ônibus. O número de passageiros transportados por dia é de aproximadamente 70 mil e a cidade conta com 2 terminais rodoviários provisórios (QR 327 – Sul, QR 433 – Norte).

Urbanização[editar | editar código-fonte]

A cidade sofre nos últimos anos um intenso processo de urbanização.

Grandes incorporadoras (empresas do ramo imobiliário) veem na cidade a possibilidade de construção de novos empreendimentos.

Os Governos Federal e do Distrito Federal incentivam esse processo com a venda de lotes a preços mais acessíveis, e financiamentos com recursos da Caixa Econômica Federal, e outras linhas de crédito para facilitar a habitação.

Há previsão por parte do Governo do Distrito Federal, de início de mais obras em toda a cidade para atender as necessidades da população, e melhorar ainda mais a qualidade de seus habitantes.

As construções fizeram da cidade um imenso canteiro de obras, com imensos prédios e grandes arranha céus.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Coletânea de Informações Socioeconômicas - Samambaia (PDF). Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) (maio de 2007). Página visitada em 30 de julho de 2009.
  2. Apresentação Samambaia – RA XII. Portal do Cidadão - Samambaia. Página visitada em 08 de julho de 2012.
  3. PESQUISA DISTRITAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS – SAMAMBAIA – PDAD 2013 (PDF). Codeplan (08/03/2013). Página visitada em 24/10/2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M das Regiões Administrativas do Distrito Federal. Secretaria de Planejamento e Orçamento do Governo do Distrito Federal (SEPLAN/DF) (2000). Página visitada em 22 de julho de 2012.
  5. Gospel Prime - http://noticias.gospelprime.com.br/ha-uma-igreja-evangelica-para-cada-93-protestantes-na-cidade-estrutural-em-brasilia/
  6. Mitra Arquidiocesana - http://www.arquidiocesedebrasilia.org.br/
  7. http://www.santuariosantaluzia.org.br/
  8. Pascom Samambaia - http://ascomsamambaia.com/2012/06/caminhada-mariana-e-tradicao-em.html/
  9. G1 Notícias - Samambaia encena Paixão de Cristo - http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/04/samambaia-encena-paixao-do-cristo-negro-para-12-mil-pessoas.html/
  10. Correio Braziliense - http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2010/12/19/interna_cidadesdf,228442/e-de-samambaia-a-creche-da-reportagem-de-hoje-de-serie-especial.shtml
  11. Mitra Arquidiocesana - http://www.arquidiocesedebrasilia.org.br/secao.php?p=congregacoes-femininas-e-masculinas/
  12. Notícias da Arquidiocese - http://arquidiocesedebrasilia.org.br/noticias.php?cod=271

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Samambaia (Distrito Federal)