Sambódromo do Anhembi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ao centro, o Rio Tietê e, à direita, o Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo

O Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo[1] [2] , conhecido popularmente como Sambódromo do Anhembi, está localizado no Anhembi, no distrito de Santana, na Zona Norte da cidade de São Paulo, no Brasil. Nele, são realizados, todos os anos, os desfiles das escolas de samba do Carnaval de São Paulo.

Características[editar | editar código-fonte]

Parte do sambódromo vista da Via Professor Simão Faiguenboim
O carnaval de São Paulo no sambódromo

Projetado pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer,[3] foi construído e inaugurado em 1991, durante a gestão municipal de Luiza Erundina. Possui 530 metros de comprimento e catorze metros de largura. Conta com um piso de concreto estrutural antialagamento, além de ter capacidade para cerca de 30 000 pessoas.

Quando foi inaugurado em 1991, pela então prefeita Luiza Erundina, a passarela do samba tinha capacidade para apenas 10 000 pessoas. Em 1995, com a conclusão de alguns módulos de arquibancada, sua capacidade passou dos então 10 000 para 20 000. Mas foi somente em 12 de fevereiro de 1996, na gestão do prefeito Paulo Maluf, com todos os setores concluídos, que foi entregue o Sambódromo com sua capacidade ampliada para 30 000 pessoas.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Além de abrigar o desfile das escolas de samba paulistanas, o sambódromo já foi palco de outros acontecimentos, como: programas televisivos (Popstars[4] e Ídolos)[5] ; São Paulo Indy 300 (uma etapa da Fórmula Indy)[6] e a Oi Megarrampa (competição de skate).[7]

É, ainda, o local onde ocorrem, anualmente, os desfiles oficiais de 7 de Setembro na cidade.[8]

No dia 21 de fevereiro de 2012 Na apuração de votos para a escola campeã do Carnaval 2012 no último quesito Comissão de Frente, faltando apenas dois votos para a escola campeã ser anunciada. A Mocidade Alegre estava na frente e precisa apenas de mais um 10 para ser campeã, quando um homem com a camisa da Império de Casa Verde Thiago Faria invadiu a área reservada dos votos e roubou ,das mãos do locutor Zulu, as notas das escolas de samba e as rasgou . Apenas depois do clima diminuir às 23:00 do mesmo dia foi anunciada a Mocidade Alegre campeã do Carnaval 2012 seguida de Rosas de Ouro, Vai-Vai e Mancha Verde. Caíram as escolas Pérola Negra e a Camisa Verde e Branco. Depois de alguns dias foi provado que Thiago Faria não era integrante da Império de Casa Verde e que ele havia comprado uma pulseira para sentar na área restrita. Tanto ele como o integrante da Gaviões estão livres.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.