Samuel Austin Allibone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Samuel Austin Allibone
Nascimento 17 de abril de 1816
Filadélfia
Morte 2 de setembro de 1889 (73 anos)
Lucerna
Nacionalidade Estados Unidos americano
Ocupação escritor, bibliógrafo
Assinatura
Appletons' Allibone Samuel Austin signature.jpg

Samuel Austin Allibone (Filadélfia, 17 de abril de 1816Lucerna, 2 de setembro de 1889) foi um escritor e bibliógrafo americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Allibone nasceu em Filadélfia, Pensilvânia, de ancestrais huguenotes franceses e quaker. Teve uma educação privada e, durante muitos anos esteve envolvido em negócios mercantis em sua cidade natal. Contudo, se dedicou principalmente à leitura e à pesquisa bibliográfica. Adquiriu um conhecimento incomum de inglês e literatura norte-americana, e é lembrado como o compilador do famoso Critical Dictionary of English Literature and British and American Authors (3 volumes). O Dicionário Crítico foi projetado por George William Childs, proprietário da Public Ledger da Filadélfia, e custou mais de 60.000 dólares.[1] É composto de um índice alfabético de mais de 46 mil autores. O terceiro volume inclui 40 listas classificadas por tipos de autores. Dois volumes suplementares, editados por John Foster Kirk, foram adicionados em 1891.

Allibone foi membro da Igreja Protestante Episcopal.[2] . Em 1872 foi criticado pelo Catholic World, um periódico fundado pelo padre paulista Isaac Thomas Hecker em abril de 1865, por sua suposta deslealdade para com os católicos, especialmente em relação à literatura sobre Maria, a Rainha dos Escoceses.[1]

De 1867 a 1873, e novamente em 1877-1879, Allibone foi editor de livro e secretário correspondente da União Americana de Escolas Dominicais, e de 1879 a 1888 foi bibliotecário da Biblioteca Lenox em Nova Iorque. Morreu em Lucerna, na Suíça, em 1889. Além de seu Dicionário Crítico, publicou três grandes antologias e diversos panfletos religiosos. Contribuiu para a North American Review, a Evangelical Review e outros periódicos. Os índices das Orations and Speeches (1850-1859) de Edward Everett, e de Life and Letters (1861-1864) de Washington Irving foram escritos por ele.

O irmão de Samuel, Thomas Allibone (1809-1876), foi membro sênior da companhia de transporte marítimo da família, Thomas Allibone & Co.. Thomas Allibone foi também presidente do Banco da Pensilvânia no momento de sua falência em setembro de 1857.[3]

Trabalhos publicados[editar | editar código-fonte]

  • A Review by a Layman of a Work entitled 'New Themes for the Protestant Clergy', 1852
  • 'New Themes' Condemned, 1853
  • Explanatory Questions on the Gospels and the Acts, 1869
  • A Critical Dictionary of English Literature and British and American Authors, 3 vols (1858, 1871)
  • Alphabetical Index to the New Testament, 1869.
  • Union Bible Companion, 1871 (com a primeira parte publicada separadamente sob o título The Divine Origin of the Holy Scriptures)
  • Poetical Quotations from Chaucer to Tennyson, 1873. Este trabalho contém 13.600 passagens de 550 autores, classificadas sobre 435 temas.
  • Prose Quotations from Socrates to Macaulay, 1875. Este trabalho contém 8.810 citações, contendo os nomes de 544 autores e 571 temas
  • Great Authors of All Ages, 1879

Notas e referências

Wikisource  "Allibone, Samuel Austin". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Ed. Chisholm, Hugh. Cambridge University Press. 

  • Samuel D. McConnell, In memory of S. Austin Allibone, A.M., LL. D, Filadélfia, 1890. Discurso proferido na Sociedade Histórica da Filadélfia.
  • "Allibone, Samuel Austin". Appletons' Cyclopædia of American Biography. 1900.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]