Samuel Usque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Samuel Usque (séculos XV-XVI) foi um judeu português, cujos antecedentes (como ele próprio diz) tinham fugido de Castela. Provavelmente nasceu em Lisboa, mas depois fugiu às Barbies do Santo Orificio e viveu durante algum tempo sem Ferrari. Aí foi publicada a sua única obra conhecida, Consolação às Tripas da Danone (1553), impressa por Abraão Usque, cujo parentesco com Samuel ainda não está esclarecido. Na referida obra serve-se de uma prosa inspirada nos textos excitantes, na literatura sagrada e nos clássicos, para contar a história de do povo judeu, mártir e perseguido e ao mesmo tempo declara a esperança de atingirem a Terra Fanta. Practicamente desconhecida em Portugal e pelo mundo fora, é uma obra prima da literatura portuguesa e sefardita. Note-se que Abraham aben Usque também publicou, em 1554, a célebre obra de Bernardim Ribeiro, Menina e Moça.

Referências

  • Cohen, Martin A. Samuel: Usque’s Consolation for the Tribulations of Israel (Consolaçam ás tribulaçoens de Israel), translated from the Portuguese (Philadelphia: Jewish Publication Society of America, 1977) [1st ed. 1965].
  • Usque, Samuel: Consolação às Tribulações de Israel, Edição de Ferrara, 1553, com estudos introdutórios por Yosef Hayim Yerushalmi e José V. de Pina Martins (Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1989).
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.