San Ildefonso (navio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
San Ildefonso - HMS San Ildefonso
Plano para un navio de 74 canhões da série dos San Ildefonsinos.
Carreira Spanish flag 1785-1873 Naval Ensign of the United Kingdom
Lançamento Cartagena, 22 de janeiro de 1785[1]
Estado Capturado em 21 de Outubro de 1805 pela Marinha Real Britânica.
Entrou para o serviço como HMS San Idelfonso e empregado como navio de abastecimento. Demolido em 1816[2]
Características gerais
Classe 74 canhões, navio de 3ª categoria
Tonelagem 1.600 tons
Largura 14m
Comprimento 53m
Carga 505 homens (669 em Trafalgar)[2]

O San Ildefonso foi um navio de linha da Armada Espanhola, de 74 canhões entre seu lançamento em 1785 e até que foi capturado pelos ingleses em 1805, tendo sido construído em Cartagena.

Construção[editar | editar código-fonte]

A construção do San Ildefonso foi de suma importância para a marinha espanhola da época, e que a partir de seu projeto se derivaram uma série de sete navios da linha conhecida como os Ildefonsinos. Este projeto foi feito de acordo com planos de Romero Landa em 1784.

A série dos San Ildefonsinos é composta pelos seguintes oito navios: San Ildefonso, o primeiro e que dá nome a série, San Telmo, San Francisco de Paula, Europa, Intrépido, Infante don Pelayo, Conquistador e o Monarca.

Foi construido em Cartagena e lançado finalmente em 22 de janeiro de 1785, véspera do dia de São Ildefonso. Em seus primeiros dias foi submetido a uma série de testes na companhia do navio San Juan Nepomuceno, onde verificou-se que o San Ildefonso era uma nave superior as de sua classe em manobrabilidade e velocidade.

O San Ildefonso deslocava 1.600 toneladas; suas medidas eram 53 m de comprimento, 14 m de largura e 7 m de estai do traquete, e seu preço de construção foi na época de 3.311.000 reales espanhóis. Sua tripulação habitual era de cerca de 505 homens.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Trafalgar[editar | editar código-fonte]

Em 21 de outubro de 1805 participa junto com a esquadra combinada franco-espanhola da Batalha de Trafalgar. Seu capitão era, então, José Vargas. Como um dos navios mais velozes e ágeis da esquadra, formava parte do grupo de exploração. Durante a batalha sofreu a bordo baixas de 34 mortos e 126 feridos. Ele foi capturado pelos britânicos. Seu capitão entregou sua espada ao capitão Hope do Defence.[3] Foi reutilizado pela Marinha Real Britânica sob o nome de HMS San Ildefonso. A bandeira espanhola hasteada pelo San Ildefonso está atualmente em exibição em um museu de Londres.

Referências

  1. Harbron, John D. Trafalgar and the Spanish Navy (em inglês). Annapolis: Naval Institute Press, 1988. 178 pp. p. 42. ISBN 0-87021-695-3
  2. a b Goodwin, Peter. The Ships of Trafalgar: The British, French and Spanish Fleets October 1805 (em inglês). Annapolis: Naval Institute Press, 2005. 256 pp. p. 228-229. ISBN 1-59114-824-3
  3. Pocock, Tom (editor). Trafalgar: An Eyewitness History (em inglês). London: Penguin Books, 2005. 238 pp. p. 127. ISBN 978-0-141-44150-4

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.