Santa Adélia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Santa Adélia
Bandeira de Santa Adélia
Brasão de Santa Adélia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 22 de março de 1916
Gentílico santa-adeliense
Prefeito(a) Marcelo Hercolin (DEM)
(2009–2012)
Localização
Localização de Santa Adélia
Localização de Santa Adélia em São Paulo
Santa Adélia está localizado em: Brasil
Santa Adélia
Localização de Santa Adélia no Brasil
21° 14' 34" S 48° 48' 14" O21° 14' 34" S 48° 48' 14" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Catanduva IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes (Norte) Ariranha; (Sul) Itápolis; (Leste) Fernando Prestes; (Oeste) Itajobi; (Noroeste) Pindorama
Distância até a capital 371 km
Características geográficas
Área 330,9 km² [2]
População 14 333 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 43,32 hab./km²
Altitude 618 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,776 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 182 431 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 12 549,40 IBGE/2009[5]
Página oficial

Santa Adélia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Tem uma população de 14.333 habitantes (IBGE/2010)[2] . Santa Adélia pertence à Microrregião de Catanduva.

História[editar | editar código-fonte]

Em meados do século passado, a região onde hoje se situa o município de Santa Adélia, era apenas uma extensa área coberta de matagais. Em 1907 o traçado da estrada de ferro foi delineado pela "Companhia da Estrada de Ferro", em demanda da Vila Adolpho (hoje Catanduva), aqui foi construída a primeira casa pelo Coronel Relíquias de Souza Guimarães, fundador da cidade, que nessa época trabalhava na fazenda Dumont. Em 1909, Santa Adélia já contava com algumas centenas de casas quando ao fim de 1909 passou o primeiro trem.

Foi criado em 1910 o Distrito de paz e elevação à Vila pela lei 1240 de 23 de dezembro. (1911 - em 3 de julho foi instalado o Distrito de paz). Em 1916 a lei estadual 1499 de 22 de março de 1916 criou o município como sendo um território desmembrado de Taquaritinga. Já em 1938 em 30 de novembro de 1938 o decreto-lei estadual 9775 criou a Comarca de Santa Adélia, formada pelos municípios de Santa Adélia, Itajobi e Ariranha.

Em 26 de março de 1939 foi instalada a Comarca. 1948 - a lei municipal nº 16 de 15 de dezembro estabelece o dia 16 de dezembro Dia da Padroeira Santa Adélia. 1964 - a Comarca de Santa Adélia perde o Município de Itajobi. 1969 - a lei municipal nº 368 de 27 de janeiro, fixou o dia 22 de março Dia do Município como feriado municipal.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 21º14'34" sul e a uma longitude 48º48'15" oeste, estando a uma altitude de 618 metros. Possui uma área de 330,9 km².[2]

O município conta com três distritos, são eles o distrito de Ururai (Taquara), Vila Botelho e Vila Santa Rosa. É uma comarca a qual lhe pertence mais dois municípios,Palmares Paulista e Ariranha, e tem como seu principal serviço a cana de açúcar.

O Distrito de Botelho conta com um posto policial, unidade básica de saúde e uma ambulância para cobrir emergência e seu maior ponto comercial é o barracão de frutas, onde comercializam-se frutas para todo o Brasil.

O Distrito de Ururai está situado a 16 km de Santa Adélia e a 3 km da rodovia Washington Luiz, todo o acesso é asfaltado, um dos melhores lugares para se morar, onde se encontra-se paz e amizade, conta também com uma unidade de saúde, a maior parte da população trabalha no cultivo da laranja e cana de açúcar.

O Distrito de Santa Rosa fica a 2 km da Rodovia Washington Luiz e 9 km de Santa Adélia, conta com unidade básica de saúde e tem como sua principal fonte de renda o cultivo da cana de açúcar.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[2]

População total: 14.333

  • Urbana: 13.560
  • Rural: 773
  • Homens: 7.164[6]
  • Mulheres: 7.169

Densidade demográfica (hab./km²): 43,32

Taxa de alfabetização: 92,4%[7]

Dados do Censo - 2000

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,42

Expectativa de vida (anos): 70,93

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,40

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,776

  • IDH-M Renda: 0,716
  • IDH-M Longevidade: 0,765
  • IDH-M Educação: 0,847

(Fonte: IPEADATA)

Localização externa[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b c d Censo Populacional 2010 - IBGE. IBGE.gov.br. Página visitada em 25 de agosto de 2011.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 29 dez. 2011.
  6. SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo. IBGE. Página visitada em 26 de agosto de 2011.
  7. Taxa de Alfabetização 2010 (zip). Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Página visitada em 23 de janeiro de 2012.