Santa Marcelina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Santa Marcelina (Roma, 327Roma, 397) é uma virgem romano-milanesa venerada como santa pela Igreja católica. Irmã mais velha de Santo Ambrósio, bispo e doutor da Igreja, e de São Sátiro, pertencia a família dos Ambrosiis, sob o Império de Constantino. Filha do prefeito da Gália, depois da morte prematura do pai, ocupou-se da educação de seus irmãos São Sátiro e Santo Ambrósio.[1] Consagrou sua vida à piedade e ascetismo.[2]

Durante o Natal de 353, na Basílica de São Pedro, em Roma, recebe os véu das virgens das mãos do papa Libério, que faz, a este propósito um discurso relatado por Santo Ambrósio no tratado De virginibus, dedicado à própria irmã.[3]

Está sepultada na basílica de Sant'Ambrogio, em Milão. Sua festa litúrgica é celebrada no dia 17 de Julho.

Santa Marcelina é a padroeira do Instituto Internacional das Irmãs de Santa Marcelina, congregação religiosa fundada no ano de 1838 pelo Beato Luigi Biraghi em Cernusco, Itália.

Referências

  1. P. Pierrand, op. cit., p. 147.
  2. Kirsch, J.P. (1910). St. Marcellina. In The Catholic Encyclopedia Robert Appleton Company.. Visitado em 27 de Janeiro de 2013. (em inglês)
  3. Ambrosius, De virginibus, lib. I, cap. IV, 15; in PL, vol. 16, col. 193.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]