Santa Maria in Aracoeli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada de Santa Maria in Aracoeli

Santa Maria in Aracoeli é uma igreja em Roma, construída no local onde, segundo a lenda, a Sibila Tiburtina profetizou a chegada de Cristo ao Imperador Augusto, pouco antes da morte dele. Augusto por isso dedicou ali um altar ao filho de Deus, o ara coeli, isto é, «altar do céu». Fica na colina do Campidoglio.

Santa Helena (território), mãe do Imperador Constantino, foi sepultada neste local. Hoje diz-se que seus ossos estão no altar à esquerda do transepto da igreja.

Desde o século VI um complexo religioso de mosteiros havia sido erguido sobre os alicerces do templo romano de Juno Moneta. O Papa Inocêncio IV o cedeu aos franciscanos em 1250. No final do século XII, os franciscanos começaram a construir o novo edifício, que se transformou no centro da vida política da Roma medieval, como «igreja dos senadores e do povo de Roma».

Por dentro, a igreja é um exemplo das igrejas tradicionais das ordens mendicantes. Suas 22 colunas antigas foram trazidas do Fórum e do Palatino, e apoiam o clerestório acima, com suas janelas regulares. Uma inscrição na terceira coluna à esquerda diz que ela vem do Cubiculo Augustorum, o quarto dos imperadores. O teto em caixotões esculpidos da nave central foi oferecido por Marcantonio Colonna para comemorar a batalha de Lepanto em 1571, batalha naval vencida por Veneza sobre os turcos. Já a capela Bufalini, do lado direito, é decorada com afrescos que representam cenas da vida e da morte de São Bernardino de Siena (1380-1444), pregador venerado pelos franciscanos. São de autoria de Pinturicchio, pintor da Umbria, cerca de 1485, e contam entre seus mais famosos trabalhos.

Uma capela perto da sacristia contem a estátua milagrosa do Santo Bambino, ou o Cristo Menino de Aracoeli, que uma piedosa lenda diz esculpida em madeira de uma árvore do Jardim das Oliveiras ou Getsêmani, em Jerusalém. Mas como o original foi roubado em 1994, apenas uma réplica aparece ao público.

É também nesta igreja que se preservou a tábua com o cristograma IHS que São Bernardino de Siena se utilizava em seus sermões para promover a devoção ao Santo Nome de Jesus[1] .

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wikisource-logo.svg "Holy Name of Jesus" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Santa Maria in Aracoeli