Santa Maria in Cosmedin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Santa Maria in Cosmedin é uma igreja de Roma. Seu atual reitor é o Arquimandrita Mtanios Haddad da Igreja Melquita.

O que era o Forum Boarium, um dos mais velhos mercados de Roma, hoje é a Piazza della Bocca della Veritá.

No século VI esta igreja de Santa Maria in Cosmedin foi fundada sobre as ruínas de um antigo edifício. No século VIII, quando a igreja oriental proibiu pintar a Virgem, Cristo ou os santos, movimento conhecido como iconoclasma - o papa Adriano I entregou esta igreja aos gregos que haviam fugido do Império Romano do Oriente.

A basílica foi aumentada com uma ábside no final de cada uma das naves laterais e da nave - tipo de construção pioneira na arquitetura do Ocidente. O trono do bispo, decorado com leões, data também dessa época.

Outra mudança sucedeu sob o papa Calisto II (papa de 1119 a 1124) que criou o vestíbulo e o campanário, e ordenou o elaborado trabalho interno executado pela família dos Cosmati. Como todos os adornos são extremamente custosos, o nome in Cosmedin pode se referir a uma praça em Constantinopla e consequentemente à palavra grega kosmos, que significa «jóia, adorno».

A reconstrução realizada na era barroca foi removida no século XIX e restauradas as condições do século XII. Do exterior, a igreja é simples, de tijolo, com um vestíbulo de dois andares em contraste com o poderoso campanário. No interior, sequência alternada de colunas e pilares retangulares, relembra a arquitetura otoniana (de Oto ou Otão, nome de três imperadores do Sacro Império Romano-Germânico): os tetos são planos, de madeira; cada nave lateral e a nave central dão impressão de um espaço limitado, quadrado, definido por superfícies lisas. As colunas são spolia (remanescentes de edifício anterior) antigas, mas não parecem ter função prática de apoiar, e sim meramente decorativas, adicionadas posteriormente. Originalmente, todo o interior era pintado com afrescos harmoniosos com o chão de mármore. O presbitério, reservado ao clero, é separado da nave por biombos de filigrana de mármore, transparentes.

O conjunto litúrgico data do papa Calisto II, consistindo de uma schola cantorum, um candelabro pascoal,um cibório de altar do século XIII, com estrutura gótica.

Roma-boccaverità01.jpg

Bocca della Veritá[editar | editar código-fonte]

A leste do vestíbulo, a famosa Bocca della Veritá, a Boca da Verdade, máscara de Tritão com a boca aberta, feita em mármore, a quem a lenda medieval atribui o poder de morder os dedos da mão de um mentiroso que ousasse inseri-la na abertura...

Commons
O Commons possui multimídias sobre Santa Maria in Cosmedin