Santa Tecla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Tecla
Ícone de Santa Técla
Protomártir; Virgem; Igual aos apóstolos
Nascimento ca. 30
Morte Século I d.C. em Selêucia Isauria
Veneração por Igreja Católica; Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 23 de setembro na Igreja Católica; 24 de setembro na Igreja Ortodoxa
Padroeiro agonizantes; Tarragona, Espanha
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santa Técla foi uma virgem e protomártir membro de uma rica e influente família de Icônio. Foi agraciada pela Igreja com o título de "Igual aos Apóstolos" e "protomártir entre as mulheres". Muitas igrejas a ela foram dedicadas, entre as quais uma erigida em Constantinopla por Constantino. Técla foi a intercessora das orações dos ascetas, tendo sido invocada durante a tonsura de mulheres no monaquismo.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Santa Tecla não é citada na Bíblia, e a única fonte de informações sobre sua vida é o Atos de Paulo e Tecla livro escrito provavelmente no século II e tido como apócrifo. De acordo com o livro, quando o apóstolo Paulo chegou à Icônio se hospedou na casa de Onesíforo, do qual Tecla era vizinho. Nesta altura com 18, prometida a Tamire, Técla ouve a pregação de São Paulo e então decide dedicar sua vida a pregação do Evangelho. A mãe de Técla opôs-se aos planos da filha, enquanto seu pretendente delatou Paulo para o prefeito da cidade que o aprisionou.[1]

Subornando os guardas com todo seu ornamento em ouro, Técla vai ao encontro de São Paulo que lhe transmitiu diversos preceitos paternais. Três dias depois os servos de sua família a encontraram e a levaram a força. Irredutível quanto ao casamento foi, a mando de sua mãe, condenada a fogueira. Segundo a tradição ao entrar no fogo fazer um sinal da cruz sobre si mesma uma luz a cercou e as chamas não conseguiram tocá-la. Uma forte chuva acompanhada com granizo apagou o fogo e seus torturadores dispersaram-se em pavor.[1]

Técla abandonou a cidade e foi ao encalço de São Paulo que estava em uma caverna nas cercanias da cidade junto de seus companheiros; Técla acompanhou Paulo em sua viagem de pregação na Antioquia da Pisídia. Na cidade o dignitário Alexandre, vislumbrado por sua beleza, a pede em casamento e novamente a virgem recusa o pedido o que provoca ira em Alexandre que ordena que animais famintos sejam investidos contra ela. Segundo a tradição os animais recusaram-se a tocar nela. Posteriormente Técla foi amarrara em cordas puxadas por dois bois. Segundo a tradição as cordas arrebentaram como teias de aranha e os bois fugiram. Após tais fatos Técla é liberta.[1]

Técla estabeleceu-se em uma região desolada nas proximidades de Selêucia Isauria onde por muitos anos pregou a palavra de Deus, curou enfermos e converteu pagãos ao cristianismo. Com cerca de 90 anos, feiticeiros pagãos invejando a popularidade de Técla, enviam seus seguidores para contaminá-la. Segundo a tradição, quando eles estavam próximos, Técla gritou em súplico a Deus e uma rocha se abriu e escondeu a virgem, que entregou sua alma a ele.[1] Em Ma'loula, na Síria, há um convento, Deir Mar Takla, dedicado a Santa Tecla, construído próximo do local onde a rocha abriu-se para ela. Atualmente parte de suas relíquias está em uma catedral em Milão.

Culto a Santa Tecla[editar | editar código-fonte]

Convento de Santa Tecla em Ma'loula

Na Igreja Ortodoxa, a grande circulação dos "Atos de Paulo e Tecla" evidencia a sua veneração. Foi amplamente citada como modelo de ascetismo para as mulheres. Seu culto floresceu no Oriente em cidades como Nicomédia, Icônio e Selêucia Isauria, enquanto que no Ocidente é evidente sua veneração a partir do século IV. No Martyrologium Hieronymianum é mencionada em diversas datas (22 de fevereiro, 25 de fevereiro, 12 de setembro, 23 de setembro e 17 de novembro), enquanto que no Martirológio de Beda é mencionada no dia 23 de setembro, data em que sua festa litúrgica é mencionada no Martirológio Romano. Na Igreja Ortodoxa sua festa é celebrada no dia 24 de setembro.[2]

É venerada como padroeira dos agonizantes. Também é a padroeira da cidade de Tarragona, na Espanha, onde há uma grande catedral em sua homenagem. No Rio Grande do Sul, no município de Capão do Leão, existe a Paróquia de Santa Tecla, sediada em uma igreja erguida em 1901 em homenagem à santa.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Protomartyr and Equal of the Apostles Thekla (em inglês). Visitado em 11-10-2012.
  2. Sts. Thecla (em inglês). Visitado em 11-10-2012.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Santa Tecla