Santo Anjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde setembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Oração católica pedindo proteção ao seu santo anjo da guarda, é uma forma de indulgência:

Versão mais conhecida[editar | editar código-fonte]

Santo Anjo do Senhor,
meu zeloso guardador,
Se a ti me confiou a piedade divina.
sempre me rege,
me guarda, me governa e
me ilumina
Amém.

É comum um erro gramatical ao final do texto. A prece se dirige ao Anjo tratando-o por TU (como pode-se ver na frase “se a TI me confiou…”), portanto, as formas do imperativo devem ser da segunda pessoa: “...me regE, guardA, governA e iluminA“. Talvez o E de REGE (que está correto) influencie a conjugação errônea dos outros três verbos e muitas vezes a prece é encontrada com o erro: "me rege, guardE, governE e iluminE).

Versão latina original[editar | editar código-fonte]

Angele Dei,
qui custos es mei,
me, tibi commissum pietate superna,
hodie illúmina, custódi,
rege et gubérna.
Amen.

Variação da versão mais conhecida[editar | editar código-fonte]

Santo Anjo do Senhor,
meu zeloso guardador,
se a ti me confiou a plenitude divina,
que Deus me guarde,
me ilumine e me leve
para um bom caminho.
Amém.

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.