Sarcopenia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A sarcopenia não é uma doença, mas sim uma consequência natural do processo de envelhecimento do ser humano.

Sarcopenia (do Grego, "pobreza de carne") é a perda de massa e força na musculatura esquelética (como bíceps, tríceps e quadríceps) com o envelhecimento. Cerca de um terço da massa muscular perde-se com a idade avançada, começando a partir dos 25 anos com queda de 0,5% ao ano e aumentando até cerca de 1% ao ano a partir dos 65 anos de idade. Essa perda de massa reduz a força muscular. 1

Características[editar | editar código-fonte]

Devido ao aumento da expectativa de vida da população mundial e consequentemente da população idosa, a sarcopenia vem se tornando uma questão de saúde cada vez mais relevante no mundo desenvolvido, pois ambientes públicos e comerciais precisam ser adaptados para um número cada vez maior de idosos.

O nível de sarcopenia pode ser prejudicial a ponto de impedir que uma pessoa idosa tenha uma vida independente, necessitando de assistência e cuidado constantes. A sarcopenia é um importante indicador de fragilidade nas pesquisas feitas com pessoas, ligada à redução do equilíbrio, perda de agilidade, quedas e fraturas.

A perda da força muscular resulta em uma dificuldade da manutenção da estabilidade (equilíbrio) estático e/ou dinâmico, tornando a marcha cada vez mais incerta, o que pode resultar em quedas em geral. Eventos estes que outrora sem grande importância, podem causar grandes prejuízos a um sistema osteomuscular enfraquecido pela senescência (envelhecimento), ocasionando no aumento dos índices de morbidez, imobilidade e mortalidade desta população. Idosos geralmente caem enquanto realizam atividades normais do dia a dia.

Comorbidades[editar | editar código-fonte]

Quando em combinação com a osteoporose, a sarcopenia resulta em significativa fragilidade freqüentemente encontrada na população idosa tornando-os muito vulneráveis a traumas físicos.

Prevenção[editar | editar código-fonte]

A sarcopenia pode ser evitada e até mesmo revertida com uma alimentação balanceada, uma vida psicológicamente saúdavel e com a prática de atividades ou exercícios físicos de maneira consciente e com um acompanhamento profissional.

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]