Sardinha assada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sardinhas assadas com acompanhamento

A sardinha assada é um prato tradicional da cozinha portuguesa, originário da região de Lisboa e Vale do Tejo e é uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal. Em Portugal, é costume confeccionar este prato no fim das festas populares, normalmente chamado de Sardinhada.

Origens[editar | editar código-fonte]

Desde o século XVI que era reconhecida a importância da sardinha como se comprova pelo recenseamento de peixes do litoral lusitano realizado por Duarte Nunes d Leão [1] .

No mesmo mar de Setúbal e no de Sesimbra, sua vizinha, há a mais sardinha e mais saborosa que se pode dar; a qual, além de sustentar o Reino, se leva por mar a outras partes, e por terra ao reino de Castela, para onde sai grande carregação até a corte de Madri.
Recenseamento de peixes do litoral lusitano, século XVI

Já em 1855, na exposição Internacional de Paris, as sardinhas de Setúbal alcançam uma menção honrosa, tendo a 15 de Janeiro de 2010 sido o primeiro pescado da União Europeia e da Península Ibérica a obter o rótulo azul com a certificação de sustentabilidade e boa gestão dos recursos piscatórios, MSC ("Marine Stewardship Council") [1] .

As sardinhas assadas, fruto de uma forte tradição piscatória, são um dos pratos mais saboreados da cozinha portuguesa, existindo inúmeras receitas para a sua confecção, sendo no entanto a mais utilizada a sardinha assada na brasa, um prato que aumenta exponencialmente de consumo durante as festas dos santos populares [2] .

A melhor maneira de as confeccionar é preparando-as de véspera e temperando-as com sal grosso, colocando-as num grelhador duplo por cima das brasas, sem chama, assando em lume brando, normalmente acompanhadas com pimento assado também na brasa e batata cozida [2] . Devem ser saboreadas colocando-se em cima de uma fatia grossa de pão que absorve a sua gordura natural [1] .

Expressões populares[editar | editar código-fonte]

Puxar a brasa à sua sardinha, é uma expressão popular muito utilizada em Portugal, que significa defender os nossos interesses pessoais, e que tem a sua origem na confecção do prato em si. A forma como se coloca as sardinhas com as barrigas para dentro em cima da brasa, numa posição cabeça/rabo, e a forma como se ateia e queima o carvão, assando a sardinha em lume brando, dando a volta na grelha dupla, dando a entender que se puxa a sardinha na nossa direcção [1] .

Referências

  1. a b c d Sardinha assada DN Portugasl. Visitado em 10 de Setembro de 2011.
  2. a b Sardinha Assada Turismo de Portugal. Visitado em 10 de Setembro de 2011.