Saturnalia tupiniquim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSaturnalia
Ocorrência: Triássico Superior
A comparação do tamanho do Saturnália com o tamanho do humano

A comparação do tamanho do Saturnália com o tamanho do humano
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Sauropodomorpha
Família: Guaibasauridae
Subfamília: Saturnaliinae
Género: Saturnalia
Langer, 1999
Espécie: Saturnalia Tupiniquim
Langer, 1999

Saturnália é um gênero de dinossauro Saurischia muito primitivo, que viveu no Carniano no final do período Triássico (cerca de 225 milhões de anos atrás [1] ), tornando-se um dos mais antigos dinossauros já encontrado. Pode ter sido um dos Sauropodomorfos primitivos, um grupo que inclui os saurópodes gigantes. Ele provavelmente tinha 1,5 metros de comprimento. Os restos poucos conhecidos desse gênero têm muitas características dos Prosauropodas, e ainda falta outras características compartilhadas por todos os dinossauros.

Classificação[editar | editar código-fonte]

A natureza primitiva do Saturnália, combinado com sua mistura de Sauropodomorpha e características de terópode, torna difícil de classifica-lo. O paleontólogo Max Cardoso Langer e colegas (1999), na descrição do gênero, definiu como Sauropodomorpha [2] . No entanto, em um artigo de 2003, Langer notou que as características de seu crânio e da mão eram mais semelhantes ao do grupo irmão dos Sauropodomorfos, os terópodes e que levaria o Saturnália na melhor das hipóteses ser considerado um membro da linhagem-tronco da Sauropodomorpha, e não um verdadeiro membro do grupo [3] .

José Bonaparte e seus colegas, em um estudo de 2007, concluíram que o Saturnália é muito semelhante ao primitivo Saurischia Guaibassauro. Bonaparte colocou os dois na mesma família, Guaibasauridae. Como Langer, Bonaparte concluiu que essas formas podem ter sido Sauropodomorpha primitivo, ou um conjunto de formas de próximo ao ancestral comum dos Sauropodomorfos e terópodes. Em geral, Bonaparte descobriram que tanto o Saturnália e o Guaibassauro são mais semelhantes aos terópodes do que os Prosauropodas [4] .

Descoberta das espécies[editar | editar código-fonte]

O holótipo foi descoberto em meados do verão no Sítio Paleontológico Sanga da Alemoa, Rio Grande do Sul, no Brasil, e descobertas adicionais foram feitas durante o Carnaval, que se acredita ter suas origens na festa do solstício do inverno romano, Saturno;[5] o que deu origem ao nome em 1999, juntamente com uma palavra tupiniquim do português e guarani. O esqueleto parcial e referente a outras duas amostras, incluindo uma mandíbula e dentes também foram descobertos.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Luciano A. Leal, Sergio A. K. Azevodo, Alexander W. A. Kellner, and Átila A. S. da Rosa. (October 18, 2004). "A new early dinosaur (Sauropodomorpha) from the Caturrita Formation (Late Triassic), Paraná Basin, Brazil" (PDF). Zootaxa 690: 1–24. (Warning: abstract is 12 kb PDF)
  2. Langer, M.C., Abdala, F., Richter, M., and Benton, M. (1999). "A sauropodomorph dinosaur from the Upper Triassic (Carnian) of southern Brazil." Comptes Rendus de l'Académie des Sciences, 329: 511-;517.
  3. Langer, M.C. (2003). "The pelvic and hind limb anatomy of the stem-sauropodomorph Saturnalia tupiniquim (Late Triassic, Brazil)." PaleoBios, 23(2): September 15, 2003.
  4. Bonaparte, J.F., Brea, G., Schultz, C.L., and Martinelli, A.G. (2007). "A new specimen of Guaibasaurus candelariensis (basal Saurischia) from the Late Triassic Caturrita Formation of southern Brazil." Historical Biology, 19(1): 73-82.
  5. Quais foram os maiores dinossauros já encontrados no Brasil? (Which were the biggest dinosaurs ever found in Brazil?). Mundo Estranho, Ed. Abril. Accessed on June 16th 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]