Scott Armstrong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scott Armstrong
Joseph James, Jr. (esq.) como Scott Armstrong em 2011
Nome(s)
no ringue
Dixie Dy-no-mite[1]
Scott James
Scott Armstrong
Altura 1 85 m[1]
Peso 220 lb (99,8 kg)[1]
Nascimento 1 de Maio de 1961  (53 anos)[1]
Marietta, Geórgia[1]
Residência Gulf Breeze, Flórida[2]
Anunciado de Pensacola, Flórida[3]
Treinado por Bob Armstrong[1] [3]
Estreia 1983[1] [3]
Aposentadoria 2000

Joseph Scott James, Jr.[4] (Marietta, 4 de maio de 1961)[1] é um árbitro e lutador de wrestling profissional estadunidense, mais conhecido como Scott Armstrong, que atualmente trabalha para a WWE, sendo árbitro para todas as divisões. Ele é o filho mais velho do membro do Hall da Fama da WWE Bob Armstrong e tem três irmãos lutadores, Brad, Steve e Brian.[3]

Carreira no wrestling profissional[editar | editar código-fonte]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

James começou a lutar em 1983 como "Scott Armstrong",[3] primariamente nas promoções da Geórgia e Alabama, além da Jim Crockett Promotions e World Championship Wrestling (WCW), onde formou uma dupla chamada "The James Boys" com seu irmão Steve. Ele trabalhou na WCW de 1992 à 2001, começando como lutador, mas tornando-se um árbitro em seu último ano na companhia.[3] Ele também trabalhou como Dixie Dy-no-mite na Smoky Mountain Wrestling.

World Wrestling Entertainment (2006–2010)[editar | editar código-fonte]

Armstrong apareceu no SmackDown! de 28 de julho de 2006 como árbitro da luta pelo WWE United States Championship entre Finlay e William Regal. Em agosto de 2006, Armstrong foi contratado como árbitro pela WWE, na ECW. Ele se tornou árbitro-sênior em fevereiro de 2007, após Mickie Henson ser transferido para o SmackDown. Ele foi o único árbitro da ECW no WrestleMania XXIV. No SummerSlam de 2008, Armstrong foi o árbitro da Hell in a Cell entre Edge e The Undertaker. Ele foi, então, transferido para o SmackDown como árbitro-sênior. Em novembro de 2008, os árbitros deixaram de ser exclusivos das divisões.

Scott Armstrong com Justin Roberts.

Em 13 de setembro de 2009, no Breaking Point, Armstrong envolveu-se em uma história durante a qual tomava uma decisão controversa durante a luta pelo World Heavyweight Championship entre CM Punk e The Undertaker. Armstrong declarou Punk o vencedor, mesmo Undertaker não tendo desistido durante um anaconda vice, referenciando o Montreal Screwjob (que havia acontecido na mesma arena em 1997).[5] Em 30 de outubro de 2009, Armstrong enfrentou CM Punk no SmackDown, sendo rapidamente derrotado.[6] Na semana seguinte, Armstrong custou uma luta de Punk contra R-Truth, fazendo uma contagem rápida e dando a vitória a R-Truth.

Em 26 de fevereiro de 2010, Armstrong foi demitido da WWE.[7]

Retorno a World Wrestling Entertainment / WWE (2011–presente)[editar | editar código-fonte]

Armstrong como árbitro.

Em 20 de fevereiro de 2011, Armstrong reapareceu na WWE como árbitro durante o Elimination Chamber. Ele continuou a oficiar lutas em pay-per-views, como no Wrestlemania XXVII e Money in the Bank (2011). Ele retornou ao SmackDown em 5 de agosto de 2011, como árbitro de uma luta entre The Great Khali e Sheamus. Em 18 de setembro de 2011, no Night of Champions, Armstrong foi o árbitro da luta entre Triple H e CM Punk. Durante o combate, The Miz e R-Truth atacara os lutadores e abusaram verbalmente de Armstrong, que retaliou, socando Miz, antes de ser espancado pelos dois.

No SummerSlam de 2012, Triple H convenceu Armstrong a ser permissivo durante a luta entre ele e Brock Lesnar, tornando o combate mais violento do que o normal. No Raw do dia seguinte, Lesnar congratulou Armstrong, já que havia derrotado Triple H na noite anterior. Em outubro de 2012, Armstrong e seu irmão Road Dogg passaram a atuar como produtores, ajudando lutadores novatos com entrevistas, lutas e elaboração de personagens.[8] Armstrong arbitrou a luta pelo WWE Championship entre o campeão Randy Orton e o desafiante Daniel Bryan no Night of Champions de 2013. Ele encerrou a luta com uma contagem rápida em Orton, dando o título para Bryan. No Raw da noite seguinte, pressionado por Triple H, Armstrong afirmou ter se mancomunado com Bryan para lhe dar a vitória. Na mesma noite, Armstrong foi demitido por Triple H. Ele fez uma nova aparição, como o segundo árbitro da luta entre Bryan e Orton no WWE Battleground, sendo nocauteado por Big Show.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

James é casado com Michelle e eles têm dois filhos.[3] Em 2008, ele ajudou na arrecadação de dinheiro para o Zoológico do Noroeste da Flórida (hoje Gulf Breeze Zoo) após este sofrer danos do Furacão Ivan.[2]

No wrestling[editar | editar código-fonte]

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Dixieland Championship Wrestling
    • DCW Heavyweight Championship (1 vez)[10]
  • North Georgia Wrestling Association
    • NGWA Tag Team Championship (1 vez)
  • Peach State Wrestling
    • PSW United States Tag Team Championship (1 vez, último) - com Mad Jack[10]
  • Pensacola Wrestling Alliance
    • PWA Heavyweight Championship (1 vez)
  • Southeastern Xtreme Wrestling
    • SXW Heavyweight Championship (1 vez)
    • SXW Impact Championship (1 vez)
  • Tennessee Mountain Wrestling
    • TMW Tag Team Championship (1 vez) – with Brad Armstrong[11]
  • United Championship Wrestling
    • UCW Tag Team Championship (1 vez) – com Bob Armstrong
  • USA Wrestling
    • USA Junior Heavyweight Championship (2 vezes)[10]

Referências

  1. a b c d e f g h i Scott Armstrong Profile Online World Of Wrestling. Página visitada em 2008-03-14.
  2. a b Errico, Teri (2008-01-25). ECW referee Scott Armstrong helps save Florida zoo World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2009-12-10.
  3. a b c d e f g Scott Armstrong Profile World Wrestling Entertainment. Página visitada em 2012-06-26.
  4. Intelius People Search Report. Página visitada em 12 June 2012.
  5. Elliott, Brian (2009-09-18). Montreal fans 'screwed' again in Breaking Point sham SLAM! Wrestling. Página visitada em 2009-12-10.
  6. Waldman, Jon (2009-10-31). Smackdown: New feuds for end of month SLAM! Wrestling. Página visitada em 2009-12-10.
  7. Caldwell, James (2010-02-26). WWE News: WWE releases a total of four talents on Friday PWTorch. Página visitada em 2010-02-27.
  8. Report: WWE Employees Gain More Responsibility. Página visitada em 21 de outubro de 2012.
  9. a b c "Ron Simmons Vs Scott Armstrong". World Championship Wrestling. WCW WorldWide. 1994-10-09.
  10. a b c Royal Duncan & Gary Will. Wrestling Title Histories. [S.l.]: Archeus Communications, 4th Edition 2000. ISBN 0-9698161-5-4
  11. Independent Wrestling Results - September 2004 onlineworldofwrestling.com. Página visitada em 2008-07-05.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: